Par­ce­ria vai re­cu­pe­rar es­tra­da pa­ra es­co­ar a sa­fra de ca­na

Se­tor su­cro­al­co­o­lei­ro, Es­ta­do e mu­ni­cí­pi­os vão in­ves­tir R$ 296 mi, pa­ra re­cu­pe­rar uma ma­lha viá­ria de 3,3 mil quilô­me­tros, en­tre es­tra­das de ter­ra e ro­do­vi­as as­fal­ta­das

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Renato Oli­vei­ra

re­na­to­o­li­vei­ra@odi­a­rio.com O pro­je­to “Ca­mi­nhos al­ter­na­ti­vos do agronegócio pa­ra­na­en­se”, de­sen­vol­vi­do em par­ce­ria en­tre a As­so­ci­a­ção de Pro­du­to­res de Bi­o­e­ner­gia do Es­ta­do do Pa­ra­ná (Al­co­par) e o go­ver­no do Es­ta­do, se­rá lan­ça­do na pró­xi­ma sex­ta-fei­ra, com o ob­je­ti­vo de re­cu­pe­rar e con­ser­var es­tra­das de ter­ra e ro­do­vi­as as­fal­ta­das do nor­te e no­ro­es­te do Pa­ra­ná, pa­ra dei­xar a in­fra­es­tru­tu­ra viá­ria em con­di­ções de tra­fe­ga­bi­li­da­de, pa­ra o es­co­a­men­to da sa­fra de ca­na-de-açú­car 2013/14.

A Al­co­par cal­cu­la que a pro­du­ção de ca­na-de-açú­car, no Pa­ra­ná, al­can­ce 39,7 mi­lhões de to­ne­la­das, no ci­clo a ser ini­ci­a­do nes­ta se­ma­na. A re­gião Cen­tro-Sul de­ve co­lher 590 mi­lhões de to­ne­la­das.

A se­de do pro­gra­ma, nes­ta edi­ção, se­rá a usi­na Re­nu­ka Va­le do Ivaí, em São Pe­dro do Ivaí (a 84 quilô­me­tros de Ma­rin­gá), que co­me­çou a co­lhei­ta da sa­fra no dia vin­te des­te mês. A pre­vi­são é a de que a uni­da­de pro­ces­se 2,7 mi­lhões de to­ne­la­das de ca­na, pa­ra a pro­du­ção de 239,9 mil to­ne­la­das de açú­car e 57,5 mi­lhões de li­tros de eta­nol.

De acor­do com o su­pe­rin­ten­den­te da Al­co­par, José Adri­a­no da Sil­va Di­as, o in­ves­ti­men­to pre­vis­to vai reu­nir re­cur­sos da or­dem de R$ 296 mi­lhões pa­ra re­cu­pe­rar uma ma­lha viá­ria de 3,3 mil quilô­me­tros. Ele ex­pli­ca que o go­ver­no do Es­ta­do ofe­re­ce­rá os re- cur­sos e o ma­qui­ná­rio, en­quan­to as pre­fei­tu­ras vão ce­der mão de obra e com­bus­tí­vel.

“A mai­or par­te das es­tra­das mu­ni­ci­pais e al­gu­mas es­ta­du­ais fo­ram cons­truí­das há mais de trin­ta anos no go­ver­no do Jai­me Ca­net Jú­ni­or, en­tre 1975 e 1979. Era um as­fal­to frá­gil, que es­co­a­va a pro­du­ção agrí­co­la em ca­mi­nhões de oi­to to­ne­la­das. A in­ten­si­da­de de trá­fe­go e o ta­ma­nho das car­gas cres­ce­ram, mas as vi­as não acom­pa­nha­ram”, ilus­tra.

José Adri­a­no acres­cen­ta que o pro­gra­ma vai re­for­çar es­tra­das al­ter­na­ti­vas de ter­ra com cas­ca­lho e abrir as vi­as pa­ra que com­por­tem dois ca­mi­nhões ao mes­mo tem­po. “Ela­bo­ra­mos um sis­te­ma de lo­gís­ti­ca nas es­tra­das de ter­ra pa­ra de­sa­fo­gar as ro­do­vi­as pa­vi­men­ta­das”, co­men­ta.

Mu­ni­cí­pi­os

Se­gun­do a pre­fei­ta de São Pe­dro do Ivaí, Maria Re­gi­na Del­la Ro­sa Ma­gri (DEM), a usi­na Re­nu­ka re­for­ma, anu­al­men­te, a es­tra­da de ter­ra Sa­ke­ta, uti­li­za­da pa­ra o es­co­a­men­to da pro­du­ção.

“Te­mos um ou­tro pro­je­to, que ain­da es­tá em fa­se ini­ci­al de es­tu­dos, de fa­zer um con­tor­no pa­ra que o trá­fe­go de ca­mi­nhões não pas­se por den­tro da ci­da­de. O flu­xo de­te­ri­o­ra o as­fal­to do mu­ni­cí­pio e o con­tor­no re­sol­ve­ria o pro­ble­ma”, in­for­ma Re­gi­na.

De acor­do com o pre­fei­to de As­tor­ga (a cin­quen­ta quilô­me­tros de Ma­rin­gá), Ar­qui­me­des Zi­rol­do, o Be­ga (PTB), exis­te uma par­ce­ria en­tre o mu­ni­cí­pio e a em­pre­sa que pro­ces­sa ca­na-de-açú­car e a trans­for­ma em ál­co­ol, na re­gião, que vi­sa a man­ter as es­tra­das em bo­as con­di­ções­de­trá­fe­go.

Pa­ra ele, ou­tras ati­vi­da­des co­mo a pe­cuá­ria, es­co­a­men­to de grãos co­mo so­ja e mi­lho e trans­por­te es­co­lar de jo­vens da zo­na rural são be­ne­fi­ci­a­das com a re­for­ma das vi­as ru­rais. “A em­pre­sa e o poder pú­bli­co têm ob­je­ti­vos co­muns e, is­so, fa­ci­li­ta na ho­ra de to­mar ações em es­fe­ra lo­cal”, de­cla­ra.

Dou­glas Mar­çal

O pro­je­to de­no­mi­na­do “Ca­mi­nhos al­ter­na­ti­vos do agronegócio pa­ra­na­en­se” vai dei­xar a in­fra­es­tru­tu­ra viá­ria em con­di­ções de tra­fe­ga­bi­li­da­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.