So­bre­vi­ven­tes

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ -

xão da dan­ça”, acre­di­ta. E é jus­ta­men­te a pai­xão é o que mo­ve a vin­da de pro­fis­si­o­nais de fo­ra co­mo Al­cân­ta­ra pa­ra o ite­ri­or. Mes­mo sem ca­chê, eles acei­tam os con­vi­tes. “Sou do ra­mo e sei a di­fi­cil­da­de que a cul­tu­ra hiphop en­fren­ta. Por is­so, in­cen­ti­vo tudo o que es­ti­ver ao meu al­can­ce”, afir­ma o co­reó­gra­fo. Com­pe­ti­ção O pon­to al­to do en­con­tro se­rá na par­te da tar­de e iní­cio da noi­te, das 14h às 20h, quan­do acon­te­cem os du­e­los de MC’s e as ba­ta­lhas de bre­ak, nas quais os com­pe­ti­do­res mos­tram seus dons. As ins­cri­ções cus­tam R$ 5 e se­rão fei­tas na ho­ra. To­dos os que se ins­cre­ve­rem pa­ra o con­fron­to de ri­mas te­rão a chan­ce de com­pe­tir. Já qu­em se ins­cre­ver na dis­pu­ta de mo­vi­men­tos, pas­sa­rá pri­mei­ro por uma se­le­ção. “Co­mo o nú­me­ro de pes­so­as in­te­res­sa­das em par­ti­ci­par da ba­ta­lha de bre­ak é mai­or, se­rá fei­ta uma fa­se eli­mi­na­tó­ria. No ano pas­sa­do, fo­ram 64 B. Boys. Pa­ra es­te ano, é aguar­da­do um nú­me­ro bem mai­or”, diz o or­ga­ni­za­dor Alis­son Oni­ro. Is­so, po­rém, não é mo­ti­vo pa­ra que os ini­ci­an­tes de­sis­tam de exi­bir su­as ha­bi­li­da­des. “Abri­mos as por­tas pa­ra to­dos, não é pre­ci­so ser es­pe­ci­a­lis­ta pa­ra se aven­tu­rar. Os que fi­cam de fo­ra da com­pe­ti­ção, ge­ral­men­te, for­mam ro­das de dan­ça”, diz.

Depois da eli­mi­na­tó­ria é fei­to um sor­teio e as cha­ves são mon­ta­das. Tan­to no du­e­lo de MC’s quan­to na ba­ta­lha de bre­ak, os com­pe­ti­do­res te­rão em mé­dia 30 se­gun­dos pa­ra man­dar seu re­ca­do. Em se­gui­da, o ri­val res­pon­de. Três rounds são o su­fi­ci­en­te pa­ra es­co­lhe­rem o ga­nha­dor da ro­da­da. O mes­tre de ce­rimô­nia re­a­pre­sen­ta os jo­ga­do­res, o pú­bli­co con­ta de 1 até 3 e os ju­ra­dos apon­tam o bra­ço pa­ra o ven­ce­dor. As­sim, é anun­ci­a­do o re­sul­ta­do. A pre­mi­a­ção pa­ra o pri­mei­ro lu­gar é to­do o di­nhei­ro ar­re­ca­da­do com as ins­cri­ções, um tro­féu sim­bó­li­co e brin­des dos pa­tro­ci­na­do­res.

Ava­li­an­do o ra­ci­o­cí­nio rá­pi­do e a cri­a­ti­vi­da­de dos ver­sos es­ta­rão o MC Ra­pa­du­ra, do Dis­tri­to Fe­de­ral e o cu­ri­ti­ba­no MC Ca­de­lis. A me­sa do jú­ri do bre­ak se­rá com­pos­ta por Ger­son do gru­po Afro Bre­ak-SP, Li­gei­ro do Nos­sa CrewSP e Ju­ni­nho do Dor Crew de Ma­rin­gá. Os prin­ci­pais cri­té­ri­os que se­rão ana­li­sa­dos, con­ta o ju­ra­do Ju­ni­nho, são o grau de di­fi­cul­da­de dos pas­sos, o rit­mo, a ino­va­ção, a ex­pres­são e a ati­tu­de. “Co­mo as mú­si­cas são ale­a­tó­ri­as a im­pro­vi­sa­ção tam­bém con­ta mui­to.” No dia, a tri­lha so­no­ra se­rá co­man- da­da pe­lo DJ West Cust, de Cas­ca­vel. O fa­to de um com­pe­ti­dor ser mais no­vo que ou­tro ou ser uma mu­lher não in­ter­fe­re na ho­ra de jul­gar. O per­fil dos par­ti­ci­pan­tes va­ria en­tre 8 até 40 anos de ida­de.

Den­tre to­das as ba­ta­lhas do B5, a mai­or de­las é a tra­va­da pe­los or­ga­ni­za­do­res. Pa­ra con­se­guir re­a­li­zar o even­to pe­ri­o­di­ca­men­te foi ne­ces­sá­rio mui­to su­or. “A di­fi­cul­da­de de en­con­trar pa­tro­cí­nio é gran­de e o que con­se­gui­mos é pou­co. A pre­fei­tu­ra não apoia, in­ves­te em es­por­te e es­que­ce da cul­tu­ra. Es­ta­mos na lu­ta pa­ra mos­trar que o pes­so­al da­qui tam­bém tem po­ten­ci­al”, desabafa o ide­a­li­za­dor Do­ri­val Fer­rei­ra.

Divulgação

O rap­per ce­a­ren­se Ra­pa­du­ra se­rá um dos ju­ra­dos no Du­e­lo de MC’s, depois vai ani­mar a noi­te com su­as ri­mas: Ba­ta­lha do Cin­cão é um dos prin­ci­pais even­tos que for­ta­le­cem as ex­pres­sões da ar­te ur­ba­na no Pa­ra­ná

Divulgação

Ivo An­cân­ta­ra: di­re­tor e co­reó­gra­fo do Che­mi­cal Funk vai mi­nis­trar as au­las da dan­ça la­gar­ti­xa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.