Téc­ni­co ad­mi­te par­ti­da mui­to ruim

O Diario do Norte do Parana - - ESPORTES -

O téc­ni­co Clau­di­nei Oli­vei­ra re­co­nhe­ceu que o Santos jo­gou mal e não me­re­ceu ga­nhar do Náu­ti­co no jo­go re­mar­ca­do da 11ª ro­da­da do Cam­pe­o­na­to Brasileiro, na noi­te da qu­ar­ta-fei­ra, na Vi­la Bel­mi­ro, e que ter­mi­nou em­pa­ta­do por 1 a 1. Pe­las cir­cuns­tân­ci­as do jo­go, o trei­na­dor con­si­de­rou que a sua equi­pe ga­nhou um pon­to, em­bo­ra te­nha dei­xa­do de so­mar mais dois, des­per­di­çan­do a chan­ce de fi­car a qu­a­tro pon­tos do G4. “A equi­pe jo­gou a pi­or par­ti­da des­de que es­tou no co­man­do. Pa­ra ser bem sin­ce­ro, a gen­te aca­bou so­man­do um pon­to e coi­sa po­de­ria ser pi­or”, dis­se o trei­na­dor san­tis­ta. A au­sên­cia de Thiago Ri­bei­ro, que se mo­vi­men­ta mui­to e le­va o ti­me pa­ra fren­te, e a con­tu­são de Mon­til­lo no pri­mei­ro tem­po, fo­ram os prin­ci­pais mo­ti­vos pe­lo fra­co de­sem­pe­nho do ti­me, na ava­li­a­ção de Clau­di­nei. “Fiz as al­te­ra­ções ne­ces­sá­ri­as e não de­ram cer­to. Er­ra­mos mui­tos pas­ses, jo­ga­mos mui­to picado pe­lo meio”, dis­se.

Clau­di­nei des­car­tou a pos­si­bi­li­da­de de o ti­me ter co­me­ça- do o jo­go acre­di­tan­do que po­de­ria ven­cer a qual­quer mo­men­to, per­mi­tin­do o cres­ci­men­to do pi­or ti­me do Cam­pe­o­na­to Brasileiro, que aca­bou do­mi­nan­do a par­ti­da em al­guns mo­men­tos. “Não creio que os jo­ga­do­res não en­ca­ra­ram a par­ti­da co­mo de­ve­ria ser en­ca­ra­da e que hou­ve sal­to al­to. O que acon­te­ceu foi que vá­ri­as pe­ças ti­ve­ram atu­a­ção téc­ni­ca bem lon­ge do es­pe­ra­do”, con­cluiu o co­man­dan­te.

O em­pa­te de qu­ar­ta dei­xou o Santos na sex­ta co­lo­ca­ção no Cam­pe­o­na­to Brasileiro com 33 pon­tos. A equi­pe vol­ta a en­trar em cam­po no pró­xi­mo do­min­go, quan­do vai en­fren­tar o Atlé­ti­co Mi­nei­ro, em Be­lo Horizonte, pe­la 24ª ro­da­da.

Ho­je – 27/9

Ama­nhã – 28/9

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.