Pri­ma­ve­ra se­rá de chu­vas mo­de­ra­das

Se­gun­do o Si­me­par, du­ran­te os me­ses da pri­ma­ve­ra é ob­ser­va­do um au­men­to na­tu­ral no vo­lu­me das chu­vas em to­do es­ta­do do Pa­ra­ná con­for­me da­dos his­tó­ri­cos

O Diario do Norte do Parana - - CIDADES - Ru­bia Pi­men­ta

ru­bia@odi­a­rio.com Às 17h44 des­te do­min­go tem iní­cio, ofi­ci­al­men­te, a es­ta­ção mais co­lo­ri­da do ano: a pri­ma­ve­ra. Se­gun­do o Ins­ti­tu­to Tec­no­ló­gi­co (Si­me­par), áre­as de ins­ta­bi­li­da­de vin­das do Sul do País che­gam nes­te iní­cio de se­ma­na à re­gião no­ro­es­te do Es­ta­do, tra­zen­do chu­vas e tro­vo­a­das du­ran­te a tar­de des­te do­min­go. A ex­pec­ta­ti­va é de que es­tas con­di­ções per­ma­ne­çam tam­bém na se­gun­da-fei­ra.

A pas­sa­gem da chu­va de­ve di­mi­nuir as tem­pe­ra­tu­ras em Ma­rin­gá, mas ain­da as­sim a má­xi­ma pre­vis­ta para es­te do­min­go é de 30ºC. Na se­gun­da­fei­ra a má­xi­ma não de­ve pas­sar dos 24ºC, en­quan­to na ter­ça­fei­ra elas de­vem os­ci­lar en­tre 14ºC e 22ºC. “Te­re­mos um iní­cio de pri­ma­ve­ra com tem­pe­ra­tu­ras ame­nas, mas a pre­vi­são é de que o tem­po fi­que es­tá­vel a par­tir da ter­ça-fei­ra e as tem­pe­ra­tu­ras su­bam no­va­men­te”, fa­la o meteorologista do Si­me­par, Sa­mu­el Braun.

Cli­ma

Con­for­me o Si­me­par, a pri­ma­ve­ra des­te ano de­ve ser um pou­co mais se­ca, com ín­di­ces le­ve­men­te me­no­res que a mé­dia his­tó­ri­ca. “Po­de ha­ver pe­río­dos de es­ti­a­gem mais lon- gos, mas na­da que as­sus­te ou cau­se gran­des da­nos”, diz o meteorologista. Se­gun­do ele, a es­ta­ção é mar­ca­da por pe­río­dos ir­re­gu­la­res de chu­va. As mé­di­as his­tó­ri­cas no Es­ta­do são 130mm, 150mm e 160mm para os me­ses de ou­tu­bro, no­vem­bro e de­zem­bro res­pec­ti­va­men­te.

Para a re­gião nor­te do Es­ta­do, a mé­dia da tem­pe­ra­tu­ra má­xi­ma nos úl­ti­mos três me­ses do ano de­ve se­guir a mé­dia de 26,3ºC a 27,ºC.

Em re­la­ção às tem­pe­ra­tu­ras, Braun res­sal­ta que elas de­vem fi­car ca­da vez mais al­tas no de­cor­rer da es­ta­ção e a pro­xi­mi­da­de do ve­rão. “A ten­dên­cia é fi­ca­rem per­to da mé­dia his­tó­ria, que é de mí­ni­ma de 18º C e má­xi­ma de 30º C”.

Sem in­ter­fe­rên­cia

O meteorologista ex­pli­ca que os fenô­me­nos cli­má­ti­cos El Niño e La Niña não de­vem in­flu­en­ci­ar o tem­po da re­gião nos pró­xi­mos três me­ses. “A tem­pe­ra­tu­ra do Oce­a­no Pa­cí­fi­co está dentro da mé­dia his­tó­ri­ca, em um es­ta­do que cha­ma­mos de neu­tra­li­da­de, por isso não são pre­vis­tas chu­vas ex­ces­si­vas ou pe­río­dos lon­gos de se­ca”.

Dou­glas Mar­çal

Si­bi­pi­ru­nas co­brem o chão de flo­res ama­re­las: pri­ma­ve­ra, a es­ta­ção mais co­lo­ri­da do ano, mar­ca a vol­ta das chu­vas mo­de­ra­das e a des­pe­di­da do frio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.