No País, re­sul­ta­do fra­co

Se­to­res

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM - Célia Frou­fe Da Re­da­ção

Ape­sar da re­cu­pe­ra­ção em re­la­ção ao gran­de vo­lu­me de de­mis­sões tra­di­ci­o­nais em de­zem­bro, o mer­ca­do de tra­ba­lho co­me­çou 2013 en­fra­que­ci­do. O sal­do lí­qui­do de em­pre­gos for­mais ge­ra­dos em ja­nei­ro foi de 28.900, se­gun­do da­dos do Ca­ged di­vul­ga­dos on­tem pe­lo pe­lo Mi­nis­té­rio do Tra­ba­lho e Emprego. Tra­ta-se do de­sem­pe­nho mais bai­xo pa­ra o mês des­de 2009, quan­do hou­ve fe­cha­men­to de 101.748 va­gas

O re­sul­ta­do, de acor­do com o Ca­ged, é fru­to de ad­mis­sões de 1.794.272 em­pre­ga­dos com car­tei­ra as­si­na­da e des­li­ga­men­tos de 1.765.372 pes­so­as. O se­tor de co­mér­cio foi o prin­ci­pal res­pon­sá­vel pe­lo re­sul­ta­do ne­ga­ti- vo, com a de­mis­são de 67.458 fun­ci­o­ná­ri­os.

Os da­dos de ja­nei­ro de 2013 mos­tram uma que­da de 84% em re­la­ção ao mes­mo mês do ano pas­sa­do. No mes­mo pe­río­do de 2012, o re­sul­ta­do foi de 180.630, le­van­do-se em con­ta os da­dos ajus­ta­dos, ou se­ja, que já in­clu­em as in­for­ma­ções do mer­ca­do de tra­ba­lho for­mal en­vi­a­das pe­las em­pre­sas fo­ra do pra­zo.

Já na com­pa­ra­ção sem ajus­te, que con­si­de­ra o pri­mei­ro da­do di­vul­ga­do pe­lo MTE sem a com­pi­la­ção das in­for­ma­ções en­vi­a­das com atra­so pe­las em­pre­sas, foi cons­ta­ta­da uma que­da de 75,69% na ge­ra­ção de em­pre­gos com car­tei­ra em ja­nei­ro an­te ja­nei­ro de 2012, quan­do o sal­do foi de 118.895 pos­tos. Es­ta é a for­ma de com­pa­ra­ção de­fen­di­da pe­lo MTE. O co­mér­cio fe­chou as por­tas pa­ra o mer­ca­do de tra­ba­lho e dis­pen­sou 67.458 fun­ci­o­ná­ri­os a mais do que con­tra­tou no pri­mei­ro mês do ano. Na mes­ma di­re­ção, a agri­cul­tu­ra en­cer­rou 622 pos­tos. A in­dús­tria de trans­for­ma­ção, por sua vez, con­se­guiu sus­ten­tar a ge­ra­ção de em­pre­gos com car­tei­ra as­si­na­da no iní­cio de 2013, ao con­tra­tar 43.370 em­pre­ga­dos a mais do que de­mi­tiu.

A cons­tru­ção ci­vil tam­bém cri­ou 33.421 pos­tos em ja­nei­ro. Na mes­ma di­re­ção es­tá o se­tor de ser­vi­ços, com a cri­a­ção de 14.746. Va­le des­ta­car, po­rém, que es­sa ge­ra­ção de va­gas es­tá bem aquém do vo­lu­me al­can­ça­do no mes­mo mês de 2012. Na oca­sião, fo­ram cri­a­das 61.463 va­gas, sem ajus­tes, ou 85.613, com ajus­te.

re­da­cao@odi­a­rio.com As Agên­ci­as do Tra­ba­lha­dor de to­do o Es­ta­do têm dis­po­ní­veis mais de 19 mil va­gas de emprego. Na agên­cia de Cu­ri­ti­ba são 7 mil va­gas. Em Ma­rin­gá, a ofer­ta é de 1.037 opor­tu­ni­da­des. Des­se to­tal, 28 são des­ti­na­das a pes­so­as com de­fi­ci­ên­ci­as. Es­tão dis­po­ní­veis va­gas pa­ra vá­ri­os ní­veis de es­co­la­ri­da­de e ex­pe­ri­ên­cia.

Só pa­ra o car­go de au­xi­li­ar de pro­du­ção são 222 va­gas. Ou­tra car­rei­ra com gran­de de­man­da é a de mo­to­ris­ta car­re­tei­ro, com ofer­ta de 201 va­gas. Pa­ra ofi­ci­al de ser­vi­ços ge­rais são 141), sol­da­dor (71) e pre­pa­ra­dor de ali­men­tos (40).

Se­gun­do o se­cre­tá­rio do Tra­ba­lho, Emprego e Eco­no­mia So- li­dá­ria, Luiz Claudio Romanelli, nos úl­ti­mos 2 anos cer­ca de 234 mil tra­ba­lha­do­res con­se­gui­ram uma co­lo­ca­ção por meio da Agên­cia do Tra­ba­lha­dor. “Es­se é um im­por­tan­te ser­vi­ço que a Se­cre­ta­ria pres­ta, au­xi­li­an­do os em­pre­ga­do­res a en­con­tra­rem mão de obra e pos­si­bi­li­tan­do aos tra­ba­lha­do­res a in­ser­ção no mer­ca­do de tra­ba­lho”, afir­ma. A lis­ta com­ple­ta de va­gas, por agên­cia, po­de ser en­con­tra­da no si­te da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do do Tra­ba­lho, Emprego e Eco­no­mia So­li­dá­ria ( no me­nu Agên­cia do Tra­ba­lha­dor.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.