Ven­das no va­re­jo cres­cem 1,9% em ju­lho

Re­sul­ta­do é o me­lhor em 18 me­ses; em ja­nei­ro de 2012, o ín­di­ce avan­çou 2,8%; na com­pa­ra­ção com ju­lho do ano pas­sa­do, a al­ta re­gis­tra­da foi de 6%

O Diario do Norte do Parana - - ECONOMIA - Idi­a­na To­ma­zel­li

As ven­das do co­mér­cio va­re­jis­ta res­tri­to su­bi­ram 1,9% em ju­lho an­te ju­nho, na sé­rie com ajus­te sa­zo­nal, in­for­mou, on­tem, o Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca (IBGE). O re­sul­ta­do fi­cou aci­ma do te­to do in­ter­va­lo das es­ti­ma­ti­vas dos ana­lis­tas ou­vi­dos pe­lo Agên­cia Es­ta­do, que es­pe­ra­vam des­de uma queda de 0,4% a uma al­ta de 1,2%, com me­di­a­na de 0,2%.

As ven­das do va­re­jo res­tri­to re­gis­tra­ram o me­lhor re­sul­ta­do na com­pa­ra­ção mês a mês des­de ja­nei­ro de 2012, quan­do a va­ri­a­ção ha­via si­do de 2,8% an­te de­zem- bro de 2011. Na com­pa­ra­ção com ju­lho do ano pas­sa­do, as ven­das do va­re­jo ti­ve­ram al­ta de 6% em ju­lho des­te ano. Nes­se con­fron­to, as pro­je­ções va­ri­a­vam de uma al­ta en­tre 1,55% e 4,9%, com me­di­a­na de 3%. Até ju­lho, as ven­das do va­re­jo res­tri­to acu­mu­lam al­tas de 3,5%, no ano, e de 5,4%, nos úl­ti­mos 12 me­ses.

Quan­to ao va­re­jo am­pli­a­do, que in­clui os seg­men­tos de Veí­cu­los, Mo­tos, Par­tes e Pe­ças e de Ma­te­ri­al de Cons­tru­ção, as ven­das avan­ça­ram 0,6% em ju­lho an­te ju­nho, na sé­rie com ajus­te sa­zo­nal. O re­sul­ta­do veio aci­ma do te­to do in­ter­va­lo das es­ti­ma­ti­vas dos ana­lis­tas ou­vi­dos pe­lo Agên­cia Es­ta­do, que es­pe­ra­vam des­de uma queda de 3,2% a uma al­ta de 0,2%, com me­di­a­na de -0,9%.

Na com­pa­ra­ção com ju­lho do ano pas­sa­do, as ven­das do va­re­jo am­pli­a­do ti­ve­ram al­ta de 3,7% em ju­nho des­te ano. Nes­se con­fron­to, as pro­je­ções va­ri­a­vam de um re­cuo de 0,9% a uma ex­pan­são de 3,1%, com me­di­a­na de 1,2%. Até ju­lho, as ven­das do co­mér­cio va­re­jis­ta am­pli­a­do acu­mu­lam al­tas de 3,7%, no ano, e de 5,8%, nos úl­ti­mos 12 me­ses.

Seg­men­tos

O IBGE re­gis­trou, em ju­lho, cres­ci­men­to nas ven­das do va­re­jo em oi­to das dez ati­vi­da­des pes­qui­sa­das, com ajus­te sa­zo­nal. Se­gun­do o ins­ti­tu­to, o au­men­to das ven­das foi pu­xa­do pe­lo seg­men­to de ar­ti­gos de uso pes­so­al e do­més­ti­co, com al­ta de 12% fren­te ao re- gis­tra­do em igual pe­río­do do ano pas­sa­do.

Ou­tro des­ta­que foi o seg­men­to de ar­ti­gos far­ma­cêu­ti­cos, mé­di­cos, or­to­pé­di­cos, de per­fu­ma­ria e cosméticos, com avan­ço de 11,6%, no mes­mo pe­río­do. O se­tor de mó­veis e ele­tro­do­més­ti­cos foi o ter­cei­ro se­tor que re­gis­trou uma al­ta de dois dí­gi­tos, de 11% em ju­lho an­te a igual mês do ano pas­sa­do.

No va­re­jo am­pli­a­do, o IBGE res­sal­tou que o seg­men­to de veí­cu­los, mo­tos e pe­ças caiu 3,5% so­bre ju­nho, com uma re­tra­ção de 1,8% fren­te a ju­lho do ano pas­sa­do.

A al­ta de 11% na ven­da de mó­veis e ele­tro­do­més­ti­cos em ju­lho, an­te ju­lho do ano pas­sa­do, é pu­xa­da pe­lo im­pac­to do pro­gra­ma Mi­nha Ca­sa Me­lhor, de acor­do com a téc­ni­ca do IBGE Ale­ci­a­na Gus­mão, da co­or­de­na­ção de Ser­vi­ços e Co­mér­cio.

Rafael Sil­va

Lojistas con­si­de­ra­ram o re­sul­ta­do po­si­ti­vo, mas es­tão cau­te­lo­sos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.