Em um ano, du­as co­ro­as

LÁ FO­RA Ma­rin­ga­en­se Aman­da Pag­gi Vi­cen­ti­ni foi co­ro­a­da Miss Te­e­na­ger Su­da­mé­ri­ca, tí­tu­lo iné­di­to pa­ra o Bra­sil

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ana Lui­za Ver­zo­la

ana­ver­zo­la@odi­a­rio.com Um dia an­tes de par­tir pa­ra a vi­a­gem que fa­ria ao Equa­dor, a en­tão Miss Te­e­na­ger Bra­sil 2012 Aman­da Pag­gi Vi­cen­ti­ni, 18 anos, ga­ran­tiu que tra­ria a fai­xa de Miss Te­e­na­ger Su­da­mé­ri­ca pa­ra ca­sa. “Mi­nha ex­pec­ta­ti­va mai­or é ga­nhar o con­cur­so e tra­zer a fai­xa pa­ra o País”, dis­se, na re­da­ção do Diá­rio. A es­tu­dan­te, que pres­tou ves­ti­bu­lar pa­ra Odon­to­lo­gia an­tes de pe­gar o voo, pa­re­cia pre­ver o pró­prio fu­tu­ro: en­tre 19 can­di­da­tas, ela con­quis­tou o pos­to de ado­les­cen­te mais be­la in­ter­na­ci­o­nal­men­te na noi­te do úl­ti­mo sá­ba­do. Quan­do pou­sou em Lon­dri­na na tar­de de on­tem, a fi­cha ain­da não ti­nha caí­do: no mes­mo ano, Aman­da era do­na de du­as co­ro­as em con­cur­sos dis­pu­ta­dos de miss.

A per­gun­ta fei­ta pa­ra ela foi: “O que vo­cê mu­da­ria na sua per­so­na­li­da­de?” E ela res­pon­deu, ar­ris­can­do um por­tu­nhol, que gos­ta­ria de pa­rar de acre­di­tar que to­das as pes­so­as têm os mes­mos va­lo­res que os de­la. Os ju­ra­dos gos­ta­ram, e até acha­ram gra­ça no jei­ti­nho bra­si­lei­ro de res­pon­der a per­gun­ta se es­for­çan­do pa­ra fa­lar em es­pa­nhol. O con­cur­so foi re­a­li­za­do em Gu­aya­quil, a mai­or ci­da­de do Equa­dor. Usan­do um ves­ti­do lon­go pre­to e bran­co, a ma­rin­ga­en­se se des­ta­ca­va en­tre as de­mais par­ti­ci­pan­tes não só pe­la be­le­za clás­si­ca, mas tam­bém pe­la pos­tu­ra e edu- ca­ção que de­mons­tra­va com os de­mais par­ti­ci­pan­tes.

“Ela plan­tou uma se­men­te in­te­res­san­te nes­se con­cur­so”, des­ta­ca Wall Bar­ri­o­nu­e­vo, da BMW Even­tos, res­pon­sá­vel por co­or­de­nar a miss des­de sua pri­mei­ra co­roa co­mo Miss Te­e­na­ger Ma­rin­gá. O co­or­de­na­dor ain­da res­sal­tou a cau­sa so­ci­al do Miss Te­e­na­ger Su­da­mé­ri­ca. “É fei­to pa­ra ar­re­ca­dar re­cur­sos pa­ra as cri­an­ças em tra­ta­men­to de cân­cer”, diz. Por von­ta­de da miss, me­ta­de do prê­mio re­ce­bi­do foi des­ti­na­do a es­sa en­ti­da­de. Ou­tra ati­tu­de que cha­mou a aten­ção, se­gun­do Bar­ri­o­nu­e­vo, foi em re­la­ção à ci­rur­gia plás­ti­ca que a ven­ce­do­ra ga­nhou, mas que tam­bém foi do­a­da. “Na ho­ra que foi anun­ci­a­do es­se prê­mio, ela pe­gou o mi­cro­fo­ne, cha­mou a pes­soa da ins­ti­tui­ção e do­ou a ci­rur­gia pa­ra fa­vo­re­cer al­gu­ma mu­lher ou jo­vem do Equa­dor”, lem­bra.

O que mo­ti­vou Aman­da a to­mar tal de­ci­são foi o con­ta­to que te­ve com as di­fi­cul­da­des das pes­so­as que co­nhe­ceu. “Ver as cri­an­ças com cân­cer, uma re­a­li­da­de mui­to di­fe­ren­te da nos­sa... Pen­sei que eu ti­nha mais a ofe­re­cer do que só ser uma miss. Eu podia fa­zer al­go por eles”. E fez. Aman­da trou­xe ao Bra­sil um tí­tu­lo iné­di­to pa­ra o País e bo­as lem­bran­ças de uma cul­tu­ra que ain­da não co­nhe­cia. Além das ex­pe­ri­ên­ci­as vi­ven­ci­a­das, ela es­pe­ra dei­xar co­mo exem­plo um be­lo le­ga­do.

Com­pro­mis­sos

A ro­ti­na de Aman­da, que já era atri­bu­la­da, de­ve se in­ten­si­fi­car ago­ra com a no­va agen­da, ad­qui­ri­da com a no­va fai­xa. “Es­tou pre­pa­ra­da. Tra­cei es­se ob­je­ti­vo e fui atrás, sem­pre fui se­gu­ra quan­to a is­so, pa­ra ob­ter os me­lho­res re­sul­ta­dos.”

Pa­ra o con­cur­so de be­le­za em si, a pre­pa­ra­ção da ma­rin­ga­en­se co­me­çou bem an­tes, com cui­da­dos com a ali­men­ta­ção, exer­cí­ci­os fí­si­cos cons­tan­tes e prin­ci­pal­men­te uma in­ten­si­fi­ca­ção nos es­tu­dos fren­te ao pró­prio País, com o ob­je­ti­vo de apre­sen­tar e re­pre­sen­tar bem o Bra­sil lá fo­ra. Além de to­dos es­ses com­ple­men­tos que so­mam as ca­rac­te­rís­ti­cas que uma miss de­ve ter, Aman­da tam­bém li­dou com obs­tá­cu­los im­pos­tos por ela mes­ma. “Meu de­sa­fio sem­pre foi mos­trar o me­lhor de mim e es­tar pre­pa­ra­da pa­ra qual­quer de­sa­fio que eu en­con­tras­se”, diz.

Três ve­zes rai­nha

Ar­re­ba­tan­do o tí­tu­lo de Miss Te­e­na­ger Ma­rin­gá no ano pas­sa­do, ela ago­ra os­ten­ta a co­roa de Miss Te­e­na­ger Bra­sil e Miss Te­e­na­ger Su­da­mé­ri­ca. Pa­ra Aman­da, é ape­nas o co­me­ço de um rei­na­do que, se de­pen­der de­la, vai se­guir adi­an­te. “Vou con­ti­nu­ar par­ti­ci­pan­do dos de­mais con­cur­sos”, avi­sa. A pró­xi­ma fai­xa, qu­em sa­be, po­de ser de Miss Ma­rin­gá.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.