De­nún­ci­as de vi­o­lên­cia con­tra cri­an­ças cres­cem

Se­cre­ta­ria de Di­rei­tos Hu­ma­nos re­gis­trou al­ta de 58% no nú­me­ro de re­gis­tros em 2012 fren­te ao ano an­te­ri­or; pa­ra mi­nis­tra, ín­di­ce re­fle­te cons­ci­en­ti­za­ção pa­ra o pro­ble­ma

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Agên­cia Es­ta­do

re­da­cao@odi­a­rio.com O nú­me­ro de de­nún­ci­as de vi­o­lên­cia con­tra cri­an­ças e ado­les­cen­tes re­ce­bi­das pe­lo ser­vi­ço de aten­di­men­to da Se­cre­ta­ria de Di­rei­tos Hu­ma­nos da Pre­si­dên­cia da República - o Dis­que 100 - cres­ceu 58,3% en­tre 2011 e 2012. Fo­ram re­gis­tra­das 130.029 de­nún­ci­as em 2012 e 82.117 no ano an­te­ri­or. On­tem, du­ran­te o lan­ça­men­to da Cam­pa­nha Na­ci­o­nal de Pro­te­ção à Cri­an­ça e ao Ado­les­cen­te, a mi­nis­tra Maria do Ro­sá­rio dis­se que os da­dos in­di­cam au­men­to da cons­ci­en­ti­za­ção pa­ra o pro­ble­ma, e não o cres­ci­men­to da vi­o­lên­cia con­tra me­no­res.

Co­mo mui­tas ve­zes uma úni­ca de­nún­cia apon­ta vá­ri­os ti­pos de vi­o­lên­cia, fo­ram re­gis­tra­das 266.462 vi­o­la­ções. A mais co­mum foi ne­gli­gên­cia, se­gui­da por vi­o­lên­cia fí­si­ca, psi­co­ló­gi­ca e se­xu­al. No ano pas­sa­do, hou­ve 37.803 re­la­tos de vi­o­lên­cia se­xu­al con­tra cri­an­ças e ado­les­cen­tes. Com o le­ma “Não des­vie o olhar, fi­que aten­to, de­nun­cie”, a Cam­pa­nha Na­ci­o­nal de Car­na­val de Pro­te­ção à Cri­an­ça e ao Ado­les­cen­te te­rá fil­mes na TV, spots no rá­dio, ca­mi­se­tas, ade­si­vos e ou­tros ma­te­ri­ais pro­mo­ci­o­nais. O sím­bo­lo são três ma­ca­qui­nhos que se con­tra­põem ao tra­di­ci­o­nal “não ou­ço, não fa­lo, não ve­jo”.

“Qu­em es­tá brin­can­do no car­na­val ou tra­ba­lhan­do tem que ter aten­ção es­pe­ci­al pa­ra as cri­an­ças e ado­les­cen­tes do País. A mo­bi­li­za­ção tem fei­to au­men­tar o nú­me­ro de de­nún­ci­as a ca­da ano. Não po­de­mos di­zer que a vi­o­lên­cia es­tá au­men­tan­do, o que es­tá au­men­tan­do é a cons­ci­en­ti­za­ção”, afir­mou a mi­nis­tra, que as­sis­tiu a um es­pe­tá­cu­lo do cir­co do ator Mar­cos Fro­ta, no Par­que da Quin­ta da Boa Vis­ta, na zo­na “Não po­de­mos di­zer que a vi­o­lên­cia es­tá au­men­tan­do, o que es­tá au­men­tan­do é a cons­ci­en­ti­za­ção” nor­te do Rio. “Va­mos tra­tar as cri­an­ças com res­pei­to, edu­ca­ção e amor. As cri­an­ças e ado­les­cen­tes de ho­je são o fu­tu­ro do Bra­sil”, dis­cur­sou o sam­bis­ta Nel­son Sar­gen­to, 88 anos, em­bai­xa­dor da cam­pa­nha.

Maria do Ro­sá­rio dis­se que, em par­ti­cu­lar no car­na­val, mas tam­bém du­ran­te to­do o ano, é im­por­tan­te que os adul­tos fi­quem aten­tos aos si­nais de vi­o­lên­cia e as­sé­dio e de­nun­ci­em aos con­se­lhos tu­te­la­res, à po­lí­cia ou ao Dis­que 100 da Se­cre­ta­ria de Di­rei­tos Hu­ma­nos. “Nos­so olhar es­tá fi­can­do mais aten­to. Quan­do ve­mos um adul­to as­se­di­an­do uma cri­an­ça e de­nun­ci­a­mos, es­ta­mos sal­van­do vi­das. É a ati­tu­de que se es­pe­ra dos ci­da­dãos que não acei­tam a vi­o­lên­cia con­tra cri­an­ças. Di­vul­ga­mos a cam­pa­nha no car­na­val, mas o ser­vi­ço fun­ci­o­na o ano in­tei­ro. Não há co­mo pen­sar em cui­da­do com cri­an­ças e ado­les­cen­tes sem a par­ti­ci­pa­ção da po­pu­la­ção. Não exis­te um po­li­ci­al em ca­da es­qui­na. Nin­guém subs­ti­tui o olhar da gen­te”, afir­mou a mi­nis­tra. O Dis­que 100 fun­ci­o­na dia e noi­te e re­ce­be tam­bém de­nún­ci­as de vi­o­la­ções con­tra por­ta­do­res de de­fi­ci­ên­cia, ho­mos­se­xu­ais, mo­ra­do­res de rua e ido­sos. No ano pas­sa­do o ser­vi­ço re­gis­trou 250 mil de­nún­ci­as.

Fes­ta

Na fes­ta de lan­ça­men­to da cam­pa­nha, que te­ve a pre­sen­ça de au­to­ri­da­des es­ta­du­ais e mu­ni­ci­pais, in­te­gran­tes do Con­se­lho Es­ta­du­al de De­fe­sa da Cri­an­ça e do Ado­les­cen­te pro­tes­ta­ram con­tra a fal­ta de re­cur­sos do go­ver­no do Es­ta­do do Rio e anun­ci­a­ram que o con­se­lho vai pa­ra­li­sar as ati­vi­da­des por tem­po in­de­ter­mi­na­do, “em de­cor­rên­cia da to­tal au- sên­cia de es­tru­tu­ra ma­te­ri­al e de re­cur­sos hu­ma­nos pa­ra seu fun­ci­o­na­men­to”, se­gun­do tex­to dis­tri­buí­do na Quin­ta da Boa Vis­ta.

A Se­cre­ta­ria de As­sis­tên­cia So­ci­al e Di­rei­tos Hu­ma­nos do Es­ta­do con­tes­ta a in­for­ma­ção do con­se­lho, di­zen­do que já foi ofe­re­ci­do um lo­cal pa­ra o fun­ci­o­na­men­to do gru­po e que es­tá em fa­se de se­le­ção de no­vos ser­vi­do­res.

Tâ­nia Rê­go/abr

Maria do Ro­sá­rio; so­ci­e­da­de tem obri­ga­ção de aju­dar a vi­gi­ar

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.