Câ­ma­ras eco­no­mi­zam e de­vol­vem re­cur­sos

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Luiz de Car­va­lho

car­va­lho@odi­a­rio.com A exem­plo do ano pas­sa­do, nes­te ano a mai­o­ria das câ­ma­ra mu­ni­ci­pais das trin­tas ci­da­des da área de abran­gên­cia da As­so­ci­a­ção dos Mu­ni­cí­pi­os do Se­ten­trião Pa­ra­na­en­se (Amu­sep) vai de­vol­ver par­te do di­nhei­ro que re­ce­beu pa­ra cus­teio no de­cor­rer do ano às pre­fei­tu­ras. Em al­guns ca­sos a eco­no­mia che­gou a 20%.

“Mes­mo já ten­do ini­ci­a­do o re­ces­so le­gis­la­ti­vo, nos­so se­tor de Con­ta­bi­li­da­de con­ti­nua tra­ba­lhan­do no fe­cha­men­to das contas e lo­go depois do Na­tal sa­be­re­mos qual foi a so­bra”, dis­se o pre­si­den­te da Câ­ma­ra de As­tor­ga (a cin­quen­ta quilô­me­tros de Ma­rin­gá), Os­ma­nir Ces­ta­ri (PMDB).

Em Pai­çan­du, o pre­si­den­te Car­los Cé­sar Mar­tins, o Car­los da Cre­che (PDT), tam­bém não di­men­si­o­nou quan­to po­de­rá de­vol­ver aos co­fres do mu­ni­cí­pio, mas lem­bra que a eco­no­mia pos­si­bi­li­tou a cons­tru­ção de um pré­dio pró­prio pa­ra a Câ­ma­ra. Em Pai­çan­du, o Le­gis­la­ti­vo fun­ci­o­na em um pré­dio cons­truí­do pa­ra ser a Ca­sa da Cul­tu­ra e já es­te­ve ame­a­ça­do de des­pe­jo.

O pre­si­den­te da Câ­ma­ra de Man­da­gua­ri (a 37 quilô­me­tros de Ma­rin­gá), Alé­cio Ben­to da Sil­va Fi­lho (PR), diz que, nos úl­ti­mos anos, os le­gis­la­ti­vos da re­gião vi­vem uma no­va fa­se. “An­te­ri­or­men­te, não se ou­via fa­lar em de­vo­lu­ção de di­nhei­ro. Ao con­trá­rio, as Câ­ma­ras pre­ci­sa­vam sem­pre de mais e mais. Ho­je, mes­mo nas ci­da­des pe­que­nas, os ve­re­a­do­res eco­no­mi­zam e, no fim do ano, vi­rou ro­ti­na re­tor­nar di­nhei­ro aos co­fres pú­bli­cos”, diz.

Sil­va Fi­lho ci­ta o ca­so de Man­da­gua­ri, on­de a Câ­ma­ra vi­veu gran­des es­cân­da­los, che­gou a ser in­va­di­da pe­la po­lí­cia a man­do do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co pa­ra re­co­lher do­cu­men­tos e com­pu­ta­do­res e, ho­je, “é mo­ti­vo de or­gu­lho pa­ra os ve­re­a­do­res”. Em dois anos, além de de­vol­ver di­nhei­ro, a Ca­sa cons­truiu a se­de pró­pria. “A par­te do or­ça­men­to mu­ni­ci­pal des­ti­na­da à Câ­ma­ra con­ti­nua a mes­ma, por­tan­to, se so­bra di­nhei­ro é por­que hou­ve mu­dan­ça na for­ma de ges­tão”, res­sal­ta.

Man­da­gua­çu vai de­vol­ver R$ 1 mi­lhão, Ma­ri­al­va, Igua­ra­çu, No­va Es­pe­ran­ça, Co­lo­ra­do e Pa­ra- na­city de­vem de­fi­nir o va­lor, depois do Na­tal.

Em Sa­ran­di, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Ra­fa­el Pszybyls­ki, o Ra­fa­el do Po­vão (PP), in­for­ma que es­tá com o che­que pron­to pa­ra en­tre­gar ao pre­fei­to Car­los Al­ber­to de Pau­la Jú­ni­or (PDT), na pró­xi­ma sex­ta-fei­ra. “No ano pas­sa­do, de­vol­ve­mos R$ 300 mil. Nes­te, se­rão R$ 1,2 mi­lhão, qua­tro ve­zes mais”, re­ve­la or­gu­lho­so.

Se­gun­do o ve­re­a­dor, a eco­no­mia é re­sul­ta­do da “no­va cons­ci­ên­cia da Câ­ma­ra, da res­pon­sa­bi­li­da­de dos ve­re­a­do­res com o di­nhei­ro pú­bli­co e da boa ad­mi­nis­tra­ção dos re­cur­sos”. Ele acres­cen­ta que a úni­ca exi­gên­cia dos le­gis­la­do­res é a de que o di­nhei­ro de­vol­vi­do se­ja apli­ca­do na área da saú­de pú­bli­ca.

Dos R$ 14 mi­lhões des­ti­na­dos es­te ano à Câ­ma­ra de Ma­rin­gá pa­ra cus­teio de des­pe­sas, 21% de­vem ser de­vol­vi­dos à pre- fei­tu­ra. De acor­do com o pre­si­den­te da Ca­sa, Má­rio Hos­so­kawa (PMDB), a ex­pec­ta­ti­va é de que so­brem cer­ca de R$ 3 mi­lhões.

João Gui­lher­me Ho­nó­rio

Com as eco­no­mi­as, o Le­gis­la­ti­vo de Man­da­gua­ri ga­nhou se­de pró­pria

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.