Trân­si­to na saí­da da UEM exi­ge pa­ci­ên­cia

Rua De­pu­ta­do Ar­di­nal Ribas fi­ca con­ges­ti­o­na­da diariamente nos ho­rá­ri­os de pi­co com o flu­xo das ru­as 10 de Maio e São Jo­sé so­ma­dos à saí­da da uni­ver­si­da­de

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Mu­ri­lo Gat­ti

mgat­ti@odi­a­rio.com “Coi­ta­do dos mo­ra­do­res que não têm ou­tra al­ter­na­ti­va viá­ria”, afir­ma a es­tu­dan­te do me­tra­do de Psi­co­lo­gia da Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Ma­rin­gá (UEM) Car­la Mon­tei­ro. Ela se acos­tu­mou com a di­fi­cul­da­de em tra­fe­gar pe­la Rua De­pu­ta­do Ar­di­nal Ribas, nos ho­rá­ri­os de pi­co. “Já pas­sei a con­tar com o atra­so. No fi­nal da ma­nhã e no fi­nal da tar­de é sem­pre as­sim”, re­la­ta, en­quan­to aguar­da a opor­tu­ni­da­de de ga­nhar a Ave­ni­da Co­lom­bo e se­guir para a Vi­la San­to Antônio, on­de mo­ra. “Aqui é bem com­pli­ca­do mes­mo”, afir­ma o au­xi­li­ar de es­cri­tó­rio Lu­cas Domingues, que foi bus­car a na­mo­ra­da na UEM no fi­nal da tar­de de on­tem e aguar­da­va na fi­la, ain­da dentro do cam­pus. “É to­do dia as­sim”, re­for­ça a es­tu­dan­te de en­fer­ma­gem Joi­se Mar­ch.

Pro­ble­ma co­mum que tem exi­gi­do pa­ci­ên­cia de to­dos os mo­to­ris­tas que dei­xam a uni­ver­si­da­de pe­la Ar­di­nal Ribas - via que dá aces­so à Ave­ni­da Her­val - e que re­ce­be o flu­xo de veí­cu­los das ru­as 10 de Maio e São Jo­sé. “Um ca­os”, co­mo con­si­de­rou o pro­fes­sor apo­sen­ta­do da re­de es­ta­du­al,Ja­van de Oli­vei­ra Ken­drick.

“As fi­las de veí­cu­los co­me­çam 300 me­tros an­tes dos poucos por- “Já pas­sei a con­tar com o atra­so. No fi­nal da ma­nhã e no co­me­ço da tar­de é sem­pre as­sim (o trân­si­to)” tões. A ca­da dia o ca­os au­men­ta e nin­guém to­ma pro­vi­dên­cia”, re­cla­ma. Para ele, o pro­ble­ma é a au­sên­cia de mais por­tões de aces­so ao cam­pus, pois na ho­ra de sair da uni­ver­si­da­de, exis­tem ape­nas du­as op­ções, além da Ar­di­nal Ribas. Uma al­ter­na­ti­va, tam­bém con­ges­ti­o­na­da em ho­rá­ri­os de pi­co é pe­la Vi­la Es­pe­ran­ça. A ou­tra op­ção, on­de o trá­fe­go flui um pou­co me­lhor é pe­la Rua Ita­mar Or­lan­do Soares.

Para o es­tu­dan­te de Ge­o­gra­fia, Eduardo Simões, adep­to da bi­ci­cle­ta, o pro­ble­ma é que o nú­me­ro de car­ros é ca­da vez mai­or. “Po­de re­pa­rar, a mai­o­ria dos car­ros le­va ape­nas uma pes­soa. O pro­ble­ma da mo­bi­li­da­de só vai se re­sol­ver a lon­go pra­zo, com o in­cen­ti­vo a mo­dais al­ter­na­ti­vos co­mo o ôni­bus e a bi­ci­cle­ta”, diz.

Ricardo Lo­pes

Fi­las de veí­cu­los são ca­da dia mai­o­res dentro e no en­tor­no da UEM pe­la ma­nhã e ao fi­nal da tar­de

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.