Pre­si­den­te do TJ re­nun­cia ao car­go

Na ses­são de on­tem à tar­de, Clay­ton Ca­mar­go anun­ci­ou o pe­di­do de apo­sen­ta­do­ria pre­co­ce, que o obri­ga a dei­xar a fun­ção, cu­jo man­da­to ter­mi­na­ria no fim de 2014

O Diario do Norte do Parana - - GERAL - Estelita Hass Carazzai

O pre­si­den­te do Tri­bu­nal de Jus­ti­ça do Pa­ra­ná (TJ), Clay­ton Ca­mar­go, pe­diu a apo­sen­ta­do­ria hoje e, con­se­quen­te­men­te, re­nun­ci­ou ao car­go. O pe­di­do de apo­sen­ta­do­ria, no en­tan­to, foi sus­pen­so pe­lo Con­se­lho Na­ci­o­nal de Jus­ti­ça (CNJ).

Ca­mar­go, 67 anos, é pre­si­den­te do TJ des­de fe­ve­rei­ro des­te ano, e fi­ca­ria no pos­to até o fim de 2014. Com a saí­da, ele deixa a fun­ção de de­sem­bar­ga­dor três anos an­tes do li­mi­te para a apo­sen­ta­do­ria com­pul­só­ria.

Ca­mar­go está sen­do in­ves­ti­ga­do pe­lo CNJ, sob sus­pei­ta de trá­fi­co de in­fluên­cia e ven­da de sen­ten­ças. Os pro­ces­sos cor­rem em si­gi­lo. O ple­ná­rio do CNJ de­ve de­fi­nir, no pró­xi­mo mês, se abre pro­ces­so ad­mi­nis­tra­ti­vo dis­ci­pli­nar con­tra ele, por cau­sa das de­nún­ci­as.

O de­sem­bar­ga­dor ne­ga to­das as acu­sa­ções. Diz que elas não têm em­ba­sa­men­to e as atri­bui a “qua­dri­lhei­ros”, que que­rem des­truir a re­pu­ta­ção de­le. O Mi­nis­té­rio Público do Pa­ra­ná já ar­qui­vou as mes­mas de­nún­ci­as con­tra ele.

No mês pas­sa­do, Ca­mar­go en­trou com um pro­ces­so con­tra o jor­nal “Gazeta do Po­vo”, que vei­cu­lou re­por­ta­gens so­bre as in­ves­ti­ga­ções. O pe­di­do de­le con­se­guiu cen­su­rar o veí­cu­lo, que te­ve que ti­rar do ar to­das as no­tí­ci­as a res­pei­to e foi im­pe­di­do de pu­bli­car no­vas ma­té­ri­as so­bre o ca­so. De­pois da re­per­cus­são, ele de­sis­tiu do pro­ces­so e a de­ci­são ju­di­ci­al que cen­su­rou o jor­nal se tor­nou nu­la.

Cir­cuns­tân­ci­as

Ca­mar­go anun­ci­ou a apo­sen­ta­do­ria de­le, on­tem à tar­de, du­ran­te ses­são do ór­gão es­pe­ci­al do TJ, que ele pre­si­dia. Até as 17h30, a As­ses­so­ria de Im­pren­sa do Tri­bu­nal “não con­fir­ma­va nem ne- ga­va” as in­for­ma­ções. De­sem­bar­ga­do­res ou­vi­dos pe­la re­por­ta­gem, po­rém, que es­ta­vam no lo­cal, sus­ten­ta­ram os fa­tos e dis­se­ram que fo­ram to­dos “pe­gos de sur­pre­sa”.

O pe­di­do de apo­sen­ta­do­ria foi as­si­na­do na pró­pria ses­são, que foi in­ter­rom­pi­da, após o anún­cio, e re­to­ma­da mi­nu­tos de­pois, pre­si­di­da por ou­tro de­sem­bar­ga­dor.

Há du­as se­ma­nas, Ca­mar­go ha­via so­fri­do um in­far­to. Ele foi sub­me­ti­do a uma an­gi­o­plas­tia e re­as­su­miu a Pre­si­dên­cia do ór­gão na sex­ta-fei­ra.

No pe­río­do em que fi­cou afas­ta­do, um edi­tal de li­ci­ta­ção para a re­for­ma do pré­dio do TJ, que ha­via si­do pro­pos­to por ele, foi anu­la­do pe­lo pre­si­den­te em exer­cí­cio, Pau­lo Ro­ber­to Vas­con­cel­los. A me­di­da foi mo- ti­va­da, se­gun­do o Tri­bu­nal, por um “pe­di­do de um ad­vo­ga­do”, que apon­tou su­pos­tas fa­lhas na con­cor­rên­cia. An­tes de pe­dir a apo­sen­ta­do­ria, Ca­mar­go re­vo­gou a anu­la­ção do edi­tal.

Arquivo/DNP

Ca­mar­go está sen­do in­ves­ti­ga­do pe­lo Con­se­lho Na­ci­o­nal de Jus­ti­ça

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.