Matar pa­pai

Acon­te­ce ama­nhã; gru­po can­ta “As­sim Vo­cê Ma­ta o Pa­pai”, um dos gran­des hits do ano Des­de 2008 sem se apre­sen­tar em Ma­rin­gá, Sor­ri­so Ma­ro­to vol­ta pa­ra show que

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

ari­a­diny@odi­a­rio.com Sal­ga­di­nho de­ban­dou do Ka­tin­gue­lê; Va­vá saiu do Ka­ra­me­ta­de; Be­lo se afas­tou do Sowe­to; Le­an­dro Lehart de­cli­nou do Art Po­pu­lar; Ro­dri­gui­nho aban­do­nou os Tra­ves­sos; Alexandre Pires dei­xou o Só Pra Con­tra­ri­ar e, re­cen­te­men­te, Thi­a­gui­nho se se­pa­rou do Exal­ta­sam­ba. Es­ses vo­ca­lis­tas pre­fe­ri­ram se­guir so­zi­nhos, no au­ge do su­ces­so de seus res­pec­ti­vos gru­pos. Di­fe­ren­te­men­te, Bruno Car­do­so, vo­ca­lis­ta do Sor­ri­so Ma­ro­to, não abre mão de to­car ao la­do dos com­pa­nhei­ros de sem­pre do pa­go­de. “Nun­ca fa­ria is­so”, diz, se­co e lacô­ni­co, em en­tre­vis­ta pa­ra O Diá­rio. “So­mos uma fa­mí­lia e é nor­mal ter mo­men­tos ruins, mas na­da que de­sa­gre­gue.”

Com cer­te­za, es­te ano não es­tá sen­do um pe­río­do de va­cas ma­gras pa­ra o quin­te­to. O Sor­ri­so Ma­ro­to com­ple­tou 15 anos de es­tra­da no sá­ba­do pas­sa­do e des­pon­tou co­mo um dos gru­pos de pa­go­de com mai­or re­per­cus­são na­ci­o­nal. E é em cli­ma de co­me­mo­ra­ção que os ca­ri­o­cas vêm até Ma­rin­gá pa­ra o show de ama­nhã, no Pa­vi­lhão Azul do Par­que de Ex­po­si­ções Fran-

No­ve­la,Ney­mar,Te­ló

cis­co Feio Ri­bei­ro, a par­tir das 22h. Qu­em for vai poder con­fe­rir, além dos sucessos atu­ais “As­sim Vo­cê Ma­ta o Pa­pai” e “É Nóis Fa­zer Pa­ra­pa­pá”, tam­bém can­ções que mar­ca­ram a car­rei­ra do gru­po, co­mo “Ain­da Gos­to de Vo­cê” e “Fu­tu­ro Pro­me­ti­do”. “Se­rá um show cheio de rit­mos, um pas­seio pe­la nos­sa tra­je­tó­ria”, ga­ran­te o vo­ca­lis­ta.

O gru­po tra­rá o mes­mo re­per­tó­rio da apre­sen­ta­ção de gra­va­ção do no­vo CD e DVD “Sor­ri­so 15 anos – Ao Vi­vo”, que reu­niu mais de 80 mil pes­so­as na Quin­ta da Boa Vis­ta, no Rio de Ja­nei­ro, e que foi in­di­ca­do ao Grammy La­ti­no des­te ano na ca­te­go­ria de sam­ba e pa­go­de. Só que, des­ta vez, sem as par­ti­ci­pa­ções es­pe­ci­ais de Jam­mil e Uma Noi­tes, Trio Ter­nu­ra, Re­ve­la­ção, MC Sa­pão, Co­ral Res­ga­te e Gust­ta­vo Lima.

Pa­ra Bruno, es­te tra­ba­lho celebra o re­co­nhe­ci­men­to do Sor­ri­so Ma­ro­to. O vo­ca­lis­ta atri­bui es­se êxi­to ao en­vol­vi­men­to dos co­le­gas e ao ca­ri­nho do pú­bli­co. “No Sor­ri­so, so­mos com­ple­tos um com o ou­tro, pre­ci­sa­mos das brin­ca­dei­ras e do apoio de ca­da um. O que nos mo­ti­vou a con­ti­nu­ar to­can­do du­ran­te to­do es­se tem­po foi o com­pro­me­ti­men­to com a mú­si­ca e com os fãs.” Ou­tro fa­tor im­por­tan­te pa­ra a as­cen­são dos pa­go­dei­ros foi ter con­se­gui­do em­pla­car a mú­si­ca “As­sim Vo­cê Ma­ta o Pa­pai” na tri­lha so­no­ra da no­ve­la “Ave­ni­da Bra­sil”, da Re­de Glo­bo, su­ces­so de au­di­ên­cia es­te ano. Com o te­ma de Le­le­co, per­so­na­gem in­ter­pre­ta­do por Mar­cos Ca­ru­so, o Sor­ri­so Ma­ro­to caiu no gos­to dos te­les­pec­ta­do­res, en­can­tan­do tam­bém o jo­ga­dor de fu­te­bol Ney­mar, que lem­brou do hit em dan­ci­nhas nas co­me­mo­ra­ções de gols.

Apro­vei­tan­do to­da es­sa re­per­cus­são, o pro­gra­ma Fan­tás­ti­co pro­mo­veu um con­cur­so de co­re­o­gra­fia pa­ra a mú­si­ca, que te­ve mais de 400 ví­de­os ins­cri- tos. Na noi­te de ama­nhã, quan­do os ca­ri­o­cas en­to­a­rem o re­frão “Ai, Ai, Ai­ai­ai­ai”, cer­ta­men­te o pú­bli­co vai dan­çar em sin­cro­nia os pas­sos cri­a­dos por De­mé­trius Bas­tos, ven­ce­dor do de­sa­fio.

Não sa­tis­fei­tos ape­nas com o pú­bli­co que apre­cia pa­go­de, o quin­te­to an­ga­ri­ou tam­bém os ser­ta­ne­jos ao gra­var “É Nóis Fa­zer Pa­ra­pa­pá”, em par­ce­ria com Mi­chel Te­ló, em agos­to. O hit en­trou na tri­lha so­no­ra da atu­al no­ve­la das no­ve “Salve jorge”, na Glo­bo, al­can­çou o pri­mei­ro lu­gar de ven­das no Itu­nes em me­nos de dois di­as e o clip no YouTu­be já re­gis­trou mais de 10 mi­lhões de vi­su­a­li­za­ções. “Can­tar jun­to com Mi­chel era uma von­ta­de de anos, mas nun­ca so­bra­va tem­po. Gra­ças a

His­tó­ria

ele, as por­tas fo­ram aber­tas lá fo­ra”, ex­pli­ca Bruno, já anun­ci­an­do tam­bém a no­va tur­nê pe­la Eu­ro­pa que o Sor­ri­so Ma­ro­to fa­rá em 2013.

O ex­te­ri­or é o pró­xi­mo iti­ne­rá­rio do gru­po, que não vê a ho­ra de es­pa­lhar pa­go­de por Por­tu­gal, Itá­lia, Suí­ça, In­gla­ter­ra e Es­pa­nha. En­quan­to 2013 não che­ga, eles con­ti­nu­am ro­dan­do as ci­da­des do in­te­ri­or, co­mo em Ma­rin­gá, e co­lhen­do os fru­tos do ál­bum co­me­mo­ra­ti­vo. Nem sem­pre a tra­je­tó­ria do Sor­ri­so Ma­ro­to foi só de ale­gria. Quan­do os ami­gos se reu­ni­am no Gra­jaú, bair­ro da Zo­na Nor­te ca­ri­o­ca, em 1997, pa­ra se di­ver- tir to­can­do pan­dei­ro em ba­res e res­tau­ran­tes em tro­ca de al­gu­mas pe­chin­chas e petiscos, não sa­bi­am que, 15 anos depois, con­so­li­da­ri­am-se co­mo re­fe­rên­cia no ce­ná­rio mu­si­cal. Dos dez in­te­gran­tes da for­ma­ção ori­gi­nal, Bruno Car­do­so (vo­cais), Cris Oli­vei­ra (per­cus­são e vo­cal), Vi­ní­cius Au­gus­to (te­cla­do e vo­cal), Fred (per­cus­são) e Sér­gio Jr. (vi­o­lão e vo­cal) fo­ram os que de­ci­di­ram ar­ris­car na brin­ca­dei­ra per­sis­tin­do no gru­po.

Em 2002, com o dis­co de es­treia, in­ti­tu­la­do com o no­me homô­ni­mo do gru­po “Sor­ri­so Ma­ro­to”, fi­nal­men­te con­quis­ta­ram es­pa­ço nas rá­di­os. No se­gun­do ál­bum, “Por Vo­cê”, de­ci­di­ram apos­tar nas le­tras ro­mân­ti­cas e no ba­lan­ço dan­çan- te. Deu tão cer­to que, em 2005, o mes­mo pro­je­to lan­ça­do em ver­são ao vi­vo ven­deu mais de 120 mil có­pi­as. Um ano depois vi­e­ram “É Di­fe­ren­te” e “Si­nais”.

O úl­ti­mo tra­ba­lho do gru­po, fei­to an­tes do ál­bum de co­me­mo­ra­ção, foi o “Ao Vi­vo em Re­ci­fe”, que traz mú­si­cas iné­di­tas co­mo “Na Ca­ma”, “Cli­chê” e “Ex-Na­mo­ra­da”. Qu­es­ti­o­na­do so­bre o sen­ti­men­to à res­pei­to da mú­si­ca que pro­du­zem, o vo­ca­lis­ta res­pon­de que sem­pre sen­tiu or­gu­lho de ser pa­go­dei­ro. “Na ver­da­de, me sin­to or­gu­lho­so de fa­zer mú­si­ca, tra­ba­lhar com mú­si­ca, vi­ver da mú­si­ca. Pa­go­de, ser­ta­ne­jo, axé, for­ró, o funk, en­tre ou­tros, for­mam to­da nos­sa di­ver­si­da­de cul­tu­ral.”

Divulgação

Gru­po traz pa­ra show em Ma­rin­gá re­per­tó­rio da apre­sen­ta­ção de gra­va­ção do no­vo CD e DVD “Sor­ri­so 15 anos – Ao Vi­vo”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.