PF pren­de 17 pes­so­as em no­ve Es­ta­dos e no DF

Em­pre­sá­ri­os, do­lei­ros, po­lí­ti­cos e po­li­ci­ais ci­vis es­tão en­vol­vi­dos em es­que­ma de la­va­gem de di­nhei­ro e des­vi­os de re­cur­sos de fun­dos de pen­são

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Fernanda Odilla e Fi­li­pe Cou­ti­nho

A Po­lí­cia Fe­de­ral (PF) pren­deu, on­tem pe­la ma­nhã, dois de­le­ga­dos da Po­lí­cia Ci­vil do Dis­tri­to Fe­de­ral, um ex-po­li­ci­al e um do­lei­ro sus­pei­tos de par­ti­ci­pa­rem de um es­que­ma de la­va­gem de di­nhei­ro e des­vio de re­cur­sos de fun­dos de pen­são, que te­ria mo­vi­men­ta­do R$ 300 mi­lhões, em um ano e meio. A po­lí­cia ain­da pro­cu­ra dez pes­so­as, al­vos de man­da­do de pri­são.

A PF in­for­mou que fo­ram pre­sas 17 pes­so­as, sen­do 14 no Dis­tri­to Fe­de­ral, dois no Rio de Ja­nei­ro e um em Goiás. Des­de o iní­cio da ma­nhã, mais de 300 po­li­ci­ais cum­pri­ram um to­tal de 102 man­da­dos, sen­do cin­co de pri­são pre­ven­ti­va, 22 de pri­são tem­po­rá­ria e 75 de bus­ca, no Dis­tri­to Fe­de­ral e em no­ve Es­ta­dos. Fo­ram apre­en­di­dos do­cu­men­tos, com­pu­ta­do­res e car­ros de lu­xo, en­tre eles, um Pors­che, no Rio de Ja­nei­ro, e uma Fer­ra­ri, em Brasília, além de uma lan­cha­a­va­li­a­da­emR$ 5mi­lhões.

Re­tor­no

En­tre os pre­sos, em Brasília, es­tão o do­lei­ro Fayed Tra­boulsy e o ex-po­li­ci­al ci­vil Marcelo To­le­do. Am­bos são in­ves­ti­ga­dos, des­de 2008, em uma ope­ra­ção cha­ma­da de Tu­cu­na­ré (pei­xe gran­de) por la­va­gem e re­mes­sa ile­gal de di­nhei­ro para o ex­te­ri­or.

In­ves­ti­ga­do­res dis­se­ram que a ope­ra­ção de­fla­gra­da, on­tem, pe­la PF é a “ope­ra­ção Tu­cu­na­ré res­sus­ci­ta­da”. Em 2008, es­cu­tas fla­gra­ram Fayed pe­din­do aju­da a To­le­do para que ele usas­se os con­ta­tos no go­ver­no para des­co­brir se o do­lei­ro era gram­pe­a­do.

To­le­do tam­bém foi gra­va­do em um dos ví­de­os da Cai­xa de Pan­do­ra, que apu­rou o men­sa­lão do DEM, no DF, per­gun­tan­do so­bre di­nhei­ro do en­tão vi­ce-go­ver­na­dor Pau­lo Octávio, que se­ria da­do a pre­fei­tos. Fayed ha­via si­do pre­so, em mar­ço, em uma ope­ra­ção da po­lí­cia do DF.

Além de­les, está na mi­ra da po­lí­cia Car­los Eduardo Le­mos, do­no de empresa de con­sul­to­ria fi­nan­cei­ra que, em maio, as­su­miu ser do­no de mais de R$ 400 mil, que dois ho­mens le­va­vam na cu­e­ca ao se­rem de­ti­dos pe­la PF, no ae­ro­por­to de Brasília. Ele tam­bém é sus­pei­to de par­ti­ci­par do es­que­ma que, além de la­va­gem, en­vol­ve des­vio e ges­tão frau­du­len­ta de re­cur­sos de fun­dos de pen­são de ser­vi­do­res de di­fe­ren­tes mu­ni­cí­pi­os. Le­mos tam­bém foi in­di­ci­a­do pe­la CPI dos Cor­rei­os, no Con­gres­so, que in­ves­ti­gou o men­sa­lão.

“São du­as or­ga­ni­za­ções dis­tin­tas, com mem­bros em co­mum, por isso, de­fla­gra­mos uma úni­ca ope­ra­ção. Os lí­de­res são os mes­mos e fi­cam em Brasília”, ex­pli­cou a de­le­ga­da res­pon­sá­vel pe­la ope­ra­ção, An­dréa Pi­nho.

Se­gun­do in­for­ma­ções da PF, a ope­ra­ção ba­ti­za­da de Miquéi­as co­me­çou, há um ano e meio, para apu­rar o uso de con­tas ban­cá­ri­as de em­pre­sas de fa­cha­da ou fan­tas­mas, aber­tas em no­me de “la­ran­jas” ou “tes­tas-de-fer­ro”, para ocul­tar a ver­da­dei­ra ori­gem do di­nhei­ro e tam­bém os be­ne­fi­ciá­ri­os de sa­ques que ul­tra­pas­sa­ram os R$ 300 mi­lhões. Fo­ram iden­ti­fi­ca­das 30 em­pre­sas de fa­cha­da, 35 “la­ran­jas”, se­te sa­ca­do­res con­tu­ma­zes e qu­a­tro even­tu­ais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.