Lei am­plia be­ne­fí­ci­os para pe­que­nos em­pre­sá­ri­os

O Diario do Norte do Parana - - REGIÃO - Luiz de Car­va­lho, com Agên­cia

car­va­lho@odi­a­rio.com A Lei Ge­ral da Mi­cro e Pe­que­na Empresa Es­ta­du­al, que aca­ba de ser apro­va­da pe­la As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va do Pa­ra­ná, de­ve­rá ser san­ci­o­na­da pe­lo go­ver­na­dor Be­to Ri­cha (PSDB) no pró­xi­mo dia 27, du­ran­te o En­con­tro Na­ci­o­nal da Mi­cro e Pe­que­na Empresa, a ser re­a­li­za­do em Curitiba. A no­va lei ga­ran­te uma sé­rie de be­ne­fí­ci­os para pe­que­nos em­pre­en­de­do­res, co­mo li­nhas de cré­di­to es­pe­ci­ais, com ju­ros re­du­zi­dos, e tra­ta­men­to di­fe­ren­ci­a­do em com­pras pú­bli­cas.

O pro­je­to, apro­va­do pe­los de­pu­ta­dos es­ta­du­ais, foi en­ca­mi­nha­do ao Le­gis­la­ti­vo pe­lo go­ver­na­dor, de­pois de qua­se qu­a­tro anos de de­ba­tes por um fó­rum per­ma­nen­te, for­ma­do por em­pre­sá­ri­os pa­ra­na­en­ses. De acor­do com o pre­si­den­te da Con­fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal das Mi­cro e Pe­que­nas Em­pre­sas e Em­pre­en­de­do­res In­di­vi­du­ais (Co­nam­pe), o ma­rin­ga­en­se Er­cí­lio San­ti­no­ni, que par­ti­ci­pou da ela­bo­ra­ção do pro­je­to, “a Lei fi­cou tão boa, tão de acor­do com a ex­pec­ta­ti­va do em­pre­sa­ri­a­do e do pró­prio go­ver­no, que hoje vá­ri­os Es­ta­dos bra­si­lei­ros so­li­ci­tam có­pi­as para apro­va­rem leis se­me­lhan­tes”.

O Pa­ra­ná é um dos pri­mei­ros Es­ta­dos a con­tar com uma lei ge­ral que in­cen­ti­va a for­ma­ção de co­o­pe­ra­ti­vas e a ex­por­ta­ção, além de ga­ran­tir a isen­ções de ta­xas, emo­lu­men­tos e ou­tras cus­tas co­bra­das pe­los ór­gãos e en­ti­da­des li­ga­das ao go­ver­no, nos ca­sos de aber­tu­ra, ins­cri­ção, re­gis­tro, al­va­rá, li­cen­ça, al­te­ra­ções ca­das­trais e bai­xas para mi­cro­em­pre­sas e em­pre­sas de pe­que­no por­te. “Lo­go, be­ne­fí­ci­os se­me­lhan­tes aos que os mi­cros e pe­que­nos em­pre­sá­ri­os pa­ra­na­en­ses ga­nha­ram se­rão co­muns em to­do o Bra­sil”, des­ta­ca San­ti­no­ni. A Co­nam­pe ori­en­ta as uni­da­des de­la nos Es­ta­dos na ela­bo- ra­ção dos pro­je­tos.

“O pe­que­no em­pre­sá­rio é o mo­tor da eco­no­mia e pre­ci­sa de to­da a aten­ção do Es­ta­do”, ava­lia o se­cre­tá­rio da Fa­zen­da, Luiz Car­los Hauly, que foi re­la­tor da Lei Ge­ral das Mi­cro e Pe­que­nas Em­pre­sas, no âm­bi­to fe­de­ral. “A no­va lei es­ta­du­al de­ve es­ti­mu­lar os pre­fei­tos a apro­var le­gis­la­ções lo­cais de apoio aos pe­que­nos em­pre­en­de­do­res”, ava­lia.

O se­cre­tá­rio da In­dús­tria, do Co­mér­cio e As­sun­tos do Mer­co­sul, Ricardo Bar­ros, lem­bra que o Pa­ra­ná ofe­re­ce o me­lhor tra­ta­men­to tri­bu­tá­rio para o se­tor no País, con­for­me ava­li­a­ção do Se­brae, e a no­va lei traz ain­da mais be­ne­fí­ci­os aos mi­cro e pe­que­nos em­pre­sá­ri­os.

Hoje, o Es­ta­do con­ce­de isen­ção do Im­pos­to so­bre Cir­cu­la­ção de Mer­ca­do­ri­as e Pres­ta­ção de Ser­vi­ços (ICMS) para fa­tu­ra­men­to anu­al até R$ 360 mil, o que re­pre­sen­ta 85% das em­pre­sas e apro­xi­ma­da­men­te R$ 1,2 bi­lhão de ar­re­ca­da­ção. Para aque­las que ar­re­ca­dam até R$ 3,6 mi­lhões, o tri­bu­to fi­ca pe­la me­ta­de.

Um dos pon­tos im­por­tan­tes da no­va lei, se­gun­do San­ti­no­ni, é a isen­ção de tri­bu­tos, uma rei­vin­di­ca­ção an­ti­ga do em­pre­sa­ri­a­do. Des­de o go­ver­no pas­sa­do, foi bai­xa­do um de­cre­to pro­por­ci­o­nan­do al­gu­mas isen­ções e o go­ver­no Ri­cha re­no­vou o de­cre­to por con­si­de­rá-lo es­sen­ci­al para a so­bre­vi­vên­cia dos pe­que­nos. “Ago­ra, é lei e mes­mo que mu­de o go­ver­no as em­pre­sas não fi­ca­rão mais na de­pen­dên­cia da boa von­ta­de de go­ver­nan­tes. Ago­ra, é para sem­pre”, co­me­mo­ra. Para o líder em­pre­sa­ri­al, “de­mo­rou para ocor­rer a vo­ta­ção; foi um tra­ba­lho exaus­ti­vo, mas saiu uma lei que aten­de às ex­pec­ta­ti­vas de to­das as en­ti­da­des de re­pre­sen­ta­ção em­pre­sa­ri­al”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.