Trân­si­to

O Diario do Norte do Parana - - OPINIÃO -

Quan­do o Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral, (STF) al­guns me­ses atrás re­di­men­si­o­nou o en­qua­dra­men­to em um ca­so de mor­te no trân­si­to por atro­pe­la­men­to, veio à men­te a fra­se de Plu­tar­co: “A pi­or das jus­ti­ças é aque­la que é in­jus­ta, mas pa­re­ce jus­ta!” Na prá­ti­ca, es­sa de­ci­são tor­nou a pu­ni­ção me­nos en­fá­ti­ca, já que o cri­me pas­sou de ho­mi­cí­dio do­lo­so pa­ra ho­mi­cí­dio cul­po­so. Em con­tra­par­ti­da já es­tá na Câ­ma­ra Fe­de­ral pro­je­to de lei que es­ta­be­le­ce co­mo cri­me he­di­on­do o ho­mi­cí­dio sus­ci­ta­do no trân­si­to por mo­to­ris­ta al­co­o­li­za­do. Des­tar­te já exis­te a ideia de qu­em co­me­ter in­fra­ções gra­ves de trân­si­to tam­bém es­tá su­jei­to a de­vol­ver os va­lo­res que fo­ram pa­gos pe­la Pre­vi­dên­cia So­ci­al pa­ra as ví­ti­mas dos aci­den­tes. É fá­cil in­fe­rir que não ca­be mais es­que­cer que após a in­ges­tão de ál­co­ol o or­ga­nis­mo de qu­em quer que se­ja, evi­den­te­men­te te­rá al­gum ti­po de di­fe­ren­ci­a­ção nos que­si­tos aten­ção,mo­tri­ci­da­de e pro­fun­di­da­de do cam­po vi­su­al e sua con­se­quen­te acui­da­de. Mui­to me­nos quan­do es­sa pes­soa as­su­me a con­du­ção de um veí­cu­lo au­to­mo­tor. meio aos car­ros e ca­mi­nhos, imaginando que is­so nun­ca vai acon­te­cer. Te­nha pa­ci­ên­cia. Obe­de­ça a lei e che­gue em ca­sa vi­vo. Es­per­to é qu­em es­tá vi­vo - “Aci­den­te en­tre mo­to e ca­mi­nhão ma­ta um e fe­re ou­tro na PR-323”, ter­ça-fei­ra, 12/2, odi­a­rio.com.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.