As­so­ci­a­ção x sin­di­ca­to x con­se­lho

En­ten­da as fun­ções de ca­da ór­gão, que tem pa­pel dis­tin­to, pa­ra sa­ber qual pro­cu­rar de acor­do com su­as ne­ces­si­da­des

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Da Re­da­ção

Nem to­do o pro­fis­si­o­nal tem co­nhe­ci­men­to das prin­ci­pais fun­ções de ca­da um dos or­ga­nis­mos da sua área, co­mo con­se­lhos, sin­di­ca­tos e as­so­ci­a­ções. Con­se­quen­te­men­te, po­de en­ga­nar-se no mo­men­to de bus­car aten­di­men­to e não pro­cu­rar o mais ade­qua­do pa­ra so­lu­ci­o­nar o seu pro­ble­ma. Sai­ba quais são as di­fe­ren­ças e as prin­ci­pais ati­vi­da­des de ca­da des­tas en­ti­da­de:

Con­se­lhos

Os con­se­lhos re­gi­o­nais fo­ram cri­a­dos pa­ra re­gu­lar, ori­en­tar e fis­ca­li­zar a ati­vi­da­de pro­fis­si­o­nal. São en­ti­da­des fis­ca­li­za­das pe­lo con­se­lho fe­de­ral, ór­gão hi­e­rar­qui­ca­men­te su­pe­ri­or: de­le ema­nam re­so­lu­ções pa­ra os re­gi­o­nais. Ca­be a ele jul­gar em grau de úl­ti­mo re­cur­so pro­ce­di­men­tos éti­cos e ad­mi­nis­tra­ti­vos. É res­pon­sá­vel pe­lo re­gis­tro e en­tre­ga das res­pec­ti­vas car­tei­ras pro­fis­si­o­nais e tam­bém de­fe­sa da so­ci­e­da­de sob a óti­ca do exer­cí­cio da pro­fis­são ape­nas por pro­fis­si­o­nais de­vi­da­men­te ha­bi­li­ta­dos. Po­de mul­tar e abrir pro­ces­so por exer­cí­cio ile­gal de pro­fis­são por par­te de tra­ba­lha­do­res não re­gis­tra­dos.

As­so­ci­a­ções

Pes­soa ju­rí­di­ca de di­rei­to pri­va­do, res­pon­sá­vel por con­gre­gar os pro­fis­si­o­nais de de­ter­mi­na­da área, vi­san­do atu­a­li­za­ção e apri­mo­ra­men­to pro­fis­si­o­nal, atra­vés da pro­mo­ção de even­tos, cur­sos, ven­das de pu­bli­ca­ções da área, cri­a­ção de gru­pos de tra­ba­lho por áre­as, en­tre ou­tras ações que tem co­mo ob­je­ti­vo au­xi­li­ar os pro­fis­si­o­nais e es­tu­dan­tes com ati­vi­da­des que agre­guem va­lor aos seus cur­rí­cu­los. Tam­bém ofe­re­cem apoio com fer­ra­men­tas de ges­tão que me­lho­rem a per­for­man­ce de su­as ati­vi­da­des. Atua na divulgação da pro­fis­são, vi­san­do abrir va­gas no mer­ca­do de tra­ba­lho, po­den­do dis­po­ni­bi­li­zar ban­cos de cur­rí­cu­los e di­vul­gar va­gas. Os pro­fis­si­o­nais se as­so­ci­am li­vre­men­te.

Sin­di­ca­tos

Os sin­di­ca­tos têm co­mo mis­são prin­ci­pal a lu­ta pe­la me­lho­ria das con­di­ções de tra­ba­lho e de vi­da, da re­mu­ne­ra­ção dos pro­fis­si­o­nais, das re­la­ções en­tre pro­pri­e­tá­ri­os de em­pre­sas pri­va­das, pú­bli­cas e co­la­bo­ra­do­res, e à de­fe­sa da clas­se, en­tre ou­tras ati­vi­da­des. Eles têm co­mo atri­bui­ção es­pe­cí­fi­ca ve­ri­fi­car jor­na­da ide­al de tra­ba­lho do pro­fis­si­o­nal, pi­so sa­la­ri­al, acor­dos anu­ais, fa­zen­do pre­va­le­cer to­dos os di­rei­tos tra­ba­lhis­tas ga­ran­ti­dos pe­la CLT. Os pro­fis­si­o­nais po­dem se as­so­ci­ar li­vre­men­te. Tem as prer­ro­ga­ti­vas de re­pre­sen­tan­te le­gal da ca­te­go­ria pe­ran­te os três ní­veis de go­ver­no e jun­to ao Poder Ju­di­ciá­rio. Tam­bém mi­nis­tra cur­sos de atu­a­li­za­ção e re­ci­cla­gem pro­fis­si­o­nal.

Divulgação

Os três ór­gãos vi­sam a so­ma de es­for­ços em de­fe­sa e va­lo­ri­za­ção da clas­se

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.