Cor­ri­da de rua ga­nha fô­le­go en­tre ma­rin­ga­en­ses

A ca­da dia a prá­ti­ca ga­nha no­vos adep­tos; an­tes de ini­ci­ar, no en­tan­to, é pre­ci­so fa­zer uma bateria de exa­mes e, du­ran­te, ter o acom­pa­nha­men­to pro­fis­si­o­nal

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Car­la Gu­e­des

car­la@odi­a­rio.com Os se­den­tá­ri­os não têm mais des­cul­pas. Cor­rer faz bem para o cor­po e a men­te, ates­tam mé­di­cos e cor­re­do­res de rua pro­fis­si­o­nais e ama­do­res. A cor­ri­da traz ener­gia, for­ça, me­lho­ra a ca­pa­ci­da­de car­di­or­res­pi­ra­tó­ria e ema­gre­ce. Além do mais, o cor­po hu­ma­no não foi fei­to para fi­car pa­ra­do.

A ati­vi­da­de tam­bém pro­por­ci­o­na me­lho­res noi­tes de so­no, exer­ci­ta o cé­re­bro, faz com que o sis­te­ma hor­mo­nal tra­ba­lhe me­lhor e au­men­ta a ca­pa­ci­da­de do or­ga­nis­mo de le­var san­gue para os mús­cu­los. “Re­co­men­da­ria a cor­ri­da para to­do mun­do”, re­su­me o per­so­nal trai­ner e trei­na­dor de cor­ri­da, Eduardo Gon­çal­ves. “É um dos es­por­tes mais fá­ceis, ba­ra­tos e mo­ti­van- tes; qua­se to­do fim de se­ma­na tem pro­va”, des­ta­ca.

Mas an­tes de cal­çar o tê­nis e trei­nar por aí, é de­ver do cor­re­dor pas­sar por ava­li­a­ção mé­di­ca para iden­ti­fi­car pos­sí­veis ris­cos à saú­de. Cor­rer so­men­te tam­bém não bas­ta. É indicado fa­zer for­ta­le­ci­men­to mus­cu­lar e alon­ga­men­tos para evi­tar le­sões. Co­mo o mai­or im­pac­to du­ran­te a cor­ri­da re­cai so­bre os jo­e­lhos, é im­por­tan­te cor­rer na ve­lo­ci­da­de e no tem­po cer­tos, usan­do o me­lhor tê­nis, de acor­do com o ti­po de pi­sa­da.

O car­di­o­lo­gis­ta Geraldo Nogueira, pes­qui­sa­dor da Me­di­ci­na do Exer­cí­cio, afir­ma que a cor­ri­da mul­ti­pli­ca o peso do cor­po de três a seis ve­zes. Um cor­re­dor de 80 qui­los vai so­bre­car­re­gar o cor­po de­le de 240 a 480 qui­los, du­ran­te o exer­cí­cio. Uma ca­mi­nha­da tem im­pac­to me­nor, de até du­as ve­zes o peso. “A prin­cí­pio, to­dos po­dem cor­rer, des­de que as li­mi­ta­ções de ca­da um se­jam res­pei­ta­das”, res­sal­ta.

O per­so­nal trai­ner pres­ta ser­vi­ço de as­ses­so­ria para cor­re­do- res, em Ma­rin­gá, e viu o nú­me­ro de alu­nos sal­tar de três para cin­quen­ta em pou­co mais de um ano. Os gru­pos cor­rem ao ar li­vre, du­as ve­zes por se­ma­na, e há des­de inex­pe­ri­en­tes a atle­tas de ní­vel avan­ça­do, co­mo o au­xi­li­ar de lo­ca­ção An­dré Kei­ti Na­ka­no, 32 anos, que pratica cor­ri­da há cin­co anos. Co­me­çou so­zi­nho, quan­do só con­se­guia per­cor­rer seis quilô­me­tros. Hoje, con­se­gue fi­na­li­zar ma­ra­to­nas, de 42 quilô­me­tros. A mais re­cen­te foi em maio, em Por­to Ale­gre (RS).

Des­de 2008, An­dré ema­gre­ceu 16 qui­los e viu o prin­cí­pio de pres­são al­ta de­sa­pa­re­cer com os trei­nos. “A cor­ri­da é o es­por­te mais fá­cil que con­si­go fa­zer, por­que só pre­ci­so de um tê­nis e pos­so fa­zer no ho­rá­rio que eu que­ro”, co­men­ta.

Es­ti­los

Cor­rer na es­tei­ra for­ça o cor­re­dor a man­ter rit­mo, mas a rua não tem mo­no­to­nia. “O cor­re­dor não gos­ta de am­bi­en­te fe­cha­do”, re­ve­la Gon­çal­ves. A es­tei­ra for­ça o atle­ta a man­ter o rit­mo, já na rua o con­tro­le de ve­lo­ci­da­de é mais di­fí­cil. “O me­lhor lo­cal para cor­rer se­rá aque­le em que o cor­re­dor se sen­tir bem, se na es­tei­ra com o con­for­to do ar-con­di­ci­o­na­do e da te­le­vi­são, ou na rua, com o ven­to no ros­to e a chan­ce de cor­rer em grupo”, ex­pli­ca o mé­di­co.

An­tes do trei­no, é pre­ci­so se ali­men­tar bem e to­mar de 250 mi­li­li­tros a meio li­tro de água até du­as ho­ras an­tes. Du­ran­te o exer­cí­cio, a hi­dra­ta­ção de­ve ser fei­ta a ca­da meia ho­ra. Para per­cur­sos ex­ten­sos, o atle­ta de­ve le­var no bol­so um gel de car­boi­dra­to para re­por ener­gia. O ide­al, se­gun­do Nogueira, é que a cor­ri­da se­ja pra­ti­ca­da de três a cin­co ve­zes por se­ma­na em trei­nos de pe­lo me­nos trin­ta mi­nu­tos.

João Cláudio Fragoso

Par­te do grupo de atle­tas que pratica a mo­da­li­da­de sob a ori­en­ta­ção do per­so­nal trai­ner Eduardo Gon­çal­ves

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.