Ca­e­ta­no de

TRI­BU­TO For­ma­do por mé­di­cos e aman­tes da Mu­si­cal, da ci­da­de, apre­sen­ta o show

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

ari­a­diny@odi­a­rio.com No­el Ro­sa, Car­to­la,Vinicius de Mo­ra­es, Ary Bar­ro­so, Do­ri­val Caym­mi, Tom Jo­bim, Gon­za­gão e Gon­za­gui­nha, Chi­co Bu­ar­que e Rita Lee. Gran­des com­po­si­to­res da mú­si­ca po­pu­lar bra­si­lei­ra já fo­ram ho­me­na­ge­a­dos pe­lo Plan­tão Mu­si­cal, pro­je­to da So­ci­e­da­de Mé­di­ca de Ma­rin­gá. No ano pas­sa­do, foi a vez do bai­a­no Gil­ber­to Gil. Par­cei­ro de Gil, Ca­e­ta­no Ve­lo­so, é o no­me que fal­ta­va nes­ta lis­ta.

O ar­tis­ta ga­nha a de­vi­da ho­me­na­gem nes­ta sex­ta-fei­ra e sá­ba­do, no Te­a­tro Ca­lil Had­dad, com es­pe­tá­cu­lo cê­ni­co-mu­si­cal “Ale­gria, Ale­gria”. Ape­sar do no­me do es­pe­tá­cu­lo fa­zer re­fe­rên­cia à can­ção de Ca­e­ta­no, que re­pre­sen­tou o sur­gi­men­to do mo­vi­men­to tro­pi­ca­lis­ta no País, em 1967, o re­per­tó­rio do show não se pren­de só a es­sa fa­se, mas se es­ten­de por pra­ti­ca­men­te to­da a car­rei­ra do pro­lí­fi­co com­po­si­tor.

Na apre­sen­ta­ção, com du­ra­ção de, apro­xi­ma­da­men­te, uma ho­ra e meia, se­rão in­ter­pre­ta­das mais de 20 mú­si­cas que mar­ca­ram a car­rei­ra de Ca­e­ta­no.

Há can­ções co­mo “Atrás do Trio de Elé­tri­co”, gra­va­da an­tes de Ca­e­ta­no ser pre­so, jun­ta­men­te com Gil­ber­to Gil, pe­lo re­gi­me mi­li­tar, em 1969, e “Lon­don Lon­don”, es­pé­cie de hi­no do exí­lio po­lí­ti­co de­le e de Gil em Lon­dres, lan­ça­do no dis­co “Ca­e­ta­no Ve­lo­so”, de 1971. O dis­co, com te­má­ti­ca me­lan­có­li­ca e ar­ran­jos ar­ro­ja­dos, tem can­ções com­pos­tas em in­glês e é con­si­de­ra­do, jun­ta­men­te com “Tran­sa” (tam­bém gra­va­do em Lon­dres nos tem­pos do exí­lio)co­mo um dos me­lho­res tra­ba­lhos de Ca­e­ta­no.

Su­ces­sos co­mo “Sam­pa”, “Ti­gre­sa”, “Be­le­za Pu­ra”, “Leão­zi­nho” e “Vo­cê é Lin­da”, tam­bém se­rão in­ter­pre­ta­das pe­lo Plan­tão Mu­si­cal(

“Ca­e­ta­no te­ve um pa­pel cru­ci­al, in­clu­si­ve na in­te­gra­ção da Jo­vem Gu­ar­da com a Bos­sa No­va, com­pon­do prin­ci­pal­men­te com Gil­ber­to Gil e can­tan­do com Ma­ria Bethâ­nia e Gal Cos­ta”, diz o mé­di­co Be­ne­di­to Car­los Tel, um dos or­ga­ni­za­do­res do show. Tel ex­pli­ca que o ob­je­ti­vo da So­ci­e­da­de Mé­di­ca, ao or­ga­ni­zar shows com gran­des no­mes da MPB, é es­ti­mu­lar a for­ma­ção de público e di­vul­gar o tra­ba­lho dos gran­des com­po­si­to­res bra­si­lei­ros.

O grupo con­ta hoje com 13 in­te­gran­tes, en­tre mé­di­cos, fa­mi­li­a­res e as­so­ci­a­dos. Para a apre­sen­ta­ção des­ta sex­ta-fei­ra, os en­sai­os vêm acon­te­cen­do des­de co­me­ço de maio.

Du­ran­te o show, as mú­si­cas se­rão can­ta­das, ora em co­ral, ora em so­lo.Pau­lo Ma­cha­do, o ma­es­tro Cesar Ri­bei­ro e a pre­pa­ra­do­ra vo­cal Re­gi­na Lo­pes, as­si­nam a di­re­ção mu­si­cal, en­quan­to Lei­za Ma­ria as­su­me a di­re­ção ar­tís­ti­ca.

Ex­pe­ri­ên­cia

Car­los Tel par­ti­ci­pa do Plan­tão Mu­si­cal des­de o sur­gi­men­to do grupo, em 1997, quan­do os ami­gos se reu­ni­am para “ba­tu­ca­das” fo­ra do ex­pe­di­en­te.

Com o pas­sar do tem­po o grupo ga­nhou ca­rac­te­rís­ti­cas pro­fis­si­o­nais e hoje seus shows são ha­bi­li­ta­dos jun­to ao Mi­nis­té­rio da Cul­tu­ral para cap­ta­rem re­cur­sos por meio da Lei de In­cen­ti­vo à Cul­tu­ra – Lei Rou­a­net.

Tel acre­di­ta que, de­pois de mais de 16 anos de ati­vi­da­des, o Plan­tão Mu­si­cal atin­giu a es­ta­bi­li­da­de al­me­ja­da. “Ti­ve­mos uma evo­lu­ção mui­to boa des­de o pri­mei­ro show. Ain­da é mui­to sa­bo­ro­so e di­ver­ti­do su­bir no pal­co. É cla­ro que po­de­mos ino­var em ques­tão de mo­vi­men­ta­ção e qua­li­da­de vo­cal, mas co­mo a pre­ten­são do grupo não é ser pro­fis­si­o­nal, te­mos o tem­po em nos­so fa­vor”, diz.

Di­vul­ga­ção

O Plan­tão Mu­si­cal em apre­sen­ta­ção no ano pas­sa­do, no Ca­lil, quan­do ho­me­na­ge­ou Gil­ber­to Gil: sex­ta é a vez do ami­go Ca­e­ta­no

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.