DIAADIA

O Diario do Norte do Parana - - REGIÃO -

Com­pa­ra­ção

Is­so re­pre­sen­ta qua­se a ar­re­ca­da­ção men­sal do mu­ni­cí­pio com o IPTU.

Cai­xa ze­ro

Não so­bra na­da pa­ra obras, ser­vi­ços so­ci­ais, pa­ga­men­to de pes­so­al, etc. Si­tu­a­ção de ca­la­mi­da­de ad­mi­nis­tra­ti­va.

Mul­tas

Há veí­cu­lo da Pre­fei­tu­ra de Flo­res­ta com R$ 14 mil de mul­tas. Até is­so.

Vi­den­tes

A re­nún­cia do pa­pa Ben­to XVI se­pul­tou de vez os cha­ma­dos “vi­den­tes”, que nos fi­nais de ano cos­tu­mam apa­re­cer na te­le­vi­são fa­zen­do pre­vi­sões do que vai acon­te­cer - e depois nin­guém con­fe­re.

Nin­guém

Ne­nhum vi­den­te do mun­do pre­viu a re­nún­cia pa­pal.

Pois é

E mui­tos ain­da acre­di­tam em car­to­man­tes, jo­ga­do­res de bú­zi­os, etc.

Apren­dam

Se fos­se pos­sí­vel pre­ver o fu­tu­ro, nin­guém mor­re­ria e a CEF po­de­ria pa­rar com as lo­te­ri­as.

Ma­mo­nas

Mãe Di­nah, que fi­cou fa­mo­sa por ter pre­vis­to a mor­te do gru­po Ma­mo­nas As­sas­si­nas, foi can­di­da­ta a ve­re­a­do­ra em São Pau­lo. Le­vou fer­ro.

Ló­gi­ca

Se Mãe Di­nah pu­des­se mes­mo pre­ver o que es­tá pra acon­te­cer, não dis­pu­ta­ria.

Boa no­tí­cia

A ci­da­de de Ban­dei­ran­tes, no Nor­te Pi­o­nei­ro, con­se­guiu bar­rar o cres­ci­men­to de um dos mai­o­res pro­ble­mas so­ci­ais do país: a vi­o­lên­cia.

Bom Vi­zi­nho

Is­so foi pos­sí­vel gra­ças ao pro­gra­ma Bom Vi­zi­nho Ban­dei­ran­tes, uma ini­ci­a­ti­va que con­ta com o apoio fun­da­men­tal dos mo­ra­do­res, que de­nun­ci­am e co­la­bo­ram com ações sim­ples que vi­sam a ga­ran­tir mai­or se­gu­ran­ça pa­ra to­dos.

Aqui

Ma­rin­gá po­de­ria ter um pro­gra­ma as­sim, ou se­ja, com vi­zi­nhos uni­dos. Se a ca­sa de um for vi­si­ta­da por la­drões (quan­do ele es­ti­ver au­sen­te), o vi­zi­nho cha­ma a po­lí­cia.

Iso­la­men­to

Mas aqui em Ma­rin­gá é di­fí­cil. Tem gen­te que nem co­nhe­ce qu­em mo­ra ao la­do. Nem quer sa­ber.

RP

Já faz 1 mês e meio que o pre­ço do al­mo­ço no Res­tau­ran­te Po­pu­lar su­biu de R$ 1,50 pa­ra R$ 2. No iní­cio, a opo­si­ção rai­vo­sa fez o mai­or pam­pei­ro. Ago­ra es­tá qui­e­ta.

MP

Che­ga­ram a de­nun­ci­ar o re­a­jus­te no Mi­nis­té­rio Pú­bli­co, que – pe­lo jei­to - nem deu bo­la.

Se­pa­ra­ção

Le­van­ta­men­to ex­tra-ofi­ci­al, fei­to por ami­go que tra­ba­lha em es­cri­tó­rio de ad­vo­ca­cia, mos­tra que su­biu – e mui­to – o nú­me­ro de di­vór­ci­os em Ma­rin­gá ano pas­sa­do.

Ma­rin­gá tem mui­ta gen­te mo­ran­do so­zi­nha -ho­mens e mu­lhe­res. De­ve ser por is­so que cres­ce bas­tan­te a cons­tru­ção de kit­nets.

Mé­dia

A mé­dia de du­ra­ção de ca­sa­men­to é de 3 anos. Is­so quan­do mui­to. Al­go há.

Chu­va­ra­da

Há 2 di­as cho­ve sem pa­rar em Ma­rin­gá. Se Noé es­ti­ves­se vi­vo, es­ta­ria pro­cu­ran­do ma­dei­ra pra fa­zer ou­tra ar­ca.

Ba­ba­qui­ce

Aqui em Ma­rin­gá ser ami­go dos Bar­ros é con­si­de­ra­do – por uns e ou­tros de­so­cu­pa­dos, gen­te que não faz na­da – cri­me he­di­on­do, diz um em­pre­sá­rio.

Úl­ti­ma

Es­ta­mos no fi­nal do ho­rá­rio de ve­rão 2012 - 2013. Sá­ba­do pró­xi­mo os re­ló­gi­os têm que ser atra­sa­dos em 1 ho­ra.Te­re­mos, por­tan­to, du­as mei­as-noi­tes. Dá vi­rar lo­bi­so­mem du­as ve­zes se­gui­das.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.