Taikôs di­tam rit­mo e his­tó­ria

O Diario do Norte do Parana - - ESPECIAL -

Um dos sons mais vi­bran­tes da festa vem dos vi­go­ro­sos tam­bo­res ja­po­ne­ses, os taikôs. Du­ran­te o Fes­ti­val Ni­po Bra­si­lei­ro da Ace­ma, cri­an­ças e jo­vens de 8 a 25 anos que fa­zem par­te do grupo da as­so­ci­a­ção, dão vi­da a uma das mais an­ti­gas tra­di­ções de seus an­te­pas­sa­dos.

O taikô é um ins­tru­men­to de per­cus­são ja­po­ne­sa cu­jas ori­gens re­mon­tam há dois mil anos. Du­ran­te a tra­je­tó­ria do país, ser­viu para di­ver­sos fins e fi­cou co­nhe­ci­men­to es­pe­ci­al­men­te por re­gis­tros do Ja­pão Feu­dal, que uti­li­zou o ins­tru­men­to com pro­pó­si­tos mi­li­ta­res. En­tre­tan­to, os tam­bo­res tam­bém po­dem ser usa­dos na cul­tu­ra ja­po­ne­sa com fun­ções re­li­gi­o­sas e ar­tís­ti­cas.

Na Ace­ma, es­sa tra­di­ção fez nas­cer o grupo de tam­bor ja­po­nês Wa­ka­dai­ko em 1999. Os mem­bros do grupo apren­dem tu­do so­bre a tra­di­ção. Par­te do fas­cí­nio dos jo­vens vem des­sa li­ga­ção com o pas­sa­do. Con­ta a his­tó­ria que os ja­po­ne­ses uti­li­za­vam o som do tam­bor para de­mar­ca­ção de ter­ri­tó­rio – a de­li­mi­ta­ção era fei­ta até on­de o som al­can­ça­va, quan­to mais po­ten­te, mai­or o es­pa­ço. O ins­tru­men­to foi en­tão in­cor­po­ra­do às ba­ta­lhas, para man­ter o rit­mo dos sol­da­dos. No pós-guer­ra foi in­cor­po­ra­do nas tra­di­ções de fes­tas e dan­ças.

“O taikô re­pre­sen­ta uma ex- pres­são de for­ça e vi­gor, de­mons­tran­do apre­ço”, con­ta Cláudio Ichi­ba, co­or­de­na­dor do grupo Wa­dai­ko. Ele ex­pli­ca que nos en­sai­os tam­bém são re­pas­sa­dos va­lo­res da cul­tu­ra nipô­ni­ca, co­mo dis­ci­pli­na, or­ga­ni­za­ção e união. São 32 pes­so­as que in­te­gram o Wa­ka­dai­ko, que é a jun­ção de du­as pa­la­vras ja­po­ne­sas que re­pre­sen­tam “jo­vem” e “tam­bor”.

Em­bo­ra cri­a­do para pre­ser­var a cul­tu­ra ori­en­tal en­tre os jo­vens, não é ne­ces­sá­rio ser des­cen­den­te de ja­po­nês para par­ti­ci­par – o úni­co re­qui­si­to é que o in­te­res­sa­do se­ja as­so­ci­a­do da Ace­ma. Du­ran­te o 24º fes­ti­val Ni­po Bra­si­lei­ro, o grupo se apre­sen­ta­rá no pal­co cul­tu­ral em três oca­siões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.