Pra­zo pa­ra do­ar ao FIA ven­ce dia 31

Tan­to pes­so­as fí­si­cas quan­to ju­rí­di­cas po­dem re­ser­var re­cur­sos pa­ra pro­je­tos so­ci­ais de­sen­vol­vi­dos na ci­da­de; do­a­ção é de­du­zi­da do va­lor do Im­pos­to de Ren­da Bus­ca

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Renato Oli­vei­ra

re­na­to­o­li­vei­ra@odi­a­rio.com Até o dia 31 des­te mês, em­pre­sas e pes­so­as fí­si­cas po­dem des­ti­nar par­te do Im­pos­to de Ren­da co­mo do­a­ção ao Fun­do da In­fân­cia e da Ado­les­cên­cia (FIA) que, em 2012, dis­tri­buiu às ins­ti­tui­ções as­sis­ten­ci­ais de Ma­rin­gá o mon­tan­te de R$ 2,47 mi­lhões.

O pro­gra­ma tem a fi­na­li­da­de de in­cen­ti­var a do­a­ção de par­te do Im­pos­to de Ren­da, que vai pa­ra um Fun­do. O di­nhei­ro é des­ti­na­do a en­ti­da­des que aten­dem fa­mí­li­as, jo­vens e cri­an­ças em si­tu­a­ção de ris­co. Bas­ta in­for­mar o con­ta­dor na ho­ra de de­cla­rar o Im­pos­to de Ren­da pa­ra des­ti­nar par­te do im­pos­to ao FIA.

A As­so­ci­a­ção Cul­tu­ral Ban­da de Mú­si­ca Bran­ca Mo­ta Fer­nan­des (ACBMF) de­sen­vol­ve um pro­je­to de pre­ven­ção de da­nos e cri­mi­na­li­da­de en­tre cri­an­ças ca­ren­tes por meio do en­si­no de mú­si­ca e dan­ça. O pre­si­den­te, Mar­cos Ro­dri­go de Oli­vei­ra, diz que 40% da re­cei­ta anu­al da en­ti­da­de é pro­ve­ni­en­te das do­a­ções pe­lo FIA, que so­ma­ram nes­te ano R$ 117,5 mil.

“Es­se di­nhei­ro é fun­da­men­tal pa­ra man­ter o pro­je­to. Além de­le, nós con­ta­mos com ver­ba da Lei Rou­a­net, apoi­os mu­ni­ci­pais via Se­cre­ta­ria de Cul­tu­ra e do­a­ções”, dis­se. A en­ti­da­de aten­de 120 cri­an­ças em três pro­je­tos. Oli­vei­ra re­co­nhe­ce que se­ria “mui­to di­fí­cil” le­var as ações adi­an­te sem o apor­te do FIA. “Cer­ta­men­te o nú­me­ro de cri­an­ças aten­di­das se­ria bem me­nor por cau­sa dos al­tos cus­tos dos ins­tru­men­tos mu­si­cais”, ava­lia. A ir­mã Eli­ze­te Ma­ra An­dre­o­la é pre­si­den­te do Lar Es­co­la da Cri­an­ça de Ma­rin­gá, que aten­de 300 cri­an­ças em con­tra­tur­no es­co­lar e 120 ado­les­cen­tes em ofi­ci­nas pro­fis­si­o­na­li­zan­tes da área ad­mi­nis­tra­ti­va e co­mér­cio. Ela ex­pli­ca que os R$168 mil do­a­dos anu­al­men­te pe­lo FIA cor­res­pon­dem a 15% da re­cei­ta anu­al da en­ti­da­de. “Exis­tem as em­pre­sas que nos procuram pa­ra des­ti­nar a do­a­ção do FIA di­re­ta­men­te pa­ra a ins­ti­tui­ção. Mas nós tam­bém va­mos atrás de par­cei­ros pa­ra in­di­car nos­so pro­je­to na ho­ra­de do­ar o im­pos­to”, diz.

A pre­si­den­te da en­ti­da­de ci­ta o exem­plo do la­bo­ra­tó­rio de in­for­má­ti­ca, que não te­ria si­do cons­truí­do sem os re­cur­sos oriun­dos das do­a­ções do FIA.“Sem es­se di­nhei­ro se­ria im­pos­sí­vel ofe­re­cer au­las de com­pu­ta­ção. Tam­bém fi­ca­ria in­viá­vel ofe­re­cer ofi­ci­na de de­se­nho ar­tís­ti­co,ca­po­ei­ra, dan­ça e te­a­tro, que têm cus­tos al­tos”, diz.

Am­pli­tu­de

A as­ses­so­ra téc­ni­ca do Con­se­lho Mu­ni­ci­pal da Cri­an­ça e do Ado­les­cen­te (CMDCA), Elo­acy Maria Prado Ta­va­res, es­ti­ma que os re­cur­sos do FIA per­mi­tem aten­der en­tre 35 e 40 en­ti­da­des por ano, que to­ta­li­zam mais de 80 pro­je­tos. “Co­mo ca­da en­ti­da­de de­sen­vol­ve mais de um pro­je­to, fi­ca di­fí­cil cal­cu­lar quan­tas pes­so­as são aten­di­das”, diz.

O di­nhei­ro é des­ti­na­do pa­ra to­das as ins­ti­tui­ções que tra­ba­lham com a ga­ran­tia dos di­rei­tos da cri­an­ça e do ado­les­cen­te e da fa­mí­lia. Ela ci­ta o exem­plo do Nú­cleo So­ci­al Pa­pa João XXIII, que re­ce­beu R$ 460mil do FIA em 2012 e que ofe­re­ce ca­sas pa­ra fa­mí­li­as em si­tu­a­ção de ris­co. “São mo­ra­di­as pro­vi­só­ri­as cedidas por cin­co anos. Nes­se meio tem­po é fei­to um tra­ba­lho pa­ra cons­truir a mo­ra­dia pró­pria pa­ra es­sas pes­so­as”, ex­pli­ca.

Elo­acy ex­pli­ca que pa­ra fa­zer do­a­ções pa­ra o FIA é ne­ces­sá­rio de­cla­rar o Im­pos­to de Ren­da. No ca­so de pes­so­as fí­si­cas, é pos­sí­vel des­ti­nar até 6% do Im­pos­to de Ren­da (IR) de­vi­do. Já as pes­so­as ju­rí­di­cas, no ca­so em­pre­sas, po­dem des­ti­nar até 1% do IR até o úl­ti­mo dia útil de de­zem­bro. É ne­ces­sá­rio in­for­mar o con­ta­dor da em­pre­sa ou pes­soa fí­si­ca pa­ra pe­dir a de­du­ção no im­pos­to.

A as­ses­so­ra do CMDCA afir­ma que é pos­sí­vel fa­zer a do­a­ção pa­ra o FIA de du­as ma­nei­ras: ines­pe­cí­fi­cas ou di­re­ta­men­te pa­ra um pro­je­to es­pe­cí­fi­co. “Das du­as ma­nei­ras, o con­tri­buin­te po­de uti- li­zar do be­ne­fí­cio da re­nún­cia fis­cal do Im­pos­to de Ren­da. Ao in­vés de ser co­le­ta­do aos co­fres da União, o im­pos­to é re­co­lhi­do di­re­ta­men­te ao Fun­do e apli­ca­do em sua co­mu­ni­da­de.”

Ra­fa­el Sil­va

O Lar Es­co­la aten­de 300 cri­an­ças e 120 ado­les­cen­tes com aju­da do FIA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.