Mu­dan­ça di­vi­de opi­niões

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Van­da Mu­nhoz

van­da@odi­a­rio.com O ho­rá­rio de ve­rão di­vi­de opi­niões en­tre os ma­rin­ga­en­ses e che­ga a in­flu­en­ci­ar no mo­vi­men­to de ba­res e res­tau­ran­tes.

O ge­ren­te Le­o­mar Chi­cat­ti re­cla­ma, pois pa­ra ele, com a mu­dan­ça o mo­vi­men­to de cli­en­tes di­mi­nui. “É pés­si­mo, por­que es­cu­re­ce mais tar­de e as pes­so­as aca­bam che­gan­do mais tar­de no res­tau­ran­te. Nos­so pú­bli­co é for­ma­do por fa­mí­li­as com cri­an­ças, ido­sos. Aca­ba­mos per­den­do umas 2 ho­ras de aten­di­men­to.” Ele diz que, em ho­rá­rio nor­mal, o mo­vi­men­to au­men­ta a par­tir das 19 ho­ras.

Já o pro­pri­e­tá­rio de uma cho­pe­ria e pe­tis­ca­ria, Mas­sao Fer­nan­do Fu­ka­no, acha o ho­rá­rio de ve­rão mui­to bom. “O mo­vi­men­to é bem mai­or. O ho­rá­rio de ve­rão se so­ma ao fa­to de que mui­tos es­tão de fé­ri­as. Os cli­en­tes fi­cam mais tem­po e aca­ba­mos fe­chan­do mais tar­de tam­bém.” Ele diz que quan­do o ho­rá­rio nor­mal se res­ta­be­le­ce per­ce­be uma pe­que­na re­du­ção no mo­vi­men­to.

O aten­den­te Wil­li­am Ro­ber­to de Mou­ra acha o ho­rá­rio de ve­rão mui­to bom. “Saio do ser­vi­ço e ain­da te­nho 2 ho­ras de sol pa­ra pra­ti­car es­por­tes.”

O far­ma­cêu­ti­co Alexandre Ko­no diz que a mu­dan­ça de ho- rá­rio al­te­ra o re­ló­gio bi­o­ló­gi­co das pes­so­as. “E is­so po­de bai­xar a imu­ni­da­de, al­te­ra até o ra­ci­o­cí­nio das pes­so­as. Há pes­qui­sas que tam­bém mos­tram al­te­ra­ções no ci­clo hor­mo­nal das mu­lhe­res”, ex­pli­ca. Ele faz uma com­pa­ra­ção com o fu­so ho­rá­rio, quan­do uma pes­soa vai de um país pa­ra ou­tro. “Sa­be­mos que eco­no­mi­za ener­gia, que so­bra mais tem­po pa­ra as pes­so­as, mas há pre­juí­zos pa­ra o or­ga­nis­mo”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.