Mantega quer am­pli­ar cré­di­to ao con­su­mi­dor

Em en­con­tro com di­re­to­res das ins­ti­tui­ções fi­nan­cei­ras, mi­nis­tro da Fa­zen­da des­cre­ve ce­ná­rio que fa­vo­re­ça a ofer­ta de fi­nan­ci­a­men­tos pa­ra a re­to­ma­da do cres­ci­men­to

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Shei­la D’amo­rim

Na ten­ta­ti­va de me­dir a tem­pe­ra­tu­ra nos ban­cos nes­ta vi­ra­da de ano, o mi­nis­tro Guido Mantega (Fa­zen­da) cha­mou as oi­to mai­o­res ins­ti­tui­ções fi­nan­cei­ras que atu­am no va­re­jo pa­ra uma reu­nião fe­cha­da em Brasília. En­tre os te­mas dis­cu­ti­dos no en­con­tro que du­rou cer­ca de uma ho­ra: a ne­ces­si­da­de de os ban­cos pri­va­dos re­to­ma­rem de for­ma mais ace­le­ra­da a con­ces­são de em­prés­ti­mos em 2013.

O cré­di­to é uma das prin­ci­pais apos­tas da pre­si­den­te Dil­ma Rousseff pa­ra re­to­ma­da do cres­ci­men­to econô­mi­co que, es­te ano, de­ve­rá fi­car em 1% se­gun­do as pró­pri­as pro­je­ções ofi­ci­ais. De acor­do com re­la­to de pes­so­as que par­ti­ci­pa­ram do en­con­tro, Mantega fez uma ava­li­a­ção de que 2012 foi um ano di­fí­cil, mas tentou pas­sar uma men­sa­gem po­si­ti­va pa­ra 2013.

O mi­nis­tro en­fa­ti­zou que as pers­pec­ti­vas pa­ra o ano que vem são bem me­lho­res, que vá­ri­os pro­je­tos im­por­tan­tes - so­bre­tu­do na área de in­fra­es­tru­tu­ra - es­tão en­ca­mi­nha­dos e pe­diu co­la­bo­ra­ção das ins­ti­tui­ções fi­nan­cei­ras. Na vi­são do go­ver­no, os ban­cos pri­va­dos fi­ca­ram mui­to con­ti­dos na “Por uma sé­rie de mo­ti­vos, os ban­cos pri­va­dos fi­ca­ram con­ti­dos na con­ces­são de em­prés­ti­mos” con­ces­são de em­prés­ti­mos ao lon­go do ano em fun­ção da crise ex­ter­na e do au­men­to da ina­dim­plên­cia. Is­so fez au­men­tar o pe­so das ins­ti­tui­ções ofi­ci­ais na li­be­ra­ção de cré­di­to, es­pe­ci­al­men­te Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral, Ban­co do Bra­sil e BNDES.

Pa­ra 2013, o mi­nis­tro es­pe­ra que o se­tor pri­va­do re­cu­pe­re par­te do es­pa­ço per­di­do, ali­vi­an­do as ins­ti­tui­ções ofi­ci­ais. Do la­do dos ban­quei­ros, Mantega ou­viu pre­o­cu­pa­ção com as no­vas re­gras que exigem mais ca­pi­tal dos ban­cos e que de­vem en­trar gra­du­al­men­te em vi­gor a par­tir do ano que vem, cha­ma­das no jar­gão econô­mi­co de Ba­si­leia III.

Há de­ba­tes no go­ver­no pa­ra adi­ar a im­ple­men­ta­ção das exi­gên­ci­as que se­guem pa­drão in­ter­na­ci­o­nal, se­guin­do ou­tros paí­ses co­mo os EUA. O me­do é que, nes­te mo­men­to, is­so ve­nha a ser um pe­so mai­or pa­ra os ban­cos e afe­te a con­ces­são de em­prés­ti­mos.

Em­ba­te

O en­con­tro de Mantega com os ban­quei­ros veio depois de um ano mar­ca­do por con­fron­tos em tor­no da re­du­ção do cus­to e do au­men­to do vo­lu­me dos em­prés­ti­mos. Depois de em­ba­tes en­vol- ven­do a Fe­bra­ban, en­ti­da­de que re­pre­sen­ta as ins­ti­tui­ções fi­nan­cei­ras, Mantega quer re­for­çar a in­ter­lo­cu­ção di­re­ta com os ban­cos pri­va­dos. Pa­ra a reu­nião, o con­vi­te foi fei­to ape­nas pa­ra os pre­si­den­tes das ins­ti­tui­ções.

Val­ter Cam­pa­na­to/abr

Mi­nis­tro dis­se que as pers­pec­ti­vas pa­ra o pró­xi­mo ano são me­lho­res

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.