Ve­re­a­do­res apro­vam 11 pro­pos­tas com ur­gên­cia

Em du­as ses­sões ex­tra­or­di­ná­ri­as, fo­ram apro­va­das al­te­ra­ções no or­ça­men­to de 2013, mu­dan­ças na re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va e ali­e­na­ção de ter­re­nos no par­que in­dus­tri­al

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Mu­ri­lo Gat­ti

mgat­ti@odi­a­rio.com A mú­si­ca na­ta­li­na do gru­po Arau­tos do Evan­ge­lho, apre­sen­ta­da no co­me­ço da ses­são, foi o úni­co mo­men­to da reu­nião de on­tem da Câ­ma­ra Mu­ni­ci­pal que con­se­guiu atrair a aten­ção de to­dos os ve­re­a­do­res. Eles par­ti­ci­pa­ram de du­as ses­sões ex­tra­or­di­ná­ri­as, uma con­vo­ca­da na úl­ti­ma ho­ra, e vo­ta­ram 11 pro­je­tos em re­gi­me de ur­gên­cia.

Ape­nas os ve­re­a­do­res de opo­si­ção usa­ram a tri­bu­na - pa­ra cri­ti­car a apro­va­ção de al­te­ra­ções no or­ça­men­to de 2013, mu­dan­ças na re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va e a ali­e­na­ção de ter­re­nos no par­que in­dus­tri­al. Os ve­re­a­do­res da ba­se ali­a­da do pre­fei­tu­ra ig­no­ra­ram as crí­ti­cas e, sem qual­quer de­fe­sa pú­bli­ca dos pro­je­tos em dis­cus­são, ga­ran­ti­ram a apro­va­ção das pro­pos­tas nas co­mis­sões per­ma­nen­tes da Ca­sa e no ple­ná­rio.

“Es­tou aqui pa­ra de­fen­der meus ide­ais, mes­mo que se­ja pa­ra ca­dei­ras va­zi­as”, afir­mou a ve­re­a­do­ra Marly Mar­tin Sil­va (PPL), em re­fe­rên­cia à au­sên­cia da po­pu­la­ção e do de­ba­te.

As prin­ci­pais crí­ti­cas fo­ram fei­tas por Humberto Hen­ri­que (PT). Cál­cu­los apre­sen­ta­dos por ele du­ran­te a reu­nião mos­tram que a re­for­ma ad­mi­nis­tra­ti­va po­de am­pli­ar o nú­me­ro va­gas em car­gos co­mis­si­o­na­dos de 277 atu­ais pa­ra 515, o que po­de pro­vo­car “É na­tu­ral que os par­ti­dos que apoi­a­ram o Pu­pin aju­dem a exe­cu­tar o pla­no de go­ver­no” um au­men­to de até R$ 15,5 mi­lhões nos gas­tos com es­tas con­tra­ta­ções. “Não sei se es­ta re­for­ma vai ser efi­ci­en­te, mas vai ser bem mais ca­ra. Só o au­men­to de 26 pa­ra 31 car­gos com sta­tus de se­cre­tá­rio vai cus­tar R$ 859 mil a mais por ano”, ava­li­ou.

“Is­to é pa­ra aco­mo­da­ção dos par­cei­ros po­lí­ti­cos. Não exis­te ne­ces­si­da­de de cri­ar es­tes es­cri­tó­ri­os em Cu­ri­ti­ba e Brasília”, afir­mou Má­rio Ver­ri (PT), que cri­ti­cou es­pe­ci­fi­ca­men­te os dois Es­cri­tó­ri­os de Re­pre­sen­ta­ção com os quais a ci­da­de pas­sa a con­tar em 2013 nas ca­pi­tais do Pa­ra­ná e do Bra­sil.

Em en­tre­vis­ta ao fi­nal da ses­são, o lí­der do pre­fei­to na Câ­ma- ra, Hei­ne Ma­ci­ei­ra (PP), jus­ti­fi­cou que o au­men­to no nú­me­ro de car­gos co­mis­si­o­na­dos e dos gas­tos vai ao en­con­tro das ne­ces­si­da­des ad­mi­nis­tra­ti­vas de Ma­rin­gá, que cres­ceu nos úl­ti­mos anos, e res­sal­tou que a mai­o­ria des­tes car­gos vai se ocu­pa­da por fun­ci­o­ná­ri­os con­cur­sa­dos.

“Ape­sar des­tes dis­cur­sos opo­si­ci­o­nis­tas, é na­tu­ral que os par­ti­dos que apoi­a­ram Pu­pin (o pre­fei­to elei­to) aju­dem a exe­cu­tar o pla­no de go­ver­no. Co­mo tam­bém é na­tu­ral que a ci­da­de cres­ceu mui­to e pre­ci­sa au­men­tar os car­gos ad­mi­nis­tra­ti­vos. Quan­do se am­plia uma em­pre­sa, se con­tra­ta mais gen­te e há mais cus­tos, mas is­to vai re­sul­tar em be­ne­fí­ci­os”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.