O evan­ge­lho de

O ma­rin­ga­en­se Mar­cos Pe­res, ven­ce­dor do prê­mio Sesc de Li­te­ra­tu­ra, lan­ça ho­je o li­vro “O Evan­ge­lho, Se­gun­do Hi­tler”, às 19h30, na Li­vra­ri­as Cu­ri­ti­ba

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ - Ariá­diny Ri­nal­di

ari­a­diny@odi­a­rio.com O escritor ma­rin­ga­en­se Mar­cos Pe­res, 28 anos, lan­ça seu li­vro de es­treia “O Evan­ge­lho, Se­gun­do Hi­tler”, às 19h30, na Li­vra­ri­as Cu­ri­ti­ba do Shop­ping Ma­rin­gá Park. Ven­ce­dor do Prê­mio Sesc des­te ano, o ro­man­ce foi edi­ta­do pe­la Re­cord e ga­nhou elo­gi­os do crí­ti­co Manuel da Costa Pin­to e do escritor André Sant’Anna.

Na obra, o escritor cri­ou uma tra­ma ou­sa­da e na­da con­ven­ci­o­nal en­vol­ven­do o di­ta­dor Adolf Hi­tler e o homô­ni­mo de um dos es­cri­to­res ar­gen­ti­nos mais in­flu­en­tes do sé­cu­lo 20, Jor­ge Luis Bor­ges, nu­ma sei­ta cons­pi­ra­tó­ria, du­ran­te o apo­geu da Se­gun­da Gu­er­ra Mun­di­al.

O ma­rin­ga­en­se te­ve a opor­tu­ni­da­de de lan­çar o “Evan­ge­lho Se­gun­do Hi­tler” du­ran­te a Fes­ta Literária In­ter­na­ci­o­nal de Pa­ra­ti e de par­ti­ci­par da Jor­na­da Literária de Pas­so Fun­do (RS).

Com a agen­da cheia, Pe­res diz que es­tá apro­vei­tan­do a re­per­cus­são da obra e que es­tá ner­vo­so pa­ra o lan­ça­men­to des­ta noi­te. “Es­tou su­per ner­vo­so. Vão es­tar pre­sen­tes to­dos os meus ami­gos, fa­mi­li­a­res e ou­tros es­cri­to­res lo­cais, além do que, Ma­rin­gá é meu ce­ná­rio li­te­rá­rio, on­de co­me­cei a es­cre­ver e a amar a li­te­ra­tu­ra. Sin­to uma res­pon­sa­bi­li­da­de mai­or por es­tar ex­pos­to ago­ra e por ser­vir co­mo mol­de pa­ra quem es­tá co­me­çan­do” , diz

As­sim co­mo o escritor Um­ber­to Eco em “O Pên­du­lo de Fou­cault”, em seu li­vro Pe­res faz uma crí­ti­ca aos es­cri­to­res que in­ven­tam te­o­ri­as cons­pi­ra­tó­ri­as,cri­an­do a pró­pria te­o­ria ab­sur­da. “Por mais ab­sur­da que se­ja a te­o­ria que crie, ela se sus­ten­ta. Cos­tu­mo di­zer que é um cas­te­lo de areia, mas que po­de ser que­bra­do. Qu­e­ro que os lei­to­res ve­jam es­sa te­o­ria de cons­pi­ra­ção com olhar crí­ti­co. Se fi­zes­se co­mo Dan Brown e me pro­pu­ses­se a su­ge­rir que es­se ti­po de fenô­me­no exis­te, vi­san­do pro­pó­si­to co­mer­ci­al, não es­ta­ria sen­do sin­ce­ro co­mi­go, nem com os meus lei­to­res”.

Pen­san­do no fu­tu­ro li­te­rá­rio, o escritor con­ta que já tem a ideia pa­ra ou­tros três ro­man­ces, uma tri­lo­gia que se­rá am­bi­en­ta­da em Ma­rin­gá. “É um pro­je­to, mas ain­da in­cer­to. O pri­mei­ro li­vro da tri­lo­gia se cha­ma ‘27’ e con­ta a his­tó­ria de um pos­sí­vel sui­cí­dio - tal­vez as­sas­si­na­to - de um jo­vem de 27 anos. Che­guei a brin­car com es­sa ideia de me sui­ci­dar quan­do com­ple­tei 27 anos, ida­de com que vá­ri­os ído­lo­es do rock mor­re­ram, mas pre­fe­rir fa­zer o sui­cí­dio no pa­pel”, brin­ca (ou não).

Pa­ra o au­tor, a noi­te do lan­ça­men­to, vai ser uma opor­tu­ni­da­de, não so­men­te pa­ra ce­le­brar a pu­bli­ca­ção do “Evan­ge­lho Se­gun­do Hi­tler”, mas pa­ra mos­trar que é pos­sí­vel, sim, fa­zer li­te­ra­tu­ra, não im­por­ta on­de. “Só é pre­ci­so sen­tar, es­cre­ver e ter amor pe­lo que es­tá fa­zen­do”, diz.

Mar­cos Pe­res é for­ma­do em Di­rei­to pe­la Uni­ver­si­da­de Es­ta­du­al de Ma­rin­gá e tra­ba­lha co­mo ser­vi­dor pú­bli­co do Tri­bu­nal de Justiça do Pa­ra­ná.

Ri­car­do Lo­pes

Mar­cos Pe­res: “te­o­ria de cons­pi­ra­ção com olhar crí­ti­co”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.