Trân­si­to ma­rin­ga­en­se cus­ta R$ 7,8 mil por dia ao SUS

No to­tal, Sis­te­ma Úni­co de Saú­de já ar­cou com des­pe­sas de R$ 2,3 mi­lhões, no tra­ta­men­to de 1,8 mil ví­ti­mas de aci­den­tes na ci­da­de es­te ano; Ma­rin­gá li­de­ra ran­king pa­ra­na­en­se

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM - Car­la Gu­e­des

car­la@odi­a­rio.com O tra­ta­men­to das ví­ti­mas de trân­si­to in­ter­na­das em Ma­rin­gá cus­ta R$ 7.810 por dia ao Sis­te­ma Úni­co de Saú­de (SUS). De ja­nei­ro a ou­tu­bro, fo­ram gas­tos R$ 2,3 mi­lhões - di­nhei­ro su­fi­ci­en­te pa­ra cons­truir dois pos­tos de saú­de.

Ma­rin­gá li­de­ra o ran­king de in­ter­na­ções e gas­tos com tra­ta­men­tos dos aci­den­ta­dos no Pa­ra­ná. Nos pri­mei­ros 10 me­ses do ano fo­ram qua­se 1,8 mil in­ter­na­ções, ao cus­to mé­dio de R$ 1,3 mil ca­da.

Nes­se va­lor não es­tão in­cluí­dos gas­tos com pró­te­ses e ses­sões de re­a­bi­li­ta­ção. Tam­bém fi­cam de fo­ra os cus­tos dos aten­di­men­tos ime­di­a­tos às ví­ti­mas fei­tos pe­lo Ser­vi­ço de Aten­di­men­to Mó­vel de Ur­gên­cia (Sa­mu) nas uni­da­des de pron­to-so­cor­ro. Es­te ano, o trân­si­to de Ma­rin­gá le­vou mais ví­ti­mas a hos­pi­tais do que em Pon­ta Gros­sa (1.598), Lon­dri­na (1.103), Pa­to Bran­co (1.107) e Cu­ri­ti­ba (805).

O nú­me­ro de in­ter­na­ções e o cus­to dos tra­ta­men­tos já são mai­o­res do que to­do o ano pas­sa­do em Ma­rin­gá. Em 2011 fo­ram pa­gos R$ 2 mi­lhões em 1,5 mil diá­ri­as hos­pi­ta­la­res às ví­ti­mas de trân­si­to. No Pa­ra­ná, o SUS ar­cou com o pa­ga­men­to de 8,9 mil in­ter­na­ções, que to­ta­li­za­ram R$ 13,7 mi­lhões. Em to­do o País, os fe­ri­dos no trân­si­to con­su­mi­ram R$ 200 mi­lhões – quan­tia su­fi­ci­en­te pa­ra cons­truir 140 Uni­da­des de Pron­to Aten­di­men­to (UPAs).

Pa­ra o se­cre­tá­rio mu­ni­ci­pal de Saú­de, Antônio Car­los Nar­di, a saí­da pa­ra re­du­zir es­ses nú­me­ros es­tá em cam­pa­nhas de cons­ci­en­ti­za­ção e mais fis­ca­li­za­ção. “Ago­ra, com o au­men­to da pe­na na no­va Lei Se­ca, se a mu­dan­ça não acon­te­cer pe­la cons­ci­ên- cia, que se­ja pe­lo bol­so”, dis­se. “Já te­mos pro­ble­mas de so­bre­car­ga e fal­ta de lei­tos de UTI, e o vo­lu­me O nú­me­ro de óbi­tos em aci­den­tes de trân­si­to es­te ano em Ma­rin­gá co­lo­ca a ci­da­de den­tro dos pa­drões in­ter­na­ci­o­nais de “Ci­da­de com Trân­si­to Se­gu­ro”, que con­si­de­ra até três óbi­tos pa­ra ca­da gru­po de 10 mil veí­cu­los. Ma­rin­gá con­ta­bi­li­za no mo­men­to 2,07 óbi­tos pa­ra es­se nú­me­ro de veí­cu­los. De acor­do com da­dos da Se­tran, até on­tem fo­ram re­gis­tra­dos 57 óbi­tos - 21 mor­tes no lo­cal do aci­den­te e 36 pos­te­ri­o­res. Em Ma­rin­gá são con­ta­bi­li­za­dos os óbi­tos até 30 di­as após o aci­den­te. “Mui­tos mu­ni­cí­pi­os só con­ta­bi­li­zam os óbi­tos ocor­ri­dos no lo­cal do aci­den­te. Aqui em Ma­rin­gá es­pe­ra­mos até 30 di­as pa­ra ve­ri­fi­car a re­cu­pe­ra­ção da ví­ti­ma, e ca­so ocor­ra o óbi­to, in­se­ri­mos na es­ta­tís­ti­ca”, ex­pli­ca o se­cre­tá­rio de Trans­por­tes, Val­dir Pig­na­ta. A fro­ta na ci­da­de em 2012 atin­giu a mar­ca de 270 mil veí­cu­los. Em 2005, es­se nú­me­ro era de 161 mil. “Do pri­mei­ro ano da ad­mi­nis­tra­ção do pre­fei­to Sil­vio Bar­ros até ago­ra a fro­ta au­men­tou 78%, mas hou­ve re­du­ção de 33% no nú­me­ro de mor­tes no trân­si­to. Is­so de­mons­tra que as ações re­a­li­za­das pe­la Se­tran du­ran­te es­ses 8 anos da atu­al ad­mi­nis­tra­ção trou­xe­ram óti­mos re­sul­ta­dos”, diz Pig­na­ta. de aci­den­ta­dos aca­ba agra­van­do mais es­sa si­tu­a­ção.”

Mo­tos

De ca­da cin­co ví­ti­mas do trân­si­to in­ter­na­das pe­lo SUS es­te ano em Ma­rin­gá, du­as eram mo­to­ci­clis­tas. Cer­ca de 40% do que foi pa­go pe­lo tra­ta­men­to dos aci­den­ta­dos no mu­ni­cí­pio foi pa­ra cus­te­ar des­pe­sas hos­pi­ta­la­res de pi­lo­tos e ga­ru­pas.

O tor­nei­ro me­câ­ni­co Mar­cos Neu­bec­ker faz par­te des­ta es­ta­tís­ti­ca. Ele caiu de mo­to ao des­vi­ar de um pe­des­tre que atra­ves­sa­va a Ave­ni­da Bra­sil, no dia 11 des­te mês. Neu­bec­ker foi so­cor­ri­do pe­lo Si­a­te e le­va­do pa­ra a San­ta Ca­sa. No hos­pi­tal, veio o di­ag­nós­ti­co: o jo­e­lho di­rei­to es­ta­va que­bra­do. “Foi um sus­to, por­que achei que só ha­via tor­ci­do.” A ci­rur­gia, que du­rou 3 ho­ras, foi fei­ta na se­gun­da- fei­ra, vés­pe­ra do Na­tal, e ain­da não há pre­vi­são de al­ta. Foi a pri­mei­ra vez que Neu­bec­ker, que é sol­tei­ro, vi­ve no Par­que Tuiu­ti e tem ex­pe­ri­ên­cia de pi­lo­ta­gem, se en­vol­veu em um aci­den­te de trân­si­to. Se vai vol­tar a gui­ar a mo­to, “só Deus sa­be”, diz. “O trân­si­to de Ma­rin­gá es­tá mui­to pe­ri­go­so.” As­sim que ti­ver al­ta, o ci­rur­gião já avi­sou que Neu­bec­ker te­rá de fa­zer ses­sões de fi­si­o­te­ra­pia.

Pa­ra o te­nen­te do Cor­po de Bom­bei­ros Nivaldo do Re­go, o ta­ma­nho da fro­ta ma­rin­ga­en­se (269 mil veí­cu­los, se­gun­do o De­tran-PR) e a inex­pe­ri­ên­cia for­mam uma com­bi­na­ção pe­ri­go­sa. “Ve­jo mo­to­ris­tas des­pre­pa­ra­dos e des­cui­da­dos. Quan­do ana­li­sa­mos um aci­den­te sem­pre per­ce­be­mos que há du­as ou três in­fra­ções de trân­si­to en­vol­vi­das”.

Aci­den­te com mo­to­ci­clis­ta em Ma­rin­gá, na tar­de de on­tem; 40% dos in­ter­na­dos pe­lo SUS por ocor­rên­ci­as na ci­da­de es­ta­vam nes­te ti­po de veí­cu­lo

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.