DIAADIA

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES -

Au­to­ri­za

Cas­ca­ta

Gol­pe

Lou­ros fal­sos

Co­mo es­ta co­lu­na já co­men­tou, pro­je­to au­to­ri­za­ti­vo é aque­le em que o ve­re­a­dor au­to­ri­za o pre­fei­to a fa­zer uma obra.

É pu­ra cas­ca­ta, pa­ra ve­re­a­dor mos­trar um ser­vi­ço que não faz.

Já acon­te­ceu em Ma­rin­gá, em ou­tra le­gis­la­tu­ra, de ve­re­a­dor des­co­brir que uma cre­che se­ria fei­ta num bair­ro e en­trou com pro­je­to au­to­ri­zan­do o pre­fei­to fa­zer a cre­che lá.

Depois, o no­bre edil di­vul­gou que ele con­se­guiu a cre­che pa­ra o bair­ro - ou se­ja, foi sa­ca­na e men­ti­ro­so ao mes­mo tem­po.

Jus­ti­fi­ca­ti­va

Maia de­ter­mi­nou tam­bém que to­do re­que­ri­men­to fei­to pe­los seus no­bres pa­res pre­ci­sa­rão ter uma jus­ti­fi­ca­ti­va plau­sí­vel.

Dil­ma

Po­lí­ti­cos de Ma­rin­gá e re­gião se pre­pa­ram pa­ra ir ama­nhã até Ara­pon­gas, on­de es­ta­rá a pre­si­den­te Dil­ma.

In­ver­so

Hou­ve mu­dan­ça na agen­da. Pri­mei­ro ela vai a Cas­ca­vel, e à tar­de em Ara­pon­gas.

Em­prés­ti­mo

A par­tir de ago­ra a Cai­xa Econô­mi­ca acei­ta joi­as de pra­ta em seu se­tor de pe­nho­res. An­tes, só pe­nho­ra­va de ou­ro e di­a­man­te. A ta­xa de ju­ros é de 1,5% ao mês.

Bom­bei­ri­nho

Um exem­plo de lu­ta pe­la vi­da, sím­bo­lo de apoio co­le­ti­vo que con­tou até com pes­so­as do ex­te­ri­or, depois de re­ce­ber trans­plan­te de me­du­la de uma do­a­do­ra dos Es­ta­dos Uni­dos, o ga­ro­to pas­sa seu pri­mei­ro do­min­go em Ma­rin­gá após mui­to tem­po em Cu­ri­ti­ba. Ele veio a bor­do da ae­ro­na­ve UTI do San­ta Ri­ta Saú­de - tam­bém en­ga­ja­da no tra­ba­lho pa­ra a re­cu­pe­ra­ção to­tal de João Bom­bei­ri­nho.

Fal­si­da­de

Em Ma­rin­gá tem gen­te que se po­sa de ri­ca, mas es­tá até com a ali­an­ça de ca­sa­men­to pe­nho­ra­da.

Des­pre­zo

Se exis­te uma coi­sa que dei­xa al­gu­mas pes­so­as in­ve­jo­sas de Ma­rin­gá ner­vo­sas é quan­do são des­pre­za­das, quan­do são mo­ti­vo só de pi­a­das. Nin­guém res­pon­de o que es­cre­vem e fa­lam.

Sar­nen­to

O ex-pre­fei­to Sil­vio Bar­ros cos­tu­ma­va fa­lar quan­do al­guém o ques­ti­o­na­va se não iria pro­ces­sar, re­a­gir, dar o tro­co, em qu­em o ofen­dia: “Se vo­cê es­ti­ver an­dan­do pe­la rua e um ca­chor­ro sar­nen­to, pul­guen­to, cheio de pe­re­ba, te mor­der, vo­cê vai se vin­gar e mor­der ele tam­bém?”

Ao vi­vo

A par­tir da pró­xi­ma quin­ta-fei­ra a TV Ce­su­mar co­me­ça trans­mi­tir ao vi­vo as ses­sões da Câ­ma­ra de Ve­re­a­do­res de Ma­rin­gá.

Tra­va

A se­ma­na, que co­me­ça ho­je, vai ser cur­ta, tra­va­da, por cau­sa do Car­na­val.

Tran­co

A par­tir de ama­nhã o Bra­sil es­ta­ci­o­na e só vol­ta a pe­gar no tran­co da­qui a 10 di­as. Brasília fi­ca­rá às mos­cas. Di­zem que o su­jei­to po­de dei­tar pe­la­do em fren­te ao Pa­lá­cio do Pla­nal­to, que nem pre­so vai.

Car­na­val

A par­tir de quin­ta­fei­ra, a Se­cre­ta­ria de Saú­de co­me­ça a dis­tri­buir de gra­ça 40 mil pre­ser­va­ti­vos pa­ra os fo­liões.

Pre­ven­ção

A Pre­fei­tu­ra de Ma­rin­gá não gas­ta­rá na­da. As ca­mi­si­nhas fo­ram en­vi­a­das pe­lo Mi­nis­té­rio da Saú­de, co­mo for­ma de evi­tar do­en­ças se­xu­al­men­te trans­mis­sí­veis, pois no Car­na­val mui­ta gen­te sol­ta a fran­ga mes­mo.

Con­tra

Qu­em não gos­ta na­di­nha des­sa dis­tri­bui­ção é a Igre­ja Ca­tó­li­ca, que vê is­so co­mo um in­cen­ti­vo, uma se­nha, pa­ra que os fo­liões pra­ti­quem se­xo.

Úl­ti­ma

Brin­ca­dei­ri­nha: *Em­pre­sá­rio foi nu­ma fes­ta pa­tro­ci­na­da pe­lo Frank Sil­va. Na ho­ra de ir em­bo­ra se lem­brou que já es­ta­va va­len­do a to­le­rân­cia ze­ro pa­ra mo­to­ris­tas e fez al­go que nun­ca ha­via fei­to an­tes em to­da a sua vi­da: pe­gou um ôni­bus! Che­gou em sua ca­sa são e sal­vo, sem ne­nhum aci­den­te, sem ne­nhum ar­ra­nhão - o que o dei­xou per­ple­xo e es­tu­pe­fa­to, pois ele nun­ca ha­via di­ri­gi­do um ôni­bus an­tes...

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.