Rock gri­ta na

Fes­ti­val Gri­to Rock Ma­rin­gá reú­ne dez ban­das da ce­na in­de­pen­den­te na­ci­o­nal nes­te fim de se­ma­na na UEM; even­to re­cep­ci­o­na os ca­lou­ros da uni­ver­si­da­de

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

ari­a­diny@odi­a­rio.com En­cha os pul­mões e pre­pa­re os ou­vi­dos, pois o Fes­ti­val Gri­to Rock Ma­rin­gá acon­te­ce nes­te fim de se­ma­na. Na pro­gra­ma­ção, gran­des re­ve­la­ções do ce­ná­rio mu­si­cal in­de­pen­den­te da re­gião: Ro­da de Cho­ro, Ra­fa­el Mo­ra­es, Sex­ta Ge­ra­ção da Fa­mí­lia Pa­lim do Nor­te da Tur­quia, Sol­la­do Bra­zi­li­an Gro­o­ve, Ae­ro­mo­ças e Te­nis­tas Rus­sas, José Fer­rei­ra, Re­cu­sa, Draw The Li­ne, Cash in Flowers e Mr. Dan.

O even­to faz par­te da ro­ta do Gri­to Rock Mun­do, que é re­a­li­za­do si­mul­ta­ne­a­men­te em 300 ci­da­des do Bra­sil e do mun­do, du­ran­te to­do o mês de fe­ve­rei­ro. Pro­du­zi­do de for­ma co­la­bo­ra­ti­va des­de 2005 pe­lo Cir­cui­to Fo­ra do Ei­xo, o fes­ti­val foi cri­a­do co­mo uma al­ter­na­ti­va ao car­na­val. Com o pas­sar dos anos, o pro­je­to foi se am­pli­an­do ge­o­grá­fi­ca­men­te e ga­nhou no­vos con­cei­tos. Em Ma­rin­gá, por exem­plo, o fes­ti­val or­ga­ni­za­do pe­lo Di­re­tó­rio Cen­tral dos Es­tu­dan­tes da UEM, vi­ra uma gran­de fes­ta de re­cep­ção dos ca­lou­ros.

Pa­ra o co­or­de­na­dor de Cul­tu­ra do DCE, Mar­co Au­ré­lio Pa­lu, 26 anos, o even­to é im­por­tan­te pa­ra in­te­grar os no­va­tos na co­mu­ni­da­de aca­dê­mi­ca. “É uma for­ma de cri­ar­mos in­te­ra­ção en­tre os cur­sos e tam­bém de acen­der a cul­tu­ra lo­cal, dan­do opor­tu­ni­da­de pa­ra as ban­das di­vul­ga­rem su­as mú­si­cas”, acres­cen­ta. Mes­mo sa­ben­do que não haverá ca­chês, vá­ri­os gru­pos de­mos­tra­ram in­te­res­se. Se­gun­do Pa­lu, fo­ram mais de 140 ins­cri­ções.

A se­le­ção pas­sou por uma co­mis­são ava­li­a­do­ra. “De­mos pri­o­ri­da­de pa­ra as ban­das que são da re­gião ou que já tem um pú­bli­co for­ma­do por aqui. Depois, foi ana­li­sa­do a tra­je­tó­ria e os ma­te­ri­ais pro­du­zi­dos por eles. Pro­cu­ra­mos pro­por­ci­o­nar gran­de di­ver­si­da­de mu­si­cal, por is­so, a pre­fe­rên­cia foi por gru­pos de rock, sam­ba e MPB.”

Mis­tu­ra de sons é ca­rac­te­rís­ti­co no tra­ba­lho do mú­si­co ma­rin­ga­en­se Ra­fa­el Mo­rais. No dis­co de es­treia, ba­ti­za­do com seu pró­prio no­me e que de­ve sair até o fi­nal do ano, há in­fluên­ci­as da mú­si­ca bra­si­lei­ra, do ma­ra­ca­tu, baião, for­ró, xo­te, além do rock na­ci­o­nal e in­ter­na­ci­o­nal. Ani­ma­do, Ra­fa­el con­ta que vai apro­vei­tar o show pa­ra apre­sen­tar al­gu­mas fai­xas que fa­rão par­te do ál­bum, co­mo “Mo­re­na”,“Mes­moLon­ge”e“Pi­ca­dei­ra”. “To­car em fes­ti­vais co­mo es­te,que­te­mu­ma­es­tru­tu­ra­le­ga­le um pú­bli­co gran­de, aju­da a va­lo­ri­zar e a tor­nar nos­so som co­nhe­ci­do”,diz.

Qu­em tam­bém quer mos­trar mú­si­cas iné­di­tas é a ban­da ins­tru­men­tal Ae­ro­mo­ças e Te­nis­tas Rus­sas , de São Car­los (SP). Es­ta é a pri­mei­ra vez, que o gru­po vem a Ma­rin­gá. No lan­ça­men­to do dis­co “Kad­mir­ra”, em 2011, che­ga­ram a to­car em Lon­dri­na. “Es­ta­mos com uma ex­pec­ta­ti­va lá no al­to, fe­liz pra ca­ram­ba de to­car no Pa­ra­ná, até por­que não te­mos um pú­bli­co for­ma­do no Sul”, diz o ba­te­ris­ta Edu­ar­do Porto. A pro­pos­ta mu­si­cal do gru­po for­ma­do tam­bém por Thi­a­go Hard no sa­xo­fo­ne e gui­tar­ra, Ju­li­a­no Par­rei­ra, no con­tra­bai­xo e Gustavo Pal­ma no sin­te­ti­za­dor e sam­ples, é pro­mo­ver uma cons­tru­ção ex­pe­ri­men­tal de tim­bres e rit­mos que pas­sei­am pe­lo rock, sam­ba, jazz, funk e ele­trô­ni­co. “Co­mo es­ta­mos na fa­se de pré­pro­du­ção de um ál­bum no­vo, a ideia é tes­tar três com­po­si­ções no­vas e ver a acei­ta­ção do pú­bli­co”, con­ta Edu­ar­do Porto.

Divulgação

Ae­ro­mo­ças e Te­nis­tas Rus­sas, de São Car­los, atra­ção do Fes­ti­val Gri­to Rock Ma­rin­gá: pri­o­ri­da­de pa­ra a re­gião, mas ban­das vi­e­ram de to­da par­te

Divulgação

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.