Aten­ção com a com­pra vir­tu­al

Ape­sar de ga­ran­tir agi­li­da­de e pra­ti­ci­da­de ao con­su­mi­dor, é pre­ci­so es­tar aler­ta pa­ra não ser ví­ti­ma dos cy­ber­cri­mi­no­sos

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Fábio Cas­tal­del­li

O co­mér­cio ele­trô­ni­co cres­ce a pas­sos lar­gos no Bra­sil em di­ver­sos seg­men­tos, in­clu­si­ve no de pro­du­tos de­co­ra­ti­vos pa­ra os imó­veis - op­ção ide­al pa­ra qu­em de­se­ja co­me­çar o ano em ca­sa de “ca­ra de no­va”, sem en­fren­tar a mul­ti­dão de con­su­mi­do­res nas ru­as. Pes­qui­sa re­a­li­za­da pe­la E-Com­mer­ce Group em par­ce­ria com lí­de­res do seg­men­to de de­co­ra­ção apon­ta que al­mo­fa­das, por­ta-re­tra­tos, ta­pe­tes e lu­mi­ná­ri­as es­tão en­tre os itens mais pro­cu­ra­dos na web. Mas, nem tudo são flo­res. An­tes de fe­char o ne­gó­cio pe­la internet é pre­ci­so re­do­brar a aten­ção pa­ra não cair em gol­pes pra­ti­ca­dos por cy­ber­cri­mi­no­sos. De acor­do com o di­re­tor do Pro­con de Ma­rin­gá, Ro­dri­go Va­len­te, há mui­tos em­pre­en­di­men­tos de fa­cha­da, que apro­vei­tam o co­mér­cio aque­ci­do no fim de ano pa­ra atrair, ilu­dir e le­sar os con­su­mi­do­res. Pa­ra não fa­zer par­te da lis­ta dos que caí­ram em gol­pes vir­tu­ais, além de man­ter o com­pu­ta­dor com um bom an­ti­ví­rus, a re­co­men­da­ção é des­con­fi­ar de pre­ços ex­tre­ma­men­te bai­xos pro­pa­gan­de­a­dos na gran­de re­de. “Não exis­tem mi­la­gres. Ne­nhu­ma em­pre­sa con­se­gue ofe­re­cer pro­du­tos e ser­vi­ços pe­la me­ta­de do va­lor que é en­con­tra­do no mer­ca­do”, aler­ta ele. O di­re­tor do Pro­con ori­en­ta, ain­da, que os in­ter­nau­tas de­em pre­fe­rên­cia pa­ra em­pre­sas vir­tu­ais já con­sa­gra­das ou pa­ra as que tam­bém dis­põem de lo­jas fí­si­cas.

De vi­lã à ali­a­da

A mes­ma internet que hos­pe­da pá­gi­nas ma­lin­ten­ci­o­na­das igual­men­te apre­sen­ta al­ter­na­ti­vas pa­ra li­dar com elas. Va­len­te afir­ma que va­le a pe­na ler co­men­tá­ri­os de qu­em já é cli­en­te e con­sul­tar si­tes que reú­nem a opi­nião de con­su­mi­do­res so­bre a ido­nei­da­de e qua­li­da­de de pro­du­tos e/ou ser­vi­ços ofe­re­ci­dos – o www.re­cla­me­a­qui.com.br é um dos que cum­prem es­ta fi­na­li­da­de. O si­te Re­gis­tro.br re­ve­la o Pa­ra sa­ber mais so­bre os di­rei­tos do con­su­mi­dor ao com­prar pe­la internet aces­se o en­de­re­ço ele­trô­ni­co do Pro­con de Ma­rin­gá: www.ma­rin­ga.pr.gov.br/ pro­con. Além de di­cas pa­ra uma com­pra se­gu­ra, a pá­gi­na traz uma lis­ta com 200 si­tes que co­mer­ci­a­li­zam pro­du­tos on­li­ne que de­vem ser evi­ta­dos. Ca­das­tra­do Na­ci­o­nal de Pes­soa Ju­rí­di­ca (CNPJ) de to­das as lo­jas vir­tu­ais com fi­nal “br” e tam­bém é um im­por­tan­te ali­a­do. Is­so por­que com o nú­me­ro do CNPJ é pos­sí­vel con­sul­tar na pá­gi­na da Re­cei­ta Fe­de­ral a ins­cri­ção da em­pre­sa e ou­tras in­for­ma­ções re­fe­ren­tes, co­mo o en­de­re­ço, por exem­plo. Ten­do a lo­ca­li­za­ção da em­pre­sa em mãos, uma fer­ra­men­ta que po­de au­xi­li­ar o con­su­mi­dor, lem­bra Va­len­te, é o Go­o­gle Maps com Stre­et Vi­ew, já que, atra­vés de­le, po­de-se ob­ser­var em ima­gens em 360 graus no ní­vel da rua se a se­de da lo­ja vir­tu­al re­al­men­te es­tá no en­de­re­ço in­for­ma­do. “Ape­sar da ima­gem apre­sen­ta­da não ser em tem­po re­al, tra­ta-se de uma op­ção a mais de con­sul­ta que não po­de ser des­car­ta­da, pois quan­to mais in­for­ma­ções o in­ter­nau­ta reu­nir, me­no­res são as chan­ces de­le ser en­ga­na­do”, ex­pli­ca o di­re­tor do Pro­con.

Ar­re­pen­di­men­to

O Có­di­go de De­fe­sa do Con­su­mi­dor (CDC) es­ta­be­le­ce que a com­pra pe­la internet po­de ser can­ce­la­da até se­te di­as após o re­ce­bi­men­to do pro­du­to. O di­re­tor do Pro­con de Ma­rin­gá es­cla­re­ce que se o ar­re­pen­di­men­to acon­te­cer an­tes da en­tre­ga, o cli­en­te po­de se re­cu­sar a re­ce­ber a en­co­men­da e pe­dir pa­ra que o trans­por­ta­dor a le­ve de vol­ta ao pon­to de ori­gem. “Ca­so o pro­du­to já te­nha si­do re­ce­bi­do, o con­se­lho é que ele não se­ja uti­li­za­do. Ca­be ao con­su­mi­dor en­trar em con­ta­to com a em­pre­sa e so­li­ci­tar que re­co­lham a en­co­men­da e fa­çam a de­vo­lu­ção do di­nhei­ro in­ves­ti­do”, re­co­men­da Va­len­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.