Ser­ra­glio ven­ce elei­ção do PMDB no Pa­ra­ná

De­pu­ta­do fe­de­ral der­ro­tou o se­na­dor Ro­ber­to Re­quião em dis­pu­ta re­a­li­za­da no sá­ba­do; “par­ti­do pre­ci­sa cor­ri­gir er­ros e abrir es­pa­ço a no­vas li­de­ran­ças”

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Mu­ri­lo Gat­ti

mgat­ti@odi­a­rio.com O de­pu­ta­do fe­de­ral Os­mar Ser­ra­glio der­ro­tou o se­na­dor Ro­ber­to Re­quião na dis­pu­ta pe­lo di­re­tó­rio es­ta­du­al e é o no­vo pre­si­den­te do PDMB no Pa­ra­ná. No dis­cur­so da vi­tó­ria, o tom foi de união. Mas o de­pu­ta­do não pou­pou crí­ti­cas ao con­cor­ren­te, que há mais de 1 dé­ca­da di­ta­va as re­gras den­tro da si­gla no Es­ta­do.

“Va­mos cons­truir um PMDB pa­ra to­dos, em que to­dos os com­pa­nhei­ros vão poder se ma­ni­fes­tar. A ideia é fa­zer com que não te­nha­mos mais uma fon­te de de­ci­são úni­ca”, afir­mou. Ser­ra­glio dis­se que o ob­je­ti­vo é re­cu­pe­rar o es­pa­ço per­di­do nas du­as úl­ti­mas elei­ções. “Es­ti­ve­mos 8 anos co­man­dan­do o go­ver­no pa­ra­na­en­se e não fi­ze­mos um su­ces­sor por­que não tra­ba­lha­mos pa­ra ter um su­ces­sor. Al­gu­ma coi­sa es­tá er­ra­da. To­dos que es­tão no poder procuram al­guém pa­ra a su­ces­são, mas no Pa­ra­ná ocor­reu o con­trá­rio. Hou­ve a di­fi­cul­ta­ção pa­ra ter­mos um can­di­da­to”, cri­ti­cou.

O no­vo pre­si­den­te pre­fe­riu não an­te­ci­par opi­nião so­bre as elei­ções pa­ra o go­ver­no do Es­ta- do. Ele diz ser um er­ro to­mar uma po­si­ção nes­te mo­men­to, se­ja fa­vo­rá­vel à can­di­da­tu­ra pró­pria, ao go­ver­na­dor Be­to Richa (PSDB) ou a mi­nis­tra Glei­si Hoff­mann (PT), que an­te­ci­pa­ram o de­ba­te.

“Não po­de­mos de­ci­dir ago­ra e an­te­ci­par uma bri­ga com a Glei­si ou com o go­ver­na­dor. Por que sair bri­gan­do nes­te mo­men­to? Dei­xe que se­jam can­di­da­tos e qu­em qui­ser dis­pu­tar, que fa­ça o seu tra­ba­lho.” Pa­ra Ser­ra­glio, até mes­mo o se­na­dor Re­quião te­rá con­di­ções de ba­ta­lhar pa­ra re­tor­nar ao Pa­lá­cio do Igua­çu em 2014. “Não te­mos na­da con­tra o Re­quião ser can­di­da­to. O que a ba­se che­gou à con­clu­são ago­ra é que es­ta­mos há mui­tos anos com uma con­du­ção úni­ca. Qu­em qui­ser ser can­di­da­to, que cons­trua a can­di­da­tu­ra. Qu­em vai de­ci­dir são os com­pa­nhei­ros”, afir­mou.

Ser­ra­glio de­fen­deu o fa­to de que os de­pu­ta­dos es­ta­du­ais que o apoi­a­ram a pre­si­dên­cia fa­zem par­te da ba­se de apoio de Richa na As­sem­bleia. “Re­quião ati­ra nos de­pu­ta­dos por aju­da­rem o go­ver­no, mas nun­ca foi cri­ti­ca­do, den­tro do PMDB, quan­do ti­nha o apoio dos de­pu­ta­dos do PSDB.”

No ba­lan­ço das elei­ções mu­ni­ci­pais, o no­vo pre­si­den­te lem­brou que o par­ti­do co­me­teu vá­ri­os er­ros e per­deu es­pa­ço em ci­da­des im­por­tan­tes. “Em Ma­rin­gá, não fi­ze­mos ne­nhum ve­re­a­dor, e em Cas­ca­vel tam­bém não. Fi­ze­mos um ve­re­a­dor em Lon­dri­na, um em Cu­ri­ti­ba e ape­nas um em Foz do Igua­çu.”

Ao mes­mo tem­po, pa­ra Ma­rin­gá Ser­ra­glio res­sal­ta a con­quis­ta do car­go de vi­ce-pre­fei­to por Cláudio Fer­di­nan­di. “Nos or­gu­lha­mos do Fer­di­nan­di. Ele vai sig­ni­fi­car o for­ta­le­ci­men­to e vai evi­den­ci­ar o PMDB em Ma­rin­gá”.

Dou­glas Mar­çal

Ser­ra­glio, no­vo pre­si­den­te do PMDB no Pa­ra­ná; si­gla “pa­ra to­dos”

Ra­fa­el Sil­va

No­va lo­ja da Dro­ga Raia em Ma­rin­gá; pri­o­ri­da­de no in­te­ri­or do PR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.