Edu­ca­ção su­pe­ra ex­pec­ta­ti­va

Em 2011, o mu­ni­cí­pio ob­te­ve a no­ta 5,2 no Ideb, re­sul­ta­do que vai além da me­ta pro­je­ta­da pa­ra o ano e atin­ge o ín­di­ce pre­vis­to só pa­ra 2019

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Fer­nan­da Ber­to­la

Pa­ra ga­ran­tir um fu­tu­ro prós­pe­ro a San­to Iná­cio, além dos in­cen­ti­vos ao se­tor in­dus­tri­al, a pre­fei­tu­ra em­pe­nhou es­for­ços na área da edu­ca­ção. E a li­ção de ca­sa tem si­do cum­pri­da pe­lo go­ver­no mu­ni­ci­pal, sen­do que os avan­ços po­dem ser per­ce­bi­dos com ba­se nas no­tas ob­ti­das no Ín­di­ce de De­sen­vol­vi­men­to da Edu­ca­ção Bá­si­ca (Ideb). Em 2011, o mu­ni­cí­pio ob­te­ve a no­ta 5,2, su­pe­ran­do a me­ta de 4,1 pro­je­ta­da pa­ra o ano e atin­gin­do o ín­di­ce pre­vis­to pa­ra 2019. O re­sul­ta­do sig­ni­fi­ca que o de­sem­pe­nho da ci­da­de foi 27% su­pe­ri­or à me­ta. Pa­ra se ter uma ideia, a mé­dia na­ci­o­nal foi de 12% aci­ma do pre­vis­to pa­ra 2011. A se­cre­tá­ria da Edu­ca­ção, Wan­der­cleya de Oli­vei­ra Lo­pes Car­ri­on, ex­pli­ca que os avan­ços na área da edu­ca­ção são de­vi­dos a uma sé­rie de fa­to­res que in­clu­em o pro­gra­ma de for­ma­ção de pro­fes­so­res, ma­te­ri­al di­dá­ti­co de al­to pa­drão en­con­tra­do nas me­lho­res es­co­las do País, in­fra­es­tru­tu­ra de pri­mei­ra e ges­tão edu­ca­ci­o­nal su­per­vi­si­o­na­da. “Nos­sos pro­fes­so­res se des­ta­cam por ca­pa­ci­ta­ção pro­fis­si­o­nal con­ti­nu­a­da e apli­ca­ção des­tes apren­di­za­dos com os alu­nos. A vi­são ago­ra é for­ta­le­cer mais o cam­po téc­ni­co e hu­ma­no do pro­fes­sor, es­se pro­fis­si­o­nal tão im­por­tan­te na for­ma­ção da ge­ra­ção pre­sen­te e futura”. Na opi­nião da se­cre­tá­ria, ou­tro fa­tor que in­flu­en­ci­ou di­re­ta­men­te na me­lho­ria da edu­ca­ção foi a im­plan­ta­ção pe­lo mu­ni­cí­pio do pi­so na­ci­o­nal do ma­gis­té­rio vin­cu­la­do à car­rei­ra pro­fis­si­o­nal. “O pi­so sa­la­ri­al re­pre­sen­ta uma po­lí­ti­ca pú­bli­ca que pri­o­ri­za a qua­li­da­de da edu­ca­ção, além de va­lo­ri­zar os pro­fis­si­o­nais”. O bai­xo ín­di­ce de eva­são de alu­nos das es­co­las tam­bém jus­ti­fi­ca a no­ta al­can­ça­da no Ideb. “A frequên­cia de es­tu­dan­tes na es­co­la tam­bém se de­ve ao pro­gra­ma Bol­sa Fa­mí­lia, o que ga­ran­te ren­da às fa­mí­li­as en­quan­to as cri­an­ças fre­quen­tam a es­co­la”. Ati­vi­da­des re­cre­a­ti­vas e de apren­di­za­do pro­mo­vi­das pe­las es­co­las no con­tra­tur­no co­la­bo­ram pa­ra a bai­xa eva­são de alu­nos. São re­a­li­za­dos pro­je­tos de al­fa­be­ti­za­ção pa­ra qu­em es­tá fo­ra da fai­xa etá­ria con­for­me o ano de en­si­no, ofi­ci­nas de ban­da, es­por­tes co­mo a ca­po­ei­ra e o fu­te­bol, to­dos vol­ta­dos pa­ra a co­mu­ni­da­de es­co­lar, es­ti­mu­lan­do pais e alu­nos a man­te­rem con­ta­to com a es­co­la e pro­fes­so­res.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.