Re­for­ma pro­põe uni­fi­car elei­ções

Mu­dan­ça da­ria dois anos a mais de man­da­to pa­ra os atu­ais pre­fei­tos e ve­re­a­do­res; as­sim, a par­tir de 2018 bra­si­lei­ros te­ri­am elei­ções a ca­da qua­tro anos, ao in­vés de a ca­da dois

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Car­la Gu­e­des

car­la@odi­a­rio.com Den­tro de cin­co anos é pos­sí­vel que os bra­si­lei­ros que fo­rem às ur­nas es­co­lham do pre­si­den­te ao ve­re­a­dor em um úni­co dia. De­pu­ta­dos fe­de­rais for­ma­ram uma co­mis­são pa­ra dis­cu­tir a re­for­ma po­lí­ti­ca e en­tre as mu­dan­ças es­tá a uni­fi­ca­ção das elei­ções a par­tir de 2018, com plei­tos a ca­da qua­tro anos.

Pa­ra ajus­tar o ca­len­dá­rio, os atu­ais pre­fei­tos e ve­re­a­do­res ga­nha­ri­am mais dois anos de man­da­to, já que ju­ri­di­ca­men­te não é pos­sí­vel re­du­zir o tem­po no car­go de senadores, de­pu­ta­dos e pre­si­den­te. A ideia de unir elei­ções lo­cais e na­ci­o­nais, se­gun­do de­pu­ta­dos ou­vi­dos por O Diá­rio, tem o ob­je­ti­vo de re­du­zir cus­tos. “É com­pli­ca­do fa­zer elei­ção a ca­da dois anos por­que as cam­pa­nhas es­tão se tor­nan­do ca­rís­si­mas”, ava­lia o de­pu­ta­do fe­de­ral Luiz Nishi­mo­ri (PSDB-PR). “Es­ta mu­dan­ça se­rá fun­da­men­tal pa­ra mi­ni­mi­zar gas­tos elei­to­rais”, com­ple­ta a de­pu­ta­da fe­de­ral Ci­da Borghet­ti (PP-PR).

O mo­de­lo atu­al, na opi­nião do de­pu­ta­do fe­de­ral Ed­mar Arruda (PSC-PR), pa­ra o País a ca­da dois anos. “Vêm os pra­zos pa­ra con­tra­tar, li­ci­tar e en­tre­gar obras. É um pe­río­do em que a pro­du­ção do Le­gis­la­ti­vo e do Exe­cu­ti­vo cai.” As elei­ções mu­ni­ci­pais do ano pas­sa­do cus­ta­ram R$ 395 bi­lhões, se­gun­do cál­cu­lo do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral (TSE).

Ain­da na pau­ta da co­mis­são es­tá a pro­pos­ta da cri­a­ção das fe- de­ra­ções de par­ti­dos. Nes­se mo­de­lo, as si­glas que se co­li­ga­rem te­ri­am a obri­ga­ção de per­ma­ne­cer jun­tas por três anos e meio, di­fe­ren­te das co­li­ga­ções for­ma­das ho­je, vá­li­das ape­nas pa­ra o plei­to. Pa­ra Arruda, a fe­de­ra­ção vai pro­por­ci­o­nar ali­nha­men­to ide­o­ló­gi­co das si­glas. “Uma coi­sa é vo­cê se unir pa­ra dis­pu­tar elei­ção, ou­tra é con­du­zir os elei­tos den­tro de um tra­ba­lho de três anos e meio ha­ven­do di­ver­gên­ci­as dou­tri­ná­ri­as no gru­po.”

Se apro­va­da, a fe­de­ra­ção de par­ti­dos abre ca­mi­nho pa­ra a jun­ção e a con­se­quen­te re­du­ção do nú­me­ro de si­glas. “Fi­ca­re­mos com cin­co ou seis par­ti­dos for­tes pa­ra os quais o ci­da­dão vai olhar e con­se­guir iden­ti­fi­car o que ca­da um de­fen­de”, opi­na Arruda.

A pro­pos­ta do fi­nan­ci­a­men­to pú­bli­co de cam­pa­nha tam­bém ga­nha es­pa­ço en­tre os de­pu­ta­dos. A mu­dan­ça aca­ba­ria com do­a­ções par­ti­cu­la­res a can­di­da­tos e par­ti­dos. Co­mo con­sequên­cia, da­ria opor­tu­ni­da­de de dis­pu­tar uma elei­ção a qu­em não tem con­di­ções fi­nan­cei­ras de ar­car com os gas­tos de uma cam­pa­nha.

De­pu­ta­dos re­tor­nam ao tra­ba­lho na se­gun­da-fei­ra, quan­do es­tá mar­ca­da a elei­ção pa­ra a Me­sa Di­re­to­ra da Ca­sa. As vo­ta­ções da re­for­ma po­lí­ti­ca de­vem acon­te­cer no pri­mei­ro se­mes­tre. “É com­pli­ca­do fa­zer elei­ção a ca­da dois anos por­que as cam­pa­nhas es­tão se tor­nan­do ca­rís­si­mas”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.