Su­per­câ­me­ras co­me­çam a mo­ni­to­rar a ci­da­de

Equi­pa­men­tos en­tra­ram em ope­ra­ção on­tem. Ima­gens ní­ti­das po­dem ser cap­ta­das a uma dis­tân­cia de até mil me­tros; mes­mo na pe­num­bra, é pos­sí­vel ter boa vi­si­bi­li­da­de

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Car­la Gu­e­des

car­la@odi­a­rio.com Após dez dias em tes­te, as su­per­câ­me­ras co­me­ça­ram a mo­ni­to­rar, on­tem, a re­gião cen­tral de Ma­rin­gá. Os equi­pa­men­tos con­se­guem cap­tar ima­gens ní­ti­das a até um quilô­me­tro de dis­tân­cia e em 290 graus. As ima­gens ge­ra­das pe­las câ­me­ras de vi­gi­lân­cia se­rão ana­li­sa­das por vin­te gu­ar­das mu­ni­ci­pais, que vão tra­ba­lhar seis ho­ras, por tur­no, na Cen­tral de Mo­ni­to­ra­men­to, ins­ta­la­da na Ave­ni­da Gas­tão Vi­di­gal, pró­xi­mo à Se­cre­ta­ria de Trân­si­to e Se­gu­ran­ça (Se­trans).

Com os equi­pa­men­tos, é pos­sí­vel con­ge­lar a ima­gem, ge­rar uma fo­to e en­vi­ar o ví­deo à po­lí­cia. A ni­ti­dez é o gran­de di­fe­ren­ci­al das su­per­câ­me­ras e, du­ran­te os tes­tes, os ope­ra­do­res pu­de­ram con­fir­mar a tec­no­lo­gia. “Con­se­gui­mos ler, a tre­zen­tos me­tros, o ró­tu­lo de uma gar­ra­fa de be­bi­da, que du­as pes­so­as con­su­mi­am em uma pra­ça”, diz o di­re­tor de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca da pre­fei­tu­ra, Ro­gé­rio Mel­lo. À noi­te, mes­mo na pe­num­bra, é pos­sí­vel ter boa vi­si­bi­li­da­de. Além do Cen­tro da ci­da­de, es­tão sen­do mo­ni­to­ra­das as saí­das para Sarandi, As­tor­ga, Pa­ra­na­vaí e Cam­po Mourão.

A sa­la da Cen­tral de Mo­ni­to­ra­men­to con­ta com seis mo­ni­to­res e é pos­sí­vel vi­su­a­li­zar ima­gens ge­ra­das por até no­ve câ­me­ras em ca­da um. Em ca­so de ati­tu­de sus­pei­ta, os ope­ra­do­res te­rão aces­so fá­cil às au­to­ri­da­des de se­gu­ran­ça. O con­ta­to com a Po­lí­cia Mi­li­tar não se­rá fei­to 190, mas por um te­le­fo­ne para con­ta­to di­re­to. “Es­ta­mos con­ver­san­do com a Gu­ar­da para que eles te­nham um rá­dio que aces­se o nos­so ca­nal”, co­men­ta o co­man­dan­te do 4º Ba­ta­lhão de Po­lí­cia Mi­li­tar, te­nen­te­co­ro­nel Antônio Pa­di­lha.

O pe­río­do de tes­tes ser­viu para que os con­tro­la­do­res se fa­mi­li­a­ri­zas­sem com o no­vo sis­te­ma e cal­cu­las­sem o tem­po mé­dio en­tre a vi­su­a­li­za­ção de um cri­me e a che­ga­da de uma vi­a­tu­ra ao lo­cal. Em uma ocor­rên­cia de con­su­mo de dro­gas na Vi­la Olím­pi­ca, por exem­plo, a Gu­ar­da Mu­ni­ci­pal de­mo­rou três mi­nu­tos e 45 se­gun­dos para dei­xar a ba­se ope­ra­ci­o­nal, no Par­que do In­gá e che­gar à Zo­na 7. “Era noi­te e o trân­si­to es­ta­va tran­qui­lo, mas o aten­di­men­to é rá­pi­do”, des­ta­ca Mel­lo.

Para o delegado-che­fe da 9ª Sub­di­vi­são Po­li­ci­al, Sér­gio Bar­ro­so, além de pos­si­bi­li­tar pri­sões em fla­gran­te, as ima­gens po­de­rão ser usa­das em inqué­ri­tos po­li­ci­ais. “A Po­lí­cia Ci­vil po- de­rá bus­car ima­gens e ma­te­ri­a­li­zar a pro­va no inqué­ri­to para que, de­pois, o Mi­nis­té­rio Público pos­sa ofe­re­cer de­nún­cia e que o juiz até use as ima­gens no mo­men­to da sen­ten­ça”, res­sal­ta. O delegado, po­rém, aler­ta que há ris­co de a cri­mi­na­li­da­de mi­grar para ou­tras áre­as da ci­da­de. “É im­por­tan­te que as câ­me­ras pos­sam es­tar tam­bém em ou­tros lo­cais e até se­rem tro­ca­das de lo­ca­li­za­ção para que o cri­mi­no­so não sai­ba on­de es­tão fun­ci­o­nan­do”, opi­na.

O te­nen­te-co­ro­nel Pa­di­lha ci­ta que os mu­ni­cí­pi­os que im­plan­ta­ram o vi­de­o­mo­ni­to­ra­men­to con­se­gui­ram re­du­zir os ín­di­ces de cri­mi­na­li­da­de. “O sis­te­ma é im­por­tan­te não só para o mu­ni­cí­pio, mas para a re­de ban­cá­ria”, ava­lia. Os ope­ra­do­res das su­per­câ­me­ras es­ta­rão de olho em fur­tos, rou­bos, cri­mes am­bi­en­tais e de trân­si­to, de­pre­da­ções, bri­gas, trá­fi­co de dro­gas e mo­ra­do­res de rua em si­tu­a­ção de ris­co.

O pre­fei­to Car­los Ro­ber­to Pu­pin (PP) in­for­ma que es­te é ape­nas o iní­cio do sis­te­ma que vai mo­ni­to­rar Ma­rin­gá, por 24 ho­ras. Até o fim do man­da­to, ele tem pla­nos para ins­ta­lar mais 55 câ­me­ras, to­ta­li­zan­do oi­ten­ta equi­pa­men­tos. “Va­mos es­ten­der para os dis­tri­tos e ou­tros bair­ros da ci­da­de”, anun­cia.

Ricardo Lo­pes

Na sa­la da Cen­tral de Mo­ni­to­ra­men­to, gu­ar­da mu­ni­ci­pal ob­ser­va as ima­gens ge­ra­das pe­lo sis­te­ma

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.