Ma­rin­gá é 1ª no in­te­ri­or do PR em sal­do de em­pre­gos

CA­GED Fo­ram cri­a­dos no mês pas­sa­do no mu­ni­cí­pio, 1.778 no­vos pos­tos de tra­ba­lho. Da­dos mos­tram que re­sul­ta­do é su­pe­ri­or ao de­sem­pe­nho de ja­nei­ro e de­zem­bro de 2012

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM - Ivy Val­sec­chi

ivy­val­sec­chi@odi­a­rio.com Ma­rin­gá foi a ci­da­de do in­te­ri­or do Es­ta­do que mais ge­rou em­pre­gos for­mais em ja­nei­ro, com sal­do de 1.778, re­sul­ta­do 9.003 ad­mis­sões e 7.225 des­li­ga­men­tos. O mu­ni­cí­pio fi­cou atrás ape­nas da ca­pi­tal, cu­jo to­tal de no­vos pos­tos de tra­ba­lho foi de 1.791, se­gun­do da­dos do Ca­das­tro Ge­ral de Em­pre­ga­dos e De­sem­pre­ga­dos (Ca­ged) di­vul­ga­dos on­tem pe­lo Mi­nis­té­rio do Tra­ba­lho e Emprego (MTE).

O in­te­ri­or do Es­ta­do, de acor­do com o Ca­ged, ge­rou sal­do de 7.370 em­pre­gos, en­quan­to a re­gião me­tro­po­li­ta­na de Cu­ri­ti­ba re­gis­trou acrés­ci­mo de 3.755 pos­tos. Lon­dri­na apa­re­ce na ter­cei­ra po­si­ção em nú­me­ro de em­pre­gos cri­a­dos, com sal­do de 1.281. Em se­gui­da vêm São José dos Pi­nhais (868), Rio Ne­gro (485) e Gu­a­ra­pu­a­va (477).

O nú­me­ro de em­pre­gos cri­a­dos na ci­da­de no pri­mei­ro mês de 2013 su­pe­rou em 146 va­gas o re­sul­ta­do ve­ri­fi­ca­do no mes­mo mês no ano pas­sa­do. Em de­zem­bro pas­sa­do, sal­do do mu­ni­cí­pio foi ne­ga­ti­vo em 2.420 pos­tos.

Dos oi­to se­to­res da eco­no­mia, a in­dús­tria foi o se­tor que en­cer­rou o mês com mai­or nú­me­ro de no­vas va­gas (559 no to­tal), se­gui­da do se­tor ser­vi­ços (482), cons­tru­ção ci­vil (471) e co­mér­cio (248). No pri­mei­ro mês de 2012, os mes­mos se­to­res fo­ram os que mais con­tra­ta­ram.

Se­gun­do o eco­no­mis­ta da Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Ma­rin­gá (UEM), Joíl­son Di­as, o sal­do de ja­nei­ro se jus­ti­fi­ca pe­lo fa­to que o gran­de vo­lu­me de de­mis­sões em de­zem­bro foi re­vis­to, ou se­ja, mui­tos tra­ba­lha­do­res fo­ram re­a­lo­ca­dos. “Acre­di­to que hou­ve uma ava­li­a­ção por par­te dos em­pre­sá­ri­os de que não ha­ve­ria mui­ta de­man­da em ja­nei­ro, mo­ti­vos das de­mis­sões em de­zem­bro. A pre­vi­são do eco­no­mis­ta é que 2013 ter­mi­ne com cer­ca de 7 mil no­vos pos­tos de tra­ba­lho.

Con­tra­ta­da

A au­xi­li­ar de cos­tu­ra Raís­sa dos Santos Ga­lo, 20 anos, é uma das ma­rin­ga­en­ses em­pre­ga­das pe­la in­dús­tria em ja­nei­ro pas­sa­do. Ela foi con­tra­ta­da por uma con­fe­ção e es­tá sa­tis­fei­ta com a no­va si­tu­a­ção. “Tra­ba­lho des­de 2010, e meu pri­mei­ro emprego foi na mes­ma fun­ção. Já ten­tei tra­ba­lhar co­mo em­pa­co­ta­do­ra em um su­per­mer­ca­do, mas fi­quei só um dia. Gos­to do ra­mo, o am­bi­en­te é le­gal por­que tem mui­ta gen­te”, dis­se.

Ou­tro as­pec­to po­si­ti­vo vis­to por Raís­sa é que pa­ra ini­ci­ar a car­rei­ra no se­tor não foi pre­ci­so ex­pe­ri­ên­cia. “Apren­di tudo tra­ba­lhan­do. Des­sa vez es­tou ga­nhan­do o mai­or sa­lá­rio em car­tei­ra des­de que co­me­cei a tra­ba­lhar.”

Ra­fa­el Sil­va

A in­dús­tria foi o se­tor que re­gis­trou o mai­or sal­do de em­pre­gos for­mais em Ma­rin­gá no mês pas­sa­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.