Re­cei­ta do se­tor de ser­vi­ços au­men­ta 9%

O Diario do Norte do Parana - - ECONOMIA - Folhapress

re­da­cao@odi­a­rio.com Com im­pul­so do con­su­mo das fa­mí­li­as e do se­tor de trans­por­tes, a re­cei­ta no­mi­nal (sem des­con­tar a in­fla­ção) do se­tor de ser­vi­ços ace­le­rou em ju­lho, com al­ta de 9% na com­pa­ra­ção com o mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do. Em ju­nho, o cres­ci­men­to (re­vi­sa­do) foi de 8,8% e, em maio, de 7,6%.

De acor­do com a Pes­qui­sa Men­sal de Ser­vi­ços (PMS), di­vul­ga­da on­tem, pe­lo IBGE, os ser­vi­ços pres­ta­dos às fa­mí­li­as cres­ce­ram 12,8%, a mai­or ta­xa re­gis­tra­da des­de mar­ço de 2012 (12,9%).

Já trans­por­tes, ser­vi­ços au­xi­li­a­res dos trans­por­tes e cor­rei­os ti­ve­ram ex­pan­são de 12,4% em ju­lho na com­pa­ra­ção anu­al.

No acu­mu­la­do do ano, o cres­ci­men­to no­mi­nal foi de 8,6% e o acu­mu­la­do em 12 me­ses, em 8,8% -foi a me­nor ta­xa nes­se ti­po de com­pa­ra­ção du­ran­te es­te ano.

O le­van­ta­men­to abran­ge as ati­vi­da­des que cons­ti­tu­em o se­tor em­pre­sa­ri­al não fi­nan­cei­ro. Não en­tram no cál­cu­lo os se­to­res da saú­de, edu­ca­ção, ad­mi­nis­tra­ção pú­bli­ca e alu­guel im­pu­ta­do (va­lor que os pro­pri­e­tá­ri­os te­ri­am di­rei­to de re­ce­ber se alu­gas­sem os imó­veis on­de mo­ram).

Con­si­de­ran­do o acu­mu­la­do do ano, o IBGE in­for­ma que o seg­men­to de trans­por­tes acu­mu­lou o mai­or cres­ci­men­to, de 11,1%, com des­ta­que para o trans­por­te aqua­viá­rio e aé­reo (16%). Os ser­vi­ços pres­ta­dos às fa­mí­li­as ti­ve­rem o se­gun­do mai­or cres­ci­men­to acu­mu­la­do, de 9,8%.

Por uni­da­de da fe­de­ra­ção, o úni­co re­sul­ta­do ne­ga­ti­vo ocor­reu em Ser­gi­pe, que apre­sen­tou que­da de 1,9% em re­la­ção ao mes­mo mês de 2012. Tam­bém ti­ve­ram os pi­o­res de­sem­pe­nhos o Pi­auí (2,4%) e Ama­pá (4,6%). As mai­o­res ta­xas fo­ram re­gis­tra­das em Ma­to Gros­so (23,5%) e To­can­tins (17,7%).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.