Ta­len­to pa­ra to­da

Afi­lha­da de Ber­nar­do Ber­to­luc­ci, Lo­la Pe­ploe atua pe­la pri­mei­ra vez no Bra­sil em “A Obra”, lon­ga de es­treia de Gustavo Gra­zi­o­si; fil­me tem co­mo pro­ta­go­nis­ta o cult Irandhir Santos

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Luiz Car­los Mer­ten

Há cer­ca de três anos, em vi­si­ta ao set de “Tro­pa de Eli­te 2”, de Jo­se Pa­di­lha, a re­por­ta­gem as­sis­tiu jus­ta­men­te à fil­ma­gem da ce­na em que Irandhir Santos dá uma au­la e an­te­ci­pa pa­ra seus alu­nos o co­lap­so do sis­te­ma pe­ni­ten­ciá­rio no Bra­sil. A re­por­ta­gem vi­si­ta ago­ra ou­tro set em São Pau­lo. É o do lon­ga de es­treia de Gustavo Gra­zi­o­si, “A Obra”. A ce­na fil­ma­da é a de ou­tra au­la, e de no­vo com Irandhir Santos. Sem­pre apo­ca­líp­ti­co, ele anun­cia ago­ra a mor­te da ar­qui­te­tu­ra, com ba­se em con­cei­tos de Charles Jencks, es­ta­be­le­ci­dos em 1972. Irandhir fa­la so­bre a ima­gem da im­plo­são de um pré­dio. Ele pró­prio é um ho­mem pró­xi­mo da im­plo­são.

Co­mo ar­qui­te­to, aca­ba de des­co­brir uma os­sa­da no pré­dio que es­tá er­guen­do. E, co­mo se não bas­tas­se, em boa par­te do fil­me ele vai so­frer de do­lo­ro­sos pro­ble­mas de co­lu­na. O fil­me em pre­to e bran­co es­tá sen­do ro­da­do no cen­tro de São Pau­lo. Gra­zi­o­si é um di­re­tor de cur­tas pre­mi­a­dos co­mo “O Mo­nu­men­to”. Fi­lho e ne­to de ar­qui­te­to, o te­ma tem es­ta­do pre­sen­te em sua vi­da. Ele se in­te­res­sa pe­la ar­qui­te­tu­ra de São Pau­lo, mas o te­ma va­le pe­la sua li­ga­ção com o hu­ma­no. A re­por­ta­gem de­sis­te de fa­lar com Irandhir. Em pouquís­si­mo tem­po, ele es­ta­be­le­ceu a fa­ma de ator cult e in­tros­pec­ti­vo.

Ago­ra mes­mo, es­tá na te­la co­mo o se­gu­ran­ça de “O Som ao Re­dor”, de Kle­ber Mendonça Fi­lho. Kle­ber já ha­via co­men­ta­do que Irandhir é um ator do mé­to­do. Ele se con­cen­tra no set, iso­la­se e exis­tem mo­men­tos em que vo­cê fi­ca em dúvida se é mes­mo Irandhir ou se foi pos­suí­do pe­lo per­so­na­gem. Uma en­tre­vis­ta cer­ta­men­te afe­ta­ria sua con­cen­tra­ção. A as­ses­so­ria anun­cia que Irandhir “já vem”, mas ele não vi­rá. As en­tre­vis­tas fi­cam com o di­re­tor e… Lo­la Pe­ploe.

Es­tra­nhos são os ca­mi­nhos da cri­a­ção. No ano pas­sa­do, Gustavo Gra­zi­o­si mos­trou seus cur­tas em Lo­car­no. No in­ter­va­lo de uma das ses­sões, foi apre­sen­ta­do a Mark

É Pe­ploe, o ro­tei­ris­ta de Mi­che­lan­ge­lo An­to­ni­o­ni em “O Pas­sa­gei­ro - Pro­fis­são: Re­pór­ter”. E de Ber­nar­do Ber­to­luc­ci em “O Ul­ti­mo Im­pe­ra­dor”. Com ele es­ta­va uma mu­lher lin­da - “Meu Deus, fa­zei com que não se­ja a mu­lher de­le”, pen­sou Gra­zi­o­si. Era sua fi­lha, Lo­la Pe­ploe. Gra­zi­o­si e ela con­ver­sa­ram. Ele já ti­nha o es­bo­ço de “A Obra” na ca­be­ça. Che­gou a per­gun­tar se ela to­pa­ria fa­zer o pa­pel - “Eu, fa­lar por­tu­guês, ja­mais!”, dis­se Lo­la. De vol­ta ao Bra­sil, ele re­to­mou o ro­tei­ro e trans­for­mou a mu­lher de Irandhir nu­ma es­tran­gei­ra. Li­gou pa­ra Lo­la - e se for fa­lan­do in­glês? Ela to­pou e ago­ra fil­ma no Bra­sil.

Fi­lha de Mark Pe­ploe, so­bri­nha de Clai­re Pe­ploe, mu­lher de Ber­nar­do Ber­to­luc­ci, Lo­la é tam­bém afi­lha­da do gran­de di­re­tor ita­li­a­no. Ber­to­luc­ci deu-lhe um pe­que­no pa­pel em “Be­le­za Rou­ba­da”, fez de­la sua assistente em “Os So­nha­do­res”. “Eu to­ma­va con­ta dos ato­res no set, es­pe­ci­al­men­te de Louis Gar­rel.” O ator foi te­ma de uma re­tros­pec­ti­va há du­as se­ma­nas, no Cen­tro Cul­tu­ral Ban­co do Bra­sil. “Eu sei, fui ver. Em Pa­ris. Não gos­tei do fil­me (de Ch­ris­tophe Ho­no­ré), mas Louis era be­lo co­mo sem­pre. Gos­to de­le. É ta­len­to­so, le­va ab­so­lu­ta­men­te a sé­rio seu tra­ba­lho e não tem ne­nhum es­tre­lis­mo no set.” Ca­dei­ras de ro­das Atra­vés do pai e do pa­dri­nho, Lo­la te­ve aces­so ao mun­do fas­ci­nan­te do gran­de ci­ne­ma. “Co­nhe­ci An­to­ni­o­ni, mas ele já es- ta­va na sua fa­se fi­nal, o que foi uma pe­na. Da­va pa­ra sen­tir que ha­via um tur­bi­lhão den­tro de­le, que ele ain­da que­ria cri­ar, mas o cor­po, pa­ra­li­sa­do pe­la do­en­ça, não aju­da­va.”

Ago­ra é Ber­to­luc­ci qu­em tam­bém an­da na ca­dei­ra de ro­das. “O que me en­tris­te­ce é que ele é um dos ho­mens mais do­ces e ca­ri­nho­sos que co­nhe­ci.”

O que apren­deu com Ber­to­luc­ci? “Tudo, é um dos gran­des do ci­ne­ma. Só de vê-lo tra­ba­lhar já foi um pri­vi­le­gio.”

São Pau­lo as­sus­tou-a no ini­cio - “Não gos­to de agi­ta­ção” -, mas aos pou­cos ela des­co­briu o par­ti­cu­lar en­can­to da ci­da­de. No fil­me, a per­so­na­gem es­tá grá­vi­da, o que faz com que Irandhir se­ja con­fron­ta­do com ex­pe­ri­ên­ci­as de vi­da e mor­te, en­quan­to per­de o ei­xo.

En­tu­si­as­ma­do com seu elen­co - e a pers­pec­ti­va do pri­mei­ro lon­ga -, Gustavo Gra­zi­o­si con­ta que, até por seu in­te­res­se pe­la ar­qui­te­tu­ra, o ci­ne­ma de An­to­ni­o­ni foi sem­pre uma re­fe- rên­cia pa­ra ele. Lo­la lhe trou­xe tudo - An­to­ni­o­ni, Mark Pe­ploe. “É co­mo um so­nho”, de­fi­ne. Mas as re­fe­rên­ci­as em “A Obra” são mui­tas e o as­sun­to cai na gran­de ex­po­si­ção de Mo­ran­di em Porto Alegre. “A ideia dos vo­lu­mes é fas­ci­nan­te, a cor que vi­ra in­ti­mis­mo, tudo is­so me fas­ci­na.” Ape­sar da fas­ci­na­ção pe­la cor, Gra­zi­o­si es­co­lheu fil­mar “A Obra” em pre­to e bran­co, for­ma­to ho­ri­zon­tal. A pro­du­ção é da Su­per­fil­mes de Zi­ta Car­va­lho­sa e Pa­trick Leb­lanc

Ou­tro fil­me au­to­ral, em PB. Não dá pa­ra não pen­sar em “Su­do­es­te”, de Edu­ar­do Nunes, tam­bém pro­du­zi­do pe­la Su­per­fil­mes. Zi­ta Car­va­lho­sa vi­si­ta o set pa­ra se en­con­trar com a im­pren­sa. “A Lo­la foi uma fan­ta­sia do Gustavo que deu su­per­cer­to”, ex­pli­ca. “O fil­me é mui­to ri­go­ro­so. Es­tá sain­do bo­ni­to, fei­to com em­pe­nho e de­di­ca­ção. É o ti­po de ci­ne­ma au­to­ral que nos in­te­res­sa, a Pa­trick e eu, pro­du­zir. Es­ta­mos mui­to fe­li­zes e chei­os de ex­pec­ta­ti­va.”

Divulgação

Irandhir Santos: me­tó­di­co, ator é si­len­ci­o­so no set, ex­ce­to nos mo­men­tos em que es­tá gra­van­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.