Es­tu­do apon­ta edu­ca­ção vul­ne­rá­vel

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM - Agên­cia Es­ta­do

re­da­cao@odi­a­rio.com A vul­ne­ra­bi­li­da­de dos jo­vens em re­la­ção à edu­ca­ção es­tá evi­den­te nos no­vos nú­me­ros do Cen­so 2010, di­vul­ga­dos on­tem pe­lo IBGE.

Em­bo­ra 83,3% da po­pu­la­ção de 15 a 17 anos es­te­jam na es­co­la, me­nos da me­ta­de es­tá no ní­vel edu­ca­ci­o­nal ade­qua­do. O IBGE fez o ma­pa dos mu­ni­cí­pi­os de acor­do com a ta­xa de frequên­cia no en­si­no mé­dio.

As re­giões Sul e Su­des­te con­cen­tram a me­lhor si­tu­a­ção e Nor­te e Nor­des­te, a pi­or. Ou­tro da­do pre­o­cu­pan­te é o aban­do­no es­co­lar pre­co­ce, ou se­ja, a proporção de jo­vens de 18 a 24 anos que não com­ple­tou o en­si­no mé­dio. Hou­ve uma que­da en­tre 2000 e 2010, mas os ín­di­ces ain­da são mui­to al­tos. Em 2000, 48% dos jo­vens des­ta ida­de não ti­nham com­ple­ta­do o en­si­no mé­dio. Em 2010, caiu pa­ra 36,5%. A ta­xa mé­dia de aban­do­no es­co­lar é qua­se três ve­zes mai­or que a mé­dia de 29 paí­ses eu­ro­peus, se­gun­do es­tu­do ci­ta­do pe­lo IBGE.

O ma­pa do aban­do­no es­co­lar pre­co­ce mos­tra que não há uma di­vi­são tão cla­ra en­tre Nor­te e Sul do País co­mo na de­fa­sa­gem do en­si­no mé­dio. As bai­xas ta­xas de aban­do­no es­tão no Sul e Su­des­te, mas as al­tas ta­xas tam­bém es­tão em mu­ni­cí­pi­os de to­das as re­giões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.