Go­ver­no vê ris­co de vi­o­lên­cia

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM -

O go­ver­no fe­de­ral de­tec­tou por meio de mo­ni­to­ra­men­to das re­des so­ci­ais ame­a­ças de radicalização por par­te de gru­pos co­mo o “Black Bloc” nas ma­ni­fes­ta­ções de rua pre­vis­tas para o 7 de Setembro. Se­gun­do o es­tu­do, há ris­co de atos de vi­o­lên­cia pe­la ma­nhã no des­fi­le mi­li­tar da Esplanada dos Mi­nis­té­ri­os, que te­rá a pre­sen­ça da pre­si­den­te Dil­ma Rous­seff, e no jo­go en­tre Bra­sil e Aus­trá­lia, que se­rá re­a­li­za­do no es­tá­dio Ma­né Gar­rin­cha, às 16h15.

O go­ver­no tam­bém re­ce­beu aler­ta de protestos vi­o­len­tos no Rio Ja­nei­ro. Apos­tan­do no que cha­ma de o “mai­or pro­tes­to da his­tó­ria do Bra­sil”, o Anony­mous --for­ma­do por pes­so­as que se iden­ti­fi­cam por meio de ape­li­dos e usam más­ca­ras si­mi­la­res à do fil­me “V de Vin­gan­ça”-- pro­me­te ma­ni­fes­ta­ções em 140 ci­da­des.

Na pau­ta de rei­vin­di­ca­ções, o fim do vo­to obri­ga­tó­rio, a saí­da de Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL) da pre­si­dên­cia do Se­na­do e a pri­são ime­di­a­ta dos con­de­na­dos no men­sa­lão.

Re­a­ção

Para se con­tra­por às ma­ni­fes­ta­ções do grupo Anony­mous, di­ri­gen­tes do PT con­vo­cam a mi­li­tân­cia do par­ti­do para sair às ru­as no sá­ba­do. Em ví­deo pu­bli­ca­do na in­ter­net, o di­ri­gen­te na­ci­o­nal Val­ter Po­mar cha­mou de “grupo de tor­tu­ra­do­res apo­sen­ta­dos, vi­van­dei­ras, viú­vas da di­ta­du­ra, di­rei­tis­tas em ge­ral” os or­ga­ni­za­do­res dos protestos e ori­en­tou os pe­tis­tas a da­rem res­pos­ta “for­te e cla­ra”.

“Te­mos que ir às ru­as par­ti­ci­par dos des­fi­les, das co­me­mo­ra­ções, das ati­vi­da­des des­se dia apre­sen­tan­do com cla­re­za nos­sas ban­dei­ras, nos­sas pro­pos­tas e de­fen­den­do a de­mo­cra­cia, os di­rei­tos so­ci­ais e a so­be­ra­nia que fo­ram con­quis­ta­das por nós, con­tra eles”, dis­se Po­mar. Os atos de van­da­lis­mo du­ran­te as ma­ni­fes­ta­ções de ju­nho fi­ze­ram com que a pre­si­den­te Dil­ma Rous­seff au­to­ri­zas­se se­gu­ran­ça re­for­ça­da para o des­fi­le de 7 de Setembro, na ca­pi­tal do País.

Na se­ma­na pas­sa­da, Dil­ma co­or­de­nou pes­so­al­men­te uma reu­nião para tra­tar dos de­ta­lhes da se­gu­ran­ça e do des­fi­le. Ape­sar de re­for­ça­do, há um es­for­ço do Pla­nal­to para que o apa­ra­to or­ga­ni- za­do para a ce­le­bra­ção não se­ja os­ten­si­vo a pon­to de as­sus­tar fre­quen­ta­do­res ou de­mons­trar “pa­ra­noia”, se­gun­do um au­xi­li­ar.

O ser­vi­ço de in­te­li­gên­cia do go­ver­no re­co­men­dou o au­men­to na se­gu­ran­ça, mas con­si­de­ra não ha­ver mo­ti­vos para alar­de. A de­ci­são da Câ­ma­ra de não cas­sar na se­ma­na pas­sa­do o de­pu­ta­do fe­de­ral con­de­na­do Na­tan Do­na­don (ex-PMDB-RO), po­rém, é ti­da co­mo ele­men­to ca­paz de es­ti­mu­lar os protestos de rua. As­ses­so­res da pre­si­den­te con­si­de­ram que não há in­di­ca­ção de atos an­tiDil­ma. A es­tra­té­gia da se­gu­ran­ça do Pla­nal­to para o des­fi­le in­cluiu tam­bém o au­men­to no nú­me­ro de con­vi­da­dos da Pre­si­dên­cia, evi­tan­do que ma­ni­fes­tan­tes che­guem pró­xi­mo à pre­si­den­te. “Te­mos in­for­ma­ções de protestos sen­do con­vo­ca­dos em ou­tros mu­ni­cí­pi­os do Es­ta­do”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.