De­pu­ta­dos apro­vam fim do vo­to se­cre­to

De­ci­são é vá­li­da para to­das as vo­ta­ções no Con­gres­so Na­ci­o­nal, as­sem­blei­as le­gis­la­ti­vas e câ­ma­ras mu­ni­ci­pais; pro­pos­ta se­gue para apre­ci­a­ção do Se­na­do

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Breno Cos­ta

Em uma res­pos­ta po­li­ti­ca­men­te cal­cu­la­da ao da­no de ima­gem pro­vo­ca­do pe­la ma­nu­ten­ção do man­da­to do de­pu­ta­do Na­tan Do­na­don (sem par­ti­doRO), a Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos apro­vou, on­tem à noi­te, o fim com­ple­to do vo­to se­cre­to no Con­gres­so Na­ci­o­nal.

A pro­pos­ta es­ta­va en­ga­ve­ta­da ha­via se­te anos, de­pois de ter si­do apro­va­da em pri­mei­ro tur­no em cin­co de setembro de 2006.

O si­gi­lo do vo­to é vis­to, pe­los pró­pri­os par­la­men­ta­res, co­mo cau­sa do re­sul­ta­do fa­vo­rá­vel a Na­tan Do­na­don, pre­so des­de ju­nho, con­de­na­do por des­vio de di­nhei­ro público.

A de­ci­são, que tam­bém se apli­ca a as­sem­blei­as le­gis­la­ti­vas e câ­ma­ras mu­ni­ci­pais, atin­ge vo­ta­ções de cas­sa­ções de man­da­tos e aná­li­ses de ve­tos pre­si­den­ci­ais, en­tre ou­tros pon­tos hoje vo­ta­dos de for­ma si­gi­lo­sa.

A vo­ta­ção em ple­ná­rio con­tou com fol­ga­da mai­o­ria, após acor­do de lí­de­res pe­la apro­va­ção do tex­to. Fo­ram 452 vo­tos a fa­vor. En­tre eles, o do de­pu­ta­do Pe­dro Henry (PP-MT), con­de­na­do no pro­ces­so do men­sa­lão e que po­de­rá pas­sar por pro­ces­so de cas­sa­ção na Ca­sa. Os de­mais de­pu­ta­dos con­de­na­dos no es­cân­da­lo, João Pau­lo Cu­nha (PT-SP), Jo­sé Ge­noí­no (PT-SP) e Val­de­mar Cos­ta Ne­to (PR-SP), não vo­ta­ram. Ge­noí­no está em li­cen­ça mé­di­ca.

A pro­pos­ta, con­tu­do, ain­da te­rá de pas­sar pe­lo Se­na­do an­tes de en­trar em vi­gor.

No en­tan­to, o efei­to po­de ser exa­ta­men­te o con­trá­rio do de­cla­ra­do pe­los de­pu­ta­dos, em dois fa­to­res: ve­lo­ci­da­de e con­teú­do.

A pro­pos­ta apro­va­da hoje é a PEC 349, apre­sen­ta­da em 2001 pe­lo ex-de­pu­ta­do Luiz Antônio Fleury (PTB-SP).

Des­de 2006, aguar­da­va ser pau­ta­da pe­la pre­si­dên­cia da Câ­ma­ra para ser vo­ta­da em se­gun­do tur­no. Com a fal­ta de con­sen­so so­bre o te­ma, a pro­pos­ta foi aban­do­na­da. So­men­te on­tem, sua “res­sur­rei­ção” foi dis- “É uma con­tin­gên­cia pe­lo ‘de­sas­tre’ pro­vo­ca­do pe­la ma­nu­ten­ção do man­da­to do de­pu­ta­do Na­tan Do­na­don” cu­ti­da po­li­ti­ca­men­te na Câ­ma­ra. A de­ci­são de co­lo­cá-la em vo­ta­ção foi anun­ci­a­da pe­la ma­nhã pe­lo pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Hen­ri­que Eduardo Al­ves (PMDB-RN), e ra­ti­fi­ca­da pe­los lí­de­res par­ti­dá­ri­os no iní­cio da tar­de.

Com a apro­va­ção, a PEC vai para o Se­na­do, on­de te­rá de tra­mi­tar por cer­ca de dois me­ses até po­der ser ra­ti­fi­ca­da pe­los se­na- do­res e pro­mul­ga­da - isso em um ce­ná­rio de ple­no acor­do e von­ta­de po­lí­ti­ca.

No en­tan­to, há uma ou­tra pro­pos­ta, a PEC 196, que tam­bém aca­ba com o vo­to se­cre­to, mas ape­nas para cas­sa­ções de man­da­tos. Sua van­ta­gem é que ela já foi apro­va­da no Se­na­do e ago­ra tra­mi­ta em uma co­mis­são es­pe­ci­al da Câ­ma­ra. Se­gun­do o pró- prio pre­si­den­te da Câ­ma­ra, po­de­ria ir a ple­ná­rio em du­as se­ma­nas, sen­do de­fi­ni­ti­va­men­te apro­va­da até o iní­cio de ou­tu­bro.

Quem de­se­nha o ce­ná­rio pro­vá­vel di­an­te da apro­va­ção da PEC 349 é o líder do PMDB, Eduardo Cu­nha (RJ). “Se eu já vo­tei vo­to aber­to para tu­do, eu não vou vo­tar uma se­gun­da. É re­dun­dan­te. É con­tra­di­tó­rio”, afir­mou.

Val­ter Campanato/abr

Du­ran­te a vo­ta­ção, a fren­te par­la­men­tar fez ma­ni­fes­ta­ção pe­la apro­va­ção da PEC do Vo­to Aber­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.