O co­le­ci­o­na­dor de sor­ri­sos anô­ni­mos

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ -

vi­su­al, pin­ta­das em um céu cla­ro no­tur­no es­ton­te­an­te e em dias quen­tes amai­na­dos com som­bras de ár­vo­res. Isso sem fa­lar das Aca­de­mi­as da Ter­cei­ra Ida­de: um lu­xo só. Aqui, qua­se to­do mun­do é ami­go do rei. Ma­rin­gá re­ce­be luz “di­fe­ren­ci­a­da”. E uma cer­ta ban­da da ci­da­de pro­cla­ma: só fal­ta praia para Ma­rin­gá vi­rar Los An­ge­les. Por es­sas e ou­tras, não en­ten­do por­que os ma­rin­ga­en­ses fi­cam tan­to tem­po em re­des so­ci­ais, con­su­min­do no­tí­ci­as hor­rí­veis que che­gam das mais di­fe­ren­tes par­tes do mun­do. Em Ma­rin­gá, o má­xi­mo que po­de acon­te­cer são en­vol­vi­men­tos tra­gicô­mi­cos en­tre uma abo­bri­nha e um se­nhor de ida­de, as­sal­tos diá­ri­os, aci­den­tes de mo­to e quan­do em vez um acer­to de con­tas na guer­ra do trá­fi­co. Já que as pes­so­as não lar­gam mais os smartpho­nes, al­guém de­ve­ria in­ven­tar um Fa­ce­bo­ok só para ma­rin­ga­en­ses. Co­men­ta­ría­mos ape­nas so­bre o pas­seio no bos­que, o cinema e a co­mi­da rá­pi­da ofe­re­ci­dos em shop­pings de­vi­da­men­te cli­ma­ti­za­dos e tam­bém so­bre as bo­as ini­ci­a­ti­vas ad­vin­das do po­der público, co­mo a ins­ta­la­ção de câ­me­ras vi­gi­lan­tes nos pon­tos prin­ci­pais da ci­da­de e uma in­ves­ti­ga­ção acer­ca do ser­vi­ço de trans­por­te co­le­ti­vo – pra não di­zer que não fa­lei das flo­res. Pro­po­nho mais: que Ma­rin­gá se tor­ne uma ilha. E que coi­sas es­tra­nhas e im­pen­sá­veis aos olhos ma­rin­ga­en­ses – co­mo fa­mí­lia in­tei­ra di­zi­ma­da pe­lo fi­lho; mãe que ma­ta as du­as fi­lhas e en­for­ca o ca­chor­ro; mãe e qu­a­tro fi­lhos en­con­tra­dos en­ve­ne­na­dos dentro do apar­ta­men­to; mais de 50 mor­tos em ata­que ter­ro­ris­ta no Quê­nia; Es­ta­dos Uni­dos que­ren­do guer­re­ar para con­ter ou­tra guer­ra; além de coi­sas me­nos pe­ri­cli­tan­tes, mas tam­bém bi­zar­ras, co­mo axé no Rock in Rio; Aé­cio Ne­ves fa­lan­do “papo re­to” no co­mer­ci­al da te­le­vi­são; e atri­zes glo­bais ri­di­cu­la­men­te de lu­to por cau­sa do Men­sa­lão – nun­ca che­guem por aqui e atra­pa­lhem mi­nha ca­ça dominical a sor­ri­sos anô­ni­mos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.