Mi­lan des­ban­ca Bar­ce­lo­na e fi­ca per­to de con­quis­tar va­ga

Após ob­ter o jus­to triun­fo so­bre o ti­me de Mes­si, equi­pe ita­li­a­na po­de até per­der por 1 a 0 no jo­go de vol­ta que se clas­si­fi­ca pa­ra as quar­tas de fi­nal da com­pe­ti­ção

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES - Da Agên­cia Es­ta­do

re­da­cao@odi­a­rio.com Se­te ve­zes cam­peão, o Mi­lan nun­ca é uma ze­bra na Li­ga dos Cam­peões. Mas tal­vez nem os mais fa­ná­ti­cos tor­ce­do­res ru­bro­ne­gro ima­gi­na­ri­am que a equi­pe ita­li­a­na con­se­gui­ria uma jus­ta vi­tó­ria por 2 a 0, so­bre o Bar­ce­lo­na, nes­ta qu­ar­ta-fei­ra, no San Si­ro, em jo­go vá­li­do pe­las oi­ta­vas de fi­nal do tor­neio con­ti­nen­tal.

Os mo­ti­vos pa­ra que is­so so­as­se im­pro­vá­vel eram di­ver­sos. A co­me­çar pe­la au­sên­cia de Ba­lo­tel­li, que, por ter já jo­ga­do a Li­ga pe­lo Man­ches­ter City, não po­de atu­ar na com­pe­ti­ção pe­lo Mi­lan. E tam­bém por­que do ou­tro la­do es­ta­va o Bar­ce­lo­na de Mes­si, o me­lhor jo­ga­dor do mun­do. A equi­pe ca­ta­lã não per­dia de dois gols de di­fe­ren­ça des­de ja­nei­ro de 2011.

Se qui­ser con­ti­nu­ar so­nhan­do com o tí­tu­lo, o Bar­ce­lo­na tem que ven­cer 2 a 0 - le­van­do a de­ci­são pa­ra os pê­nal­tis - ou três gols de di­fe­ren­ça a par­ti­da de vol­ta, dia 12 de mar­ço. No meio do ca­mi­nho, dois jo­gos con­tra o Re­al Ma­drid, um de­les va­len­do va­ga na fi­nal da Co­pa do Rei. Já o Mi­lan do­min­go jo­ga con­tra a In­ter de Mi­lão e no sá­ba­do se­guin­te com a La­zio, em con­fron­tos de­ci­si­vos na bri­ga por uma va­ga na pró­xi­ma Li­ga dos Cam­peões.

O jo­go

A par­ti­da já co­me­çou com os dois ti­mes dei­xan­do cla­ro su­as in­ten­ções. O Bar­ce­lo­na, co­mo sem­pre, to­ca­va a bo­la no cam­po de ata­que. O Mi­lan se fe­cha­va atrás acre­di­tan­do na pos­si­bi­li­da­de de ame­a­çar num con­tra-ata­que. Do­no de se­te tí­tu­los e jo­gan­do em ca­sa, o ti­me ita­li­a­no não ti­nha ver­go­nha de ad­mi­tir a su­pe­ri­o­ri­da­de es­pa­nho­la.

Mas es­te pa­no­ra­ma fez o jo­go ser mui­to mais in­sos­so do que se ima­gi­na­va. A com­pa­ra­ção ób­via é com a se­mi­fi­nal da Li­ga em 2010, quan­do a In­ter de Mi­lão te­ve a mes­ma pos­tu­ra di­an­te do Bar­ce­lo­na­que­a­go­ra­seu­ri­val­tem.

Qu­em es­pe­ra­va mu­dan­ças viu os dois ti­mes vol­ta­rem jo- gan­do do mes­mo jei­to pa­ra o se­gun­do tem­po. Tudo se­gui­ria igual não fos­se um lan­ce con­fu­so aos 11 mi­nu­tos. Mon­to­li­vo ba­teu fal­ta en­sai­a­da, a bo­la des­vi­ou na za­ga e vol­tou em ci­ma de Za­pa­ta. O co­lom­bi­a­no pu­la­va com os bra­ços le­van­ta­dos e a bo­la ex­plo­diu na sua mão. Os jo­ga­do­res do Bar­ce­lo­na pa­ra­ram pe­din­do fal­ta cla­ra, o ár­bi­tro na­da deu, e ela so­brou pa­ra Bo­a­teng mar­car 1 a 0.

O gol acor­dou o Bar­ce­lo­na, que de­ci­diu ser mais in­ci­si­vo. O Mi­lan ti­nha tudo que que­ria: a vi­tó­ria e o con­tra-ata­que. E foi as­sim que o ti­me da ca­sa am­pli­ou. Ni­ang re­ce­beu pe­la di­rei­ta, dri­blou Puyol e to­cou pa­ra El Sha­a­rawy. A sen­sa­ção mi­la­ne­sa re­ce­beu no meio da área e já ro­dou rá­pi­do pa­ra Mun­ta­ri que, li­vre, ba­teu de pri­mei­ra, cru­za­do, fa­zen­do lin­do gol.

Ales­san­dro Garofalo / Reuters

Mi­la­ne­ses ven­ce­ram o con­fron­to de on­tem com gols no se­gun­do tem­po

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.