Fa­mí­li­as aco­lhe­do­ras

O Diario do Norte do Parana - - OPINIÃO -

É mui­to bom sa­ber que fa­mí­li­as ma­rin­ga­en­ses ain­da têm o ím­pe­to de to­mar uma ati­tu­de so­li­dá­ria ao abri­gar cri­an­ças em si­tu­a­ção de ris­co so­ci­al. De­ve ser mui­to di­fí­cil cui­dar de um be­bê e depois abrir mão de­le, quan­do fi­nal­men­te se en­con­tra um lar de­fi­ni­ti­vo. Mas es­ta di­fi­cul­da­de só mos­tra o quan­to é no­bre o tra­ba­lho das fa­mí­li­as aco­lhe­do­ras, e sa­ber que há mais des­sas pes­so­as do que a ci­da­de pre­ci­sa nos trans­mi­te um ca­lor hu­ma­no sem ta­ma­nho. Pa­ra­béns a qu­em se co­lo­ca a dis­po­si­ção pa­ra es­te ser­vi­ço, co­mo foi, por exem­plo, no ca­so do me­ni­no en­con­tra­do em um bu­ei­ro de Ma­rin­gá, o João Miguel, ca­ri­nho­sa­men­te “ba­ti­za­do” pe­la equi­pe de ser­vi­do­res do Hos­pi­tal Uni­ver­si­tá­rio. Se ele não ti­ves­se uma fa­mí­lia que o aco­lhes­se, pa­ra on­de iria depois de re­ce­ber al­ta?

João Cláudio Fra­go­so

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.