A mí­dia na edu­ca­ção

O Diario do Norte do Parana - - O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ -

ha­ja dis­ci­pli­na no con­tro­le do or­ça­men­to do­més­ti­co e li­ber­da­de fi­nan­cei­ra”, des­ta­ca o pa­les­tran­te e vo­lun­tá­rio so­ci­al Adil­so Au­gus­ti­nho Car­ni­el. Uma ví­deo au­la so­bre equi­lí­brio fi­nan­cei­ro foi apre­sen­ta­da aos alu­nos, com con­teú­do di­nâ­mi­co e di­ver­ti­do, os per­so­na­gens re­pre­sen­ta­ram quais são as me­lho­res for­mas de se gas­tar o di­nhei­ro e a im­por­tân­cia de pou­par al­gu­ma quan­tia, sem­pre, se­ja pa­ra uma emer­gên­cia ou pa­ra al­gu­ma aqui­si­ção. Bus­can­do o equi­lí­brio en­tre o que se ga­nha e o que se gas­ta. “Apren­di que o di­nhei­ro que meus pais re­ce­bem de­ve ser gas­to com aqui­lo que re­al­men­te é ne­ces­sá­rio, co­mo por exem­plo, ali­men­ta­ção e edu­ca­ção, o res­to de­vo guar­dar ou fa­zer al­gum in­ves­ti­men­to, vou re­pas­sar is­so a eles”, afir­ma a alu­na do 5º ano, Be­a­trys Ra­nek de San­ta­na. Os es­tu­dan­tes que par­ti­ci­pa­ram da pa­les­tra tam­bém co­nhe­ce­ram so­bre a ori­gem da mo­e­da, co­mo fi­car mi­li­o­ná­rio pou­pan­do cin­co re­ais por dia, o tra­ba­lho dos ban­cos e co­o­pe­ra­ti­vas de cré­di­to, e co­mo fa­zer um or­ça­men­to fa­mi­li­ar. “A edu­ca­ção fi­nan­cei­ra é al­go sem­pre dis­cu­ti­do na so­ci­e­da­de, gos­ta­mos de apro­xi­mar nos­sos alu­nos des­sas ques­tões. Com cer­te­za tu­do o que os pe­que­nos ou­vi­ram ho­je, vão le­var pa­ra a vi­da, to­dos eles que­rem um fu­tu­ro me­lhor, e a par­tir de ago­ra já es­tão cons­ci­en­tes so­bre co­mo con­se­guir seus ob­je­ti­vos, em es­pe­ci­al, os fi­nan­cei­ros”, con­ta a diretora Ma­ria Lui­za Ma­ce­do Ro­dri­gues. Os es­tu­dan­tes que es­ti­ve­ram na pa­les­tra ain­da não tra­ba­lham, por is­so não aju­dam com di­nhei­ro no or­ça­men­to de ca­sa, mas Adil­so apre­sen­tou­lhes ou­tras for­mas de con­tri­buir com as con­tas, co­mo por exem­plo: ba­nhos rá­pi­dos, di­mi­nuir o abre e fe­cha da ge­la­dei­ra, não des­per­di­çar ali­men­tos, apa­gar as lu­zes, en­tre ou­tras pe­que­nas ações que evi­tam gas­tos des­ne­ces­sá­ri­os. “Na mi­nha ca­sa se­gui­mos boa par­te das ins­tru­ções de eco­no­mia que fo­ram des­ta­ca­das ho­je. A exem­plo da pen­são que re­ce­bo do meu pai, me­ta­de do di­nhei­ro uso pa­ra com­prar coi­sas que pre­ci­so, a ou­tra me­ta­de guar­do na mi­nha pou­pan­ça pa­ra usar qu­an­do eu for cur­sar fa­cul­da­de de en­ge­nha­ria ci­vil”, res­sal­ta a alu­na do 5º ano, Gabriela Gus­si. As cri­an­ças le­va­ram pa­ra ca­sa um ma­nu­al do Ins­ti­tu­to Si­co­ob com uma pla­ni­lha de or­ça­men­to do­més­ti­co que vai au­xi­li­ar as fa­mí­li­as a or­ga­ni­za­rem su­as re­cei­tas e des­pe­sas. Além dis­so, ca­da alu­no re­ce­beu um co­fri­nho pa­ra in­cen­ti­vá-los a pou­par e, des­de já, cri­ar uma cons­ci­ên­cia fi­nan­cei­ra. “O Diá­rio na Es­co­la se tra­duz nu­ma das me­lho­res par­ce­ri­as que o de­par­ta­men­to de edu­ca­ção de As­tor­ga de­sen­vol­ve nas es­co­las mu­ni­ci­pais. Há com­pro­me­ti­men­to do pro­fes­sor e gran­de in­te­res­se nas ca­pa­ci­ta­ções ofer­ta­das. Per­ce­be­se tam­bém que es­ta fer­ra­men­ta pe­da­gó­gi­ca atin­ge os ob­je­ti­vos dos tra­ba­lhos de­sen­vol­vi­dos em sa­la de au­la, prin­ci­pal­men­te nas ações que con­tri­bu­em pa­ra for­mar o pen­sar e o mo­do de agir das cri­an­ças. A ati­vi­da­de com o jor­nal es­ti­mu­la a lei­tu­ra da re­a­li­da­de, aju­da na or­to­gra­fia, for­ne­ce co­nhe­ci­men­to, e for­ma ci­da­dãos mais crí­ti­cos, além de des­per­tar no alu­no a cu­ri­o­si­da­de e o de­se­jo de apren­der. O tra­ba­lho com o jor­nal tem for­ne­ci­do aos pro­fes­so­res inú­me­ras pos­si­bi­li­da­des de ati­vi­da­des: de­ba­te de as­sun­tos que es­ta­be­le­cem re­la­ções en­tre o in­di­ví­duo e o mun­do que o cer­ca, di­fe­ren­tes in­ter­pre­ta­ções de um mes­mo as­sun­to, es­tu­do dos re­cur­sos ex­pres­si­vos e das mo­da­li­da­des de tex­tos pró­pri­os da lin­gua­gem jor­na­lís­ti­ca, for­mas de in­se­rir o dis­cur­so do ou­tro, dis­cu­tir a opi­nião do pró­prio jor­nal, e pro­du­ção de tex­tos es­pe­cí­fi­cos des­se veí­cu­lo de co­mu­ni­ca­ção, tais co­mo no­tí­ci­as, en­tre­vis­tas e re­por­ta­gens”. – Neu­za Ma­ria Ju­lião For­tu­na­to, se­cre­tá­ria de edu­ca­ção de As­tor­ga.

Edu­ca­ção nan­cei­ra tam­bém se apren­de brin­can­do! Di­vir­ta-se com as ati­vi­da­des pre­pa­ra­das pe­lo Ins­ti­tu­to Si­co­ob

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.