Nos­sa qua­li­da­de de vi­da es­tá em jo­go

O Diario do Norte do Parana - - OPINIÃO -

O te­ma re­vi­ta­li­za­ção de áre­as co­mer­ci­ais do­mi­na as dis­cus­sões quan­do o as­sun­to é pla­ne­jar o fu­tu­ro das ci­da­des. O cres­ci­men­to dos mu­ni­cí­pi­os traz co­mo con­seqüên­cia ne­ga­ti­va a de­gra­da­ção da re­gião cen­tral de ca­da um - em ge­ral a mais an­ti­ga.

Pro­ble­mas co­mo o en­ve­lhe­ci­men­to das edi­fi­ca­ções, a fal­ta de pla­ne­ja­men­to dos es­pa­ços, a de­te­ri­o­ra­ção de equi­pa­men­tos ur­ba­nos, a des­ti­na­ção in­cor­re­ta do li­xo e, es­pe­ci­al­men­te, a in­se­gu­ran­ça fa­zem com que es­tas áre­as não só se des­va­lo­ri­zem co­mo tam­bém pas­sem a ser evi­ta­das pe­las pes­so­as. Is­so sig­ni­fi­ca uma per­da não só pa­ra a ci­da­de, co­mo tam­bém pa­ra o co­mér­cio es­ta­be­le­ci­do.

Ma­rin­gá ain­da não che­gou a um ní­vel crí­ti­co co­mo ocor­re com ou­tras ci­da­des de por­te se­me­lhan­te, mas o si­nal de aler­ta já es­tá so­an­do. Te­mos áre­as que co­me­çam a apre­sen­tar pro­ble­mas que ten­dem a se agra­var com o pas­sar do tem­po. Mas ain­da é pos­sí­vel tra­ba­lhar pa­ra re­ver­tê-los sem gran­des in­ves­ti­men­tos.

Nas ru­as Jou­bert de Car­va­lho e Ba­sí­lio Saut­chuk, por exem­plo, além da de­te­ri­o­ra­ção dos equi­pa­men­tos pú­bli­cos é pos­sí­vel ob­ser­var o con­su­mo de dro­gas em ple­na luz do dia, dan­do a sen­sa­ção de in­se­gu­ran­ça a qu­em pas­sa no lo­cal. Is­so sem fa­lar no mau-chei­ro e nos ris­cos que a ar­bo­ri­za­ção re­pre­sen­ta pa­ra po­pu­la­ção, em vir­tu­de do en­ve­lhe­ci­men­to de al­gu­mas plan­tas e de anos de po­da sem cri­té­rio. O mes­mo se po­de di­zer de pra­ças cen­trais, co­mo a Na­po­leão Moreira da Sil­va e a Ra­po­so Ta­va­res.

Um tra­ba­lho am­plo é ne­ces­sá­rio pa­ra a re­cu­pe­ra­ção des­tas áre­as, a co­me­çar pe­lo com­ba­te ao trá­fi­co de dro­gas, que acar­re­ta o gra­ve pro­ble­ma so­ci­al da de­pen­dên­cia quí­mi­ca. Is­so ali­a­do a pro­je­tos de re­vi­ta­li­za­ção e re­cu­pe­ra­ção do es­pa­ço pú­bli­co, pa­ra que os ci­da­dãos e su­as fa­mí­li­as sin­tam-se se­gu­ros e es­ti­mu­la­dos a fre­quen­tá-lo.

O pro­je­to de re­vi­ta­li­za­ção da Rua Santos Du­mont, que vem sen­do con­du­zi­do pe­lo Se­brae-PR e pe­la Fe­de­ra­ção do Co­mér­cio do Es­ta­do do Pa­ra­ná (Fe­co­mér­cio-PR) com apoio do Sin­di­ca­to dos Lo­jis­tas do Co­mér­cio Va­re­jis­ta de Ma­rin­gá (Si­va­mar), Pre­fei­tu­ra Mu­ni­ci­pal e de di­ver­sas en­ti­da­des, se­rá um gran­de pas­so pa­ra o iní­cio do pro­ces­so de re­cu­pe­ra­ção da área cen­tral da ci­da­de. Acre­di­ta­mos que se­rá um mo­de­lo pa­ra que ou­tras vi­as se­jam tam­bém re­vi­ta­li­za­das.

Es­te mo­men­to, em que uma no­va ad­mi­nis­tra­ção mu­ni­ci­pal se ini­cia, é pro­pí­cio pa­ra co­lo­car o te­ma em de­ba­te. É im­por­tan­te que es­te as­sun­to se­ja in­cluí­do en­tre as pri­o­ri­da­des do mu­ni­cí­pio. Só as­sim se­rá pos­sí­vel ga­ran­tir que a po­pu­la­ção de Ma­rin­gá con­ti­nue des­fru­tan­do da qua­li­da­de de vi­da que tor­nou nos­sa ci­da­de fa­mo­sa co­mo um bom lu­gar pa­ra vi­ver.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.