E SU­AS PROIBIÇÕES AO LON­GO DA HIS­TÓ­RIA

O Diario do Norte do Parana - - ZOOM -

Sem ba­ru­lho

Há 60 anos, Ma­rin­gá já dis­cu­tia a po­lui­ção so­no­ra e proi­bia a ba­ru­lhei­ra. No ar­ti­go 1º da lei 6/1953, as em­pre­sas fi­ca­vam proibidas de ins­ta­lar al­to-fa­lan­tes vol­ta­dos pa­ra a rua. ru­as Bar­ce­lo­na (Con­jun­to Ma­drid e Jar­dim Atlan­ta), três ru­as Pai­sa­gís­ti­ca (Jar­dim In­dus­tri­al, e Jar­dim Pa­ris V), além de três ru­as Pi­o­nei­ra Ger­tru­de Heck Frit­zen (Par­que Itai­pu II, Con­jun­to Jão de Bar­ro e Jar­dim São Sil­ves­tre). até que foi bem-in­ten­ci­o­na­do, mas até ho­je nin­guém con­se­guiu ti­rar a ideia do pa­pel. A lei 4.556/97 tor­nou proi­bi­da a pres­ta­ção de ser­vi­ços de cui­da­dor de car­ro, o fla­ne­li­nha. no­me ci­en­tí­fi­co de Euphor­bia splen­dens, mais co­nhe­ci­da co­mo Co­roa-de-Cris­to, foi bas­tan­te po­pu­lar em Ma­rin­gá, prin­ci­pal­men­te nas cal­ça­das, no en­tor­no dos mu­ros. Por ser ve­ne­no­sa, fi­cou proi­bi­da – ape­sar que ain­da há al­gu­mas por aí.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.