Pais pre­ci­sam li­mi­tar o uso

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM -

Se­gun­do a psi­có­lo­ga Ju­li­a­na Gi­a­co­mel­li, os pais pre­ci­sam li­mi­tar o uso de ce­lu­la­res e internet, es­ti­pu­lan­do ho­rá­ri­os de acor­do com a fai­xa etá­ria do fi­lho. “De­ve-se in­cen­ti­var ati­vi­da­des que exi­jam ap­ti­dões diferentes, que pos­sam pro­mo­ver o de­sen­vol­vi­men­to de ou­tras ha­bi­li­da­des dos fi­lhos. É im­por­tan­te o in­cen­ti­vo aos es­por­tes, lei­tu­ras - não de e-bo­oks, mas de li­vros pal­pá­veis, tra­di­ci­o­nais - e o con­ta­to direto com as pes­so­as, não so­men­te atra­vés de internet e ce­lu­lar”, acon­se­lha.

Ela ex­pli­ca que di­fi­cil­men­te a pes­soa, por con­ta pró­pria, per­ce­be a con­di­ção de de­pen­den­te. “A pes­soa acre­di­ta que sem­pre es­tá no con­tro­le, que tal com­por­ta­men­to não es­tá afe­tan­do a pró­pria vi­da.” Na opi­nião de Ju­li­a­na, mui­tos ca­sos pre­ci­sam de acom­pa­nha­men­to psi­co­ló­gi­co. “Em ge­ral, quan­do se per- ce­be que a pes­soa es­tá pre­ju­di­can­do a qua­li­da­de de vi­da, já é um si­nal de que se de­ve to­mar cui­da­do e que uma aju­da psi­co­ló­gi­ca po­de con­tri­buir”, acres­cen­ta. Ela res­sal­ta que os tra­ta­men­to não vi­sam anu­lar o uso da internet ou qual­quer apa­re­lho. “O ob­je­ti­vo é pro­por­ci­o­nar à pes­soa o es­ta­be­le­ci­men­to de uma ro­ti­na que con­tem­ple ou­tras ati­vi­da­des de for­ma sau­dá­vel e equi­li­bra­da”. “A pes­soa acre­di­ta que sem­pre es­tá no con­tro­le, que tal com­por­ta­men­to não es­tá afe­tan­do a pró­pria vi­da”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.