O QUE EXI­GE UM CUR­RÍ­CU­LO EM VÍ­DEO?

O Diario do Norte do Parana - - CLASSIDIÁRIO -

Cer­ti­fi­que-se de que a empresa para a qual vo­cê quer ser con­tra­ta­do é adep­ta des­se ti­po de me­ca­nis­mo.

Só fa­ça se vo­cê for de­sen­vol­to e sen­tir-se se­gu­ro di­an­te da câ­me­ra.

Es­co­lha o lo­cal ade­qua­do. O fun­do po­de ser uma pa­re­de neu­tra.

Fi­que lon­ge de ba­ru­lhos para evi­tar ruí­dos du­ran­te a gra­va­ção.

Pre­o­cu­pe-se em man­ter o lo­cal bem ilu­mi­na­do.

Vis­ta-se de acor­do com o per­fil da empresa para o qual vo­cê quer ser con­tra­ta­do.

Fa­le so­men­te de su­as qua­li­da­des pro­fis­si­o­nais. Se for dis­po­ni­bi­li­zar na re­de, não for­ne­ça te­le­fo­ne nem ou­tras in­for­ma­ções que pos­sam co­lo­car sua se­gu­ran­ça em ris­co.

Em hi­pó­te­se al­gu­ma leia um cur­rí­cu­lo de pa­pel di­an­te da câ­me­ra. O ví­deo de­ve com­ple­men­tar o cur­rí­cu­lo tra­di­ci­o­nal e não a mes­ma coi­sa.

Se­ja cri­a­ti­vo, mas sem exa­ge­ros.

Não fa­ça um ví­deo com mais de dois mi­nu­tos.

Uti­li­ze apa­re­lhos de qua­li­da­de para gra­var. Um ví­deo ruim po­de des­clas­si­fi­cá-lo.

Evi­te fa­lar de as­sun­tos co­mo sa­lá­rio, dis­po­ni­bi­li­da­de de ho­rá­rio. Dei­xe es­ses de­ta­lhes para a fa­se de ne­go­ci­a­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.