Cui­da­dos pa­ra não ser pe­go pe­lo ‘leão’

O Diario do Norte do Parana - - OPINIÃO -

Par­te de nos­sa ro­ti­na há mui­tos anos, a de­cla­ra­ção do Im­pos­to de Ren­da de Pes­soa Fí­si­ca (IRPF), mais uma vez, ba­te à nos­sa por­ta e pe­de nos­sa aten­ção. En­tre o pri­mei­ro dia de mar­ço e o úl­ti­mo de abril, to­dos aque­les que têm ren­di­men­tos tri­bu­tá­veis - o sa­lá­rio, por exem­plo - aci­ma de R$ 24.556,65 ao ano te­rão de aces­sar o por­tal da Re­cei­ta Fe­de­ral na internet e pre­en­cher o for­mu­lá­rio de de­cla­ra­ção. Por is­so, bra­si­lei­ros, adi­an­tem-se com o le­van­ta­men­to dos da­dos pa­ra que tudo não fi­que pa­ra a “úl­ti­ma ho­ra”.

É im­por­tan­te que to­dos es­te­jam aten­tos aos pra­zos e per­ce­bam que, as­sim co­mo nos dois úl­ti­mos anos, a Re­cei­ta Fe­de­ral se­gue re­ce­ben­do os for­mu­lá­ri­os di­gi­tal­men­te – em­bo­ra in­co­mum, tam­bém é pos­sí­vel en­tre­gar o for­mu­lá­rio em disquete nas agên­ci­as do Ban­co do Bra­sil e da Cai­xa Econô­mi­ca Fe­de­ral. Aos que des­cum­pri­rem as de­ter­mi­na­ções, um avi­so: qu­em não de­cla­rar du­ran­te os dois me­ses dis­po­ni­bi­li­za­dos pe­los ór­gãos res­pon­sá­veis, te­rá de pagar mul­ta de, pe­lo me­nos, R$ 165,74 pe­lo atra­so, com o va­lor po­den­do che­gar a 20% do im­pos­to de ren­da de­vi­do.

Ain­da pi­or que o atra­so, no en­tan­to, é de­cla­rar de for­ma er­ra­da. Co­mo já é sa­bi­do por to­dos, a res­ti­tui­ção do IR co­me­ça a ser li­be­ra­da em ju­nho, em lo­tes men­sais, e o con­tri­buin­te que se equi­vo­car ao pre­en­cher o for­mu­lá­rio de de­cla­ra­ção po­de cair na te­mi­da “ma­lha fi­na”, ten­do di­rei­to a re­ce­ber o di­nhei­ro res­ti­tuí­do ape­nas quan­do a si­tu­a­ção es­ti­ver re­gu­la­ri­za­da.

Pa­ra evi­tar im­pre­vis­tos, é fun­da­men­tal que uma sé­rie de cui­da­dos se­ja to­ma­da: é im­pres­cin­dí­vel que a pa­pe­la­da es­te­ja or­dem, com a se­pa­ra­ção do que é de­du­tí­vel no im­pos­to de ren­da, co­mo gas­tos com edu­ca­ção (es­co­las e cur­sos); saú­de (pla­nos de saú­de e con­sul­tas mé­di­cas, por exem­plo); con­tri­bui­ções pre­vi­den­ciá­ri­as; do­a­ções a en­ti­da­des e pa­ga­men­tos de pen­são ali­men­tí­cia – os com­pro­van­tes de to­das es­sas des­pe­sas de­vem es­tar guar­da­dos.

Com aten­ção ao pra­zo, a do­cu­men­ta­ção or­ga­ni­za­da e o aces­so à internet mais pró­xi­ma, o bra­si­lei­ro con­se­gui­rá cum­prir seu pa­pel, sem se com­pli­car em um pro­ce­di­men­to tão ro­ti­nei­ro. Ape­nas al­gu­mas ho­ras do dia já são su­fi­ci­en­tes pa­ra que fi­que­mos tran­qui­los com nos­sas obri­ga­ções com o IR, lon­ge de quais­quer sus­tos com o “Leão”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.