Per­nam­bu­ca­no vê ris­co de de­go­la

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES -

Em en­tre­vis­ta co­le­ti­va nes­ta se­gun­da-fei­ra, Ju­ni­nho Per­nam­bu­ca­no ad­mi­tiu pre­o­cu­pa­ção com o mo­men­to do Vas­co, ex­pli­can­do que a lu­ta ago­ra é para evi­tar o re­bai­xa­men­to no Bra­si­lei­rão - de­pois da der­ro­ta em ca­sa para o São Pau­lo no do­min­go, está em 17º lu­gar, 24 pon­tos. Ído­lo vas­caí­no, ele tam­bém apro­vei­tou para pe­dir o apoio da tor­ci­da para ten­tar sair des­sa si­tu­a­ção com­pli­ca­da.

“O ti­me é ir­re­gu­lar, não tem con­fi­an­ça, ain­da não tem um pa­drão de 11 jo­ga­do­res para jo­gar a mai­o­ria dos jo­gos. Jo­ga a ca­da qu­ar­ta e do­min­go sem­pre e, nes­sa si­tu­a­ção em que a gen­te se en­con­tra, fi­ca mais di­fí­cil. Por tu­do isso, faz com que se­ja um ti­me que so­fra um pou­co para se im­por”, ava­li­ou Ju­ni­nho, que vol­tou ao Vas­co em ju­lho, após pas­sa­gem pe­lo fu­te­bol dos Es­ta­dos Uni­dos.

Aos 38 anos, o meia dis­se en­ten­der a afli­ção dos tor­ce­do­res, ci­tan­do, in­clu­si­ve, as co­bran­ças fei­tas de­pois da der­ro­ta de do­min­go em São Ja­nuá­rio.

“A tor­ci­da tem to­do o di­rei­to de co­brar, mas que se­ja sem­pre as­sim, no fi­nal do jo­go. Du­ran­te o jo­go, eles ti­ve­ram pa­ci­ên- cia e ten­ta­ram in­cen­ti­var de al­gu­ma for­ma, mas, in­fe­liz­men­te, a equi­pe não te­ve po­der de re­a­ção”, afir­mou Ju­ni­nho.

Por tu­do isso, Ju­ni­nho usou nes­ta se­gun­da-fei­ra a sua in­fluên­cia com a tor­ci­da vas­caí­na para pe­dir apoio nes­se mo­men­to com­pli­ca­do, quan­do o ti­me pre­ci­sa re­a­gir ra­pi­da­men­te para afas­tar o ris­co de re­bai­xa­men­to no Bra­si­lei­rão.

O pró­xi­mo com­pro­mis­so do Vas­co no Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro se­rá já na noi­te des­ta qu­ar­ta, em par­ti­da con­tra o Vi­tó­ria, no­va­men­te no Es­tá­dio de São Ja­nuá­rio.

Marcelo Sadio/CR Vas­co

Meia pe­de com­pre­en­são dos tor­ce­do­res para ti­me sair do mo­men­to ruim

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.