Protestos são re­to­ma­dos no Se­te de Setembro

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Rú­bia Pi­men­ta

ru­bia@odi­a­rio.com Mo­bi­li­za­dos, por meio da in­ter­net, mi­lha­res de bra­si­lei­ros se or­ga­ni­zam para to­mar as ru­as nes­te sá­ba­do, em um mo­vi­men­to ba­ti­za­do de “Ope­ra­ção Se­te de Setembro”. Em Ma­rin­gá, dois gru­pos, no Fa­ce­bo­ok, con­vo­cam protestos para as 14 ho­ras, na Pra­ça Se­te de Setembro, mais co­nhe­ci­da co­mo Pra­ça do Pe­la­dão. Mais de 2.700 pes­so­as con­fir­ma­ram pre­sen­ça.

Os protestos de­vem ocor­rer em to­do o Bra­sil. No Pa­ra­ná, ou­tras dez ma­ni­fes­ta­ções es­tão pro­gra­ma­das para Curitiba, Cas­ca­vel, Foz do Igua­çu, Gu­a­ra­pu­a­va, Lon­dri­na, Pa­ra­na­guá, Pi­nhão, San­ta Te­re­za do Oes­te, São Jo­sé dos Pi­nhais e To­le­do.

A ex­pec­ta­ti­va dos or­ga­ni­za­do­res é que os protestos se­jam in­ten­sos em fun­ção da ati­tu­de da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos de li­vrar da cas­sa­ção Na­tan Do­na­don (sem par­ti­do-RO), que está de­ti­do, após ser con­de­na­do pe­lo Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) a 13 anos de pri­são por des­vio de di­nhei­ro. “Os de­pu­ta­dos de­ram um mo­ti­vo for­te para que as pes­so­as se re­vol­tem e to­mem as ru­as no­va­men­te. Está cla­ro que eles não es­tão re­pre­sen­tan­do o po­vo, e sim seus pró­pri­os in­te­res­ses”, fa­la um dos or­ga­ni­za­do­res da pas­se­a­ta em Ma­rin­gá, o pro­fes­sor uni­ver­si­tá­rio Car­los Si­ca.

A ori­en­ta­ção dos gru­pos, na in­ter­net, é de que as ma­ni­fes­ta­ções se­jam pa­cí­fi­cas e su­pra­par­ti­dá­ri­as (sem li­ga­ção com par­ti­dos po­lí­ti­cos). “Nos­so fo­co é pro­tes­tar con­tra a cor­rup­ção, de for­ma or­dei­ra e sem van­da­lis­mo”, res­sal­ta Si­ca.

O me­do, no en­tan­to, co­lo­ca em aler­ta al­gu­mas ci­da­des. Em Pal­mas, no sul do Pa­ra­ná, o des­fi­le cí­vi­co-mi­li­tar foi can­ce­la­do, por cau­sa dos ris­cos com protestos du­ran­te o even­to.

Em Ma­rin­gá, os re­pre­sen­tan­tes do mo­vi­men­to Black Bloc con­fir­ma­ram pre­sen­ça no pro­tes­to. O grupo an­ti­ca­pi­ta­lis­ta, que tem in­te­gran­tes em to­do o mun­do, ga­nhou re­per­cus­são por ata­car, du­ran­te os protestos, fa­cha­das de gran­des em­pre­sas, co­mo ban­cos e mul­ti­na­ci­o­nais, e en­tra­rem em con­fli­to com po­li­ci­ais.

5

Em ma­ni­fes­to na in­ter­net, o grupo Black Bloc re­for­ça que não são hos­tis, e só ata­cam po­li­ci­ais quan­do são in­ci­ta­dos, no en­tan­to, acre­di­tam que a me­lhor ma­nei­ra de atin­gir as gran­des em­pre­sas, que con­si­de­ram cor­rup­tas, se­ja cau­sar-lhes pre­juí­zos fi­nan­cei­ros.

A Po­lí­cia Mi­li­tar de Ma­rin­gá está ci­en­te das ma­ni­fes­ta­ções, mas acre­di­ta que o pro­tes­to se­rá tran­qui­lo. “Não ha­ve­rá cen­su­ra, pois sa­be­mos que se tra­ta de um di­rei­to le­gí­ti­mo. Man­te­re­mos o po­li­ci­a­men­to os­ten­si­vo lon­ge das mas­sas, para evi­tar con­fron­tos, e atu­a­re­mos tam­bém com nos­so se­tor de in­te­li­gên­cia, para pre­ve­nir o van­da­lis­mo e a vi­o­lên­cia”, ex­pli­ca o res­pon­sá­vel pe­la co­mu­ni­ca­ção do 4º Ba­ta­lhão da Po­lí­cia Mi­li­tar, te­nen­te Cláudio Rocha.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.